10 motivos que fazem com que você sinta fome o dia todo

Sentir fome a toda hora, mesmo depois de uma refeição, não é normal. Veja o que dizem especialistas

Emendar uma refeição na outra com lanches, sobremesas e snacks pode indicar outras necessidades do organismo. Foto: Bigstock

Sentir fome a toda hora, mesmo depois de uma refeição, não é normal. Se for uma criança, adolescente ou se a pessoa estiver grávida, as necessidades nutricionais aumentam e o corpo exige mais alimentos. Porém, para um adulto, emendar uma refeição na outra com lanches, sobremesas e snacks pode indicar outras necessidades do organismo, de acordo com a nutricionista Daniela Fagioli. Confira 10 delas:

>> Esquece o que almoçou, mas lembra o que fez na infância? A ciência tem uma explicação

1) Você não está dormindo o suficiente
Quando a pessoa não consegue descansar sete ou oito horas por noite, a produção de dois hormônios importantes da fome, a leptina e a grelina, fica desregulada.

A grelina estimula o apetite, enquanto a leptina compromete a sensação de que o organismo está satisfeito depois das refeições.

Com sono, o corpo precisa de mais energia para ficar acordado e compensa na alimentação – sempre escolhendo as opções mais calóricas, que darão a energia necessária rapidamente.

2) Você está comendo muito pão
Não apenas o pão, mas também bolos, bolachas, macarrão e qualquer outro representante dos carboidratos.

Quanto mais carboidrato você comer, mais insulina é liberada pelo pâncreas para quebrar todas as moléculas de açúcar ingeridas.

Como essas moléculas se quebram e são absorvidas rapidamente, a insulina fica por ali, esperando mais comida e gerando uma sensação de fome.

Além disso, tanto o açúcar quanto a gordura ruim são viciantes, e quanto mais você come, mais vontade tem de comer outro e outro e outro.

>> Come pouco e engorda? Saiba o que pode estar minando sua dieta

3) Você está desidratado
Às vezes não é fome, e a melhor forma de comprovar isso é tomando um copo d’água. Se a “fome” passar, era só vontade.

Mas, como muitas pessoas têm dificuldade em tomar água durante o dia, ingerindo muito menos que os dois litros recomendados, a sede pode se confundir com fome.

Uma dica dos especialistas: antes de comer, lembre-se de tomar um copo d’água.

Sentir fome o tempo todo depende de vários fatores. Foto: Bigstock.

Sentir fome o tempo todo depende de vários fatores. Foto: Bigstock.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

4) Você está muito estressado
O estresse funciona da mesma forma que a falta de boas horas de sono.

Para manter o nível de serotonina, hormônio que causa tranquilidade e bem-estar, o corpo precisa que você coma, especialmente os carboidratos.

A principal alternativa é trocar as “gordices” por exercícios físicos, que também liberam o hormônio da felicidade e reduzem o estresse.

Outras atividades sugeridas são praticar ioga e escutar uma música tranquila na volta para casa.

 

5) Você está tomando muita bebida alcoólica
Ingerir bebidas alcóolicas faz o fígado pensar: preciso de muito açúcar para metabolizar tudo isso.

Mesmo que você não precise se alimentar naquele momento, o organismo vai querer que você coma algo bem calórico e com muito açúcar.

Por isso, a primeira opção é o refrigerante. Nesses casos, troque pelo suco de frutas e a água, que vão ajudar da mesma forma, sem prejudicar a cintura, e ainda hidratam.

 

6) Você está sendo estimulado pelo olfato
Da mesma forma que as imagens, sentir o cheiro da refeição sendo preparada dispara os hormônios para a digestão.

Nos hospitais, é proibido passar com alimentos nos corredores em que estão pacientes que precisam ficar em jejum por vários dias, como os que sofrem de pancreatite.

Qualquer cheiro de alimento pode fazer com que o pâncreas comece a liberar a insulina, gerando mais fome.

 

7) Você precisa de mais proteínas e gorduras boas
Tanto a proteína quanto as gorduras monoinsaturadas, ou a gordura boa, dão saciedade, pois demoram mais tempo para serem digeridas pelo organismo.

O ideal é que as proteínas estejam presentes na maioria das refeições: café da manhã com leite ou queijo, almoço com uma opção de carne, lanche da tarde com iogurte e jantar com carne de boi, frango ou peixe.

Para as gorduras boas, prefira óleos, azeites, castanhas, abacates e sementes, sem exagero.

 

8) Você pula as refeições
No jejum, o corpo entende que você entrou em inanição e nunca mais vai comer.

Na próxima refeição, você sente muita fome, pois a grelina, hormônio responsável pelo apetite, foi liberada em exagero durante o jejum e faz com que o corpo armazene tudo pelo maior tempo possível.

Esse estoque não vai ser usado pelo organismo, e se deposita na cintura.

 

9) Você está tomando remédios que dão fome

Alguns antidepressivos e corticoides, usados em tratamentos da asma, por exemplo, podem estimular a fome, sem a pessoa perceber.

Se estiver sentindo mais fome que o normal, converse com seu médico sobre o medicamento que está tomando.

 

10) Você está sendo bombardeado pelo food porn
Fotos de pratos incrivelmente brilhantes, fumegantes, que parecem nada menos que absurdamente saborosos são regra nas páginas das redes sociais, atualmente.

Não salivar diante dessas imagens é impossível, e o seu organismo entende que aquilo é o prelúdio de uma refeição incrível também, e começa a se preparar.

Muitas vezes, você come mais do que deveria apenas por ter sido tão estimulado.

LEIA TAMBÉM

8 recomendações para você

Deixe seu comentário