Patrocínio

Hospital Pilar X-Leme Diagnóstico Por Imagem Mantis Diagnósticos Avançados

Mãe de primeira viagem: entenda o puerpério

A fase pode ser difícil e delicada, porque a mãe tem que lidar com as alterações do corpo, e ao mesmo tempo, com as obrigações para com o recém-nascido

Toda mulher passa pelo período de puerpério, mas as implicações variam para cada mulher. Foto: Free Stock Photos.

Durante o puerpério, a mulher sofre não apenas por alterações físicas, mas também psicológicas, aumentando a sensibilidade e variações de humor, exigindo maior atenção por parte da família, principalmente do parceiro.

LEIA MAIS

Saúde bucal da mãe influencia até na hora do parto

Parto domiciliar também pode ser fotografado

Contracepção natural (ou não) após o parto

Há um consenso sobre a divisão de fases do puerpério. O imediato, com início logo após a saída da placenta e dura aproximadamente duas horas. Em seguida, inicia-se o puerpério mediato que se alonga até o décimo dia, que é quando o útero passa pela regressão e a perda de sangue vaginal (loquiação) amarelada. Só então tem início a fase de puerpério tardio, que segue até o quadragésimo quinto dia. Ao final, o chamado puerpério remoto é o período que se estende até a mulher retomar o ciclo normal das funções reprodutivas.

A fase pode ser difícil e delicada, porque ela tem que lidar com as alterações, e ao mesmo tempo, com as obrigações para com o recém-nascido. Toda mulher passa pelo período de puerpério, mas as implicações variam para cada mulher.

Isso significa que o acompanhamento médico é essencial. O diagnóstico profissional pode não apenas identificar qualquer possível complicação, como, também, acompanhar a mulher em sua fase de recuperação. Entretanto, os profissionais são unânimes quanto ao benefício do acompanhamento e auxílio por parte do companheiro.

Entre as possíveis complicações estão:

Cólicas abdominais ? Dores comuns na parte inferior da barriga podem ocorrer devido ao regresso do útero;

Corrimento vaginal ? Geralmente fica entre os primeiros vinte dias, mas pode perdurar até o terceiro mês pós-parto;

Incontinência urinária ? Pode acontecer até o terceiro mês pós-parto;

Involução do útero ? Dura 10 dias e recomenda-se ingestão contínua de água e urinar com frequência;

Regularização do aparelho intestinal ? Após duas semanas, deve voltar a funcionar normalmente, entretanto, em caso de hemorroidas, é necessário acompanhamento médico.

Assim sendo, não deixe de marcar consultas regulares com o seu médico. Sua saúde e o seu bebê agradecem.

8 recomendações para você

Deixe seu comentário