Patrocínio

Hospital Pilar X-Leme Diagnóstico Por Imagem Mantis Diagnósticos Avançados

Sarampo chega a quase 4,3 mil casos apenas em São Paulo

Maioria das notificações de sarampo, em São Paulo, se concentra na capital; recomendação da vacina continua em todo o país

São Paulo registrou de janeiro a setembro quase 4,3 mil casos de sarampoSão Paulo registrou de janeiro a setembro quase 4,3 mil casos de sarampo Foto: Bigstock.

O principal estado no país atingido pelo sarampo é São Paulo. De acordo com novos dados divulgados na quarta-feira (18) pela Secretaria estadual de Saúde, entre janeiro a setembro o estado registrou 4.299 casos da doença.

Em apenas uma semana foram registrados 708 novos diagnósticos, visto que na semana anterior à divulgação (entre 9/09 e 13/09), as autoridades identificaram um total de 3.591 ocorrências.

Das cidades mais atingidas, a capital concentra 55,7% do total de casos, com 2.397 notificações e três mortes, ocorridas em agosto. As vítimas foram um homem de 42 anos, morador da capital e que não havia sido vacinado; e dois bebês: uma menina de quatro meses, de Osasco, e um menino de nove meses, da capital. As informações são da Agência Brasil.

Conforme os registros, há 17 estados na lista de transmissão ativa da doença. Tiveram casos confirmados os estados de São Paulo, do Maranhão, do Piauí, de Santa Catarina, do Rio Grande do Sul, do Rio de Janeiro, de Minas Gerais, do Mato Grosso do Sul, do Paraná, de Pernambuco, do Pará, do Rio Grande do Norte, do Espírito Santo, de Goiás, da Bahia, de Sergipe e no Distrito Federal. A maioria dos casos (97,5%) foi registrada em 153 municípios localizados na região metropolitana de São Paulo.

Recomendação da vacina

Bebês a partir dos seis meses e menores de um ano continuam na lista de recomendações da secretaria para a vacinação contra o sarampo. Essa faixa etária é considerada a mais vulnerável para os casos graves da doença.

Para mães com crianças com menos de seis meses, a secretaria estadual de saúde recomenda que evite a exposição dos bebês em ambientes muito aglomerados. Da mesma forma, manter a ventilação adequada dos ambientes.

E a indicação é para que busque um serviço de saúde imediatamente ao surgirem sintomas como:

  • Manchas vermelhas pelo corpo;
  • Febre;
  • Coriza;
  • Conjuntivite;
  • Manchas brancas na mucosa bucal.

>>> Mulher se vacina contra o sarampo sem saber que estava grávida; confira os riscos

Siga o calendário:

Confira a sua carteira de vacinação e faça os reforços necessários:

Entre um ano e 29 anos: DUAS doses da vacina contra o sarampo.

Entre 30 e 59 anos: UMA dose da vacina contra o sarampo.

Mais de 60 anos: vacinação apenas em contato com casos suspeitos ou confirmados da doença.

As vacinas que protegem contra o sarampo são tanto a tríplice quanto a tetra viral. No caso da tríplice, além do sarampo, ela também atua na proteção contra a caxumba e a rubéola. E, na tetra, soma-se a catapora/varicela. As vacinas estão disponíveis nas unidades de saúde, gratuitamente.

LEIA TAMBÉM

8 recomendações para você

Deixe seu comentário