Nova vacina da gripe será universal e apenas uma dose vai valer para a vida toda

Mesmo as diferentes cepas dos vírus da gripe apresentam semelhanças e isso permitiu que uma pesquisadora criasse a vacina universal

Nova vacina desenvolvida por pesquisadora israelense vai permitir imunidade para sempre contra a gripe. Foto: Rodrigo Nunes/MS

As campanhas de vacinação contra a gripe, que se repetem ano a ano, logo chegarão ao fim. Em pouco mais de três anos, será possível se proteger contra a gripe apenas com uma vacina universal, que atua contra maioria das cepas do vírus influenza, e poderá substituir os imunizantes revisados aplicados atualmente antes de cada período de inverno.

Esse novo tipo de vacina contra a gripe foi desenvolvido pelo Instituto Weizmann de Ciência, localizado em Israel. A responsável, a pesquisadora israelense Ruth Arnon, explicou ao Viver Bem, via e-mail, que o imunizante universal foi criado a partir de um conceito nem sempre percebido pelos pesquisadores da área da saúde: embora as cepas do vírus da gripe sofram mutações entre as estações mais frias do ano (e por isso que a vacinação anual é recomendada pelos médicos), algumas partes do vírus permanecem iguais.

>> Vice-campeão em cirurgias plásticas no mundo, Brasil aprimora tecnologias na área

“A vacina que nós desenvolvemos se baseia nos peptídeos sintéticos que correspondem a essas regiões conservadas dos vírus. Essas partes induzem uma resposta imunológica contra várias cepas do vírus influenza e, portanto, promovem uma proteção de amplo alcance, atuando como uma vacina contra a gripe universal”, explica a pesquisadora do departamento de Imunologia do Instituto Weizmann de Ciência.

Testes eficazes

Atual vacina contra a gripe precisa ser tomada anualmente. Foto: Rodrigo Nunes/MS

O desenvolvimento da vacina está prestes a entrar na fase 3 da pesquisa clínica, que se inicia em julho ou agosto deste ano na Europa, e continuará até o próximo ano. Na fase 2, o imunizante foi testado em jovens adultos e idosos acima dos 65 anos e trouxe resultados muito positivos. “Se a pesquisa clínica for bem sucedida, a vacina estará disponível em dois ou três anos, contando a partir de agora”, completa Arnon.

A tecnologia da nova vacina foi licenciada pela empresa BiondVax, que tem finalizado o desenvolvimento do imunizante. Uma vez pronta e caso haja interesse na distribuição, a vacina poderá passar pela aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e ser, então, distribuída aos brasileiros.

Proteção por décadas

De acordo com a pesquisadora Ruth Arnon, a vacina universal contra a gripe se apresentou como eficiente durante vários meses no modelo animal (o que representa um período de meia da vida entre os ratos). A expectativa para os humanos é que a vacina mantenha a proteção por vários anos, da mesma forma como a vacina contra o tétano, por exemplo.

Gripe x resfriado

Os sintomas de um resfriado tendem a ser mais brandos que os da gripe, mas nem sempre conseguem ser diferenciados pelo paciente, que às vezes confunde uma doença com a outra. Enquanto o resfriado se recupera em poucos dias, gripe mantém a pessoa na cama por mais tempo. Confira abaixo as diferenças:

Gripe:

  • Início repentino e com duração de duas a três semanas;
  • Dores musculares intensas, febre alta, mal estar e dor de cabeça;
  • Nariz congestionado com coriza e dor de garganta são mais raros;

Resfriado:

  • Início gradual, com duração de poucos dias;
  • Raramente apresenta febre alta ou dor de cabeça, mas apenas um mal estar geral;
  • Nariz congestionado com coriza e dor de garganta são mais comuns;

LEIA TAMBÉM

8 recomendações para você

Deixe seu comentário