i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Saúde e Bem-Estar

Aftas, herpes e mais oito alterações na boca que revelam doenças

As doenças bucais têm diferentes graus de complexidade e gravidade. Demorar a procurar um médico pode gerar consequências graves

  • PorCarla Rocha, especial para a Gazeta do Povo
  • 13/08/2019 05:00
Feridas e bolhas em lábios, gengivas e língua podem mostrar que a saúde não vai bem. Foto: Bigstock.
Feridas e bolhas em lábios, gengivas e língua podem mostrar que a saúde não vai bem. Foto: Bigstock.| Foto:

Feridas que não cicatrizam, sangramento na gengiva, verrugas e aftas são algumas das doenças que ocorrem na boca.

Podem ser uma lesão isolada de baixa gravidade ou uma manifestação local de um problema sério no organismo.

 

 

A falta de atenção a estas reações, a demora na busca por ajuda profissional especializada e o diagnóstico tardio são fatores agravantes dessas doenças. Aprenda a identificar algumas delas, suas causas, consequências e formas de tratamento.

Afta

Feridas que duram de 7 a 14 dias. Causada por fator imunológico, como a queda na resistência, estresse, traumas, alergias e alteração hormonal. Tratamento: analgésicos e corticoide.

Herpes

Vesículas ou bolhas que se rompem formando crostas de úlceras, que duram de 7 a 10 dias. Causada pelo vírus herpes, é transmitido por saliva, ar e relação sexual. Tratamento: cuidados locais, analgésicos e pomadas antivirais na fase das bolhas.

Verruga

Lesões rugosas, achatadas e esbranquiçadas. Causada pelo HPV (papiloma vírus humano), pode causar até câncer de garganta. Tratamento: remoção cirúrgica das lesões.

>> Feijão, repolho e chicletes: os alimentos que mais causam gases

Lesões com potencial de malignidade/pré-neoplásicas

Lleucoplasia (manchas brancas) ou eritroplasia (lesão avermelhada). Mais frequente em idosos e fumantes, surgem no assoalho da boca, língua e palato. Podem causar câncer de boca. Devem ser tratadas removendo a lesão por cirurgia.

Câncer bucal

Cortes e fissuras com bordas elevadas e verrugosas, sem dor, em lábios, língua, assoalho da boca e gengiva. Relacionado ao tabagismo. Tratamento: cirurgia e/ou radioterapia.

Gengivite

Vermelhidão, edema, sangramento e perda do contorno dentário. Causada pela placa bacteriana, remédios, gravidez, menopausa e anticoncepcionais. Tratamento: remoção da placa bacteriana.

Língua geográfica

Descamação das papilas linguais em vários locais de modo irregular. Mais comum em quem porta asma e rinite. Causa hipersensibilidade a temperos e alimentos ácidos. Tratamento: desnecessário.

Herpes, aftas e verrugas são algumas das alterações na saúde que a boca revela. Foto: Bigstock.
Herpes, aftas e verrugas são algumas das alterações na saúde que a boca revela. Foto: Bigstock.

Caseum amigdalítico

Formação pastosa no interior das amigdalas, composta de tecidos mortos e bactérias. Causa halitose. Tratamento: gargarejo, retirada manual e em casos mais graves cirurgia.

>> Azia e a queimação no estômago: quando é motivo para endoscopia

Candidíase

Comum em crianças e idosos, é causada por um fungo. As placas branco-amareladas revelam imaturidade imunológica ou baixa imunidade. Tratamento: medicamentos antifúngicos.

Língua saburrosa

Acúmulo de restos alimentares e tecidos causada pela respiração bucal, uso de aparelho ortodôntico, enxaguante bucal com álcool, mordedura da mucosa bucal e deficiência de vitamina B. Gera halitose e pode causar gastrite, pneumonia, parada cardíaca, acidente vascular cerebral e a doença periodontal. Tratamento: higienização da língua e correção do fator causal.

Fontes: Jair Demétrio de Souza, otorrinolaringologista; José Miguel Amenábor, estomatologista e Antonio Adilson de Lima, especialista em patologia bucal.

LEIA TAMBÉM

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.