Os 10 erros mais comuns de quem usa lentes de contato

Especialistas dizem que usuários há mais de dois anos são os mais relapsos; entenda e corrija os erros

Cuidado com as lentes de contato evita danos à visão. Foto: Bigstock.Cuidado com as lentes de contato evita danos à visão. Foto: Bigstock.

Colocar lente na boca, dormir com elas e limpar apenas com soro são erros que prejudicam a visão e reduzem o tempo de vida das lentes. Veja mais informações sobre mitos e verdades com os médicos oftalmologistas Fernando Abib, Virgílio Centurion, Meibal Junqueira e Renato Neves:

1) Achar o desconforto “normal”

Usar lente de contato é diferente dos óculos, mas às vezes o paciente assume um desconforto (até 50% da visão pior) acreditando ser normal. O ideal é procurar um médico.

>> Esquece o que almoçou, mas lembra o que fez na infância? A ciência tem uma explicação

2) Substituir os óculos

Se a ideia é abandonar os óculos de vez, repense. As lentes não podem ser usadas 24 horas por dia, 7 dias na semana. Muitas complicações vêm do olho irritado pelo abuso do uso da lente.

Limpar apenas com soro reduz o tempo de vida útil e não higieniza corretamente. Foto: Bigstock

Limpar apenas com soro reduz o tempo de vida útil e não higieniza corretamente. Foto: Bigstock

3) Dormir com elas

Dormir de lente é risco de úlcera para a córnea. Durante o sono, a córnea, que é nutrida pela pálpebra, tem dificultada a nutrição e oxigenação pelas lentes, causando lesões e infecções.

4) Limpar apenas com soro

Apesar de mais barato que as soluções próprias para limpeza, o soro fisiológico não tem essa função, pois não é composto de elementos que bloqueiam a multiplicação de bactérias.

>> Novo tratamento contra a depressão aguda promete resultados em 24h

5) Colocá-las na boca

A saliva é fonte de bactérias e não pode ser usada para a limpeza. Os micro-organismos podem se proliferar no estojo e causar infecções. É preferível jogar a lente fora.

6) Demorar a esterilizar estojos

Os estojos das lentes de contato devem ser esterilizados uma vez ao mês, pelo menos, em água fervente por 30 minutos e trocados a cada seis meses.

7) Abrir depois o estojo

Abrir o estojo só após lavar as mãos está errado, pois ele pode estar contaminado por fora. Primeiro abra o estojo e depois lave as mãos para, em seguida, colocar as lentes.

8) Usar toalhas felpudas

Se a toalha usada na secagem das mãos é muito felpuda, pode soltar fibras e fiapos, assim como as de papel, e atrapalhar a colocação das lentes. Lave as mãos e seque chacoalhando-as. Se preferir as mãos secas, opte por toalhas de melhor qualidade e sempre limpas.

9) Misturar soluções

O risco de contaminação é maior quando os pacientes misturam nos estojos soluções de desinfecção de diferentes fabricantes. Ao trocar a solução, substitua todo o líquido.

10) Não esfregar as lentes

Esfregar e lavar as lentes é o melhor método de limpeza, mesmo que não seja indicado pelo fabricante da solução ser necessário esfregá-las. Porém, se a lente estiver com muitas deformidades nos 30 dias úteis das lentes descartáveis, pode ser que a mão do usuário de lente esteja muito “pesada” ao lavá-las.

LEIA TAMBÉM

 

8 recomendações para você

Deixe seu comentário