Patrocínio

Hospital Pilar X-Leme Diagnóstico Por Imagem Mantis Diagnósticos Avançados

Do cardápio à acessibilidade, cuidados ao organizar a festa de um idoso

Especialistas dão dicas de segurança e sobre detalhes que vão fazer toda a diferença na hora de planejar uma celebração para quem passou dos 60 anos

Foto: BigStock

Quando Antônio Verone e Nelsa Smidt Verona estavam prestes a completar 50 anos de casados, o genro do casal, Eli Ghellere, sugeriu à esposa e ao cunhado que fosse organizada uma festa de bodas de ouro. A ideia resultou em uma comemoração que incluiu uma missa e um jantar seguido de baile. Para chegar a isso, foram necessários alguns meses de preparação, além de cuidados específicos para atender às necessidades dos anfitriões e dos convidados da terceira idade.

Assim como para outros eventos, o planejamento dos aniversários e celebrações de bodas de idosos deve ser iniciado com alguma antecedência. A primeira decisão será quanto ao tipo da festa, que vai depender do gosto e das condições de saúde dos anfitriões (e seus convidados). Se a opção por um jantar, seguido ou não de baile, é importante lembrar que os mais velhos, em geral, comem mais cedo à noite e não dormem muito tarde. “A sugestão é que se comece mais cedo: em vez de marcar para às 21 horas, optar por 18h30 ou 19 horas”, diz a cerimonialista Vanessa Martins.

RP0CGNS3

O casal Antônio Verone e Nelsa Smidt Verona durante a celebração dos 50 anos de união. Foto: Arquivo pessoal.

A partir disso, pode-se escolher o local. Se a comemoração for realizada em qualquer lugar que não seja a casa do anfitrião (ou de algum familiar), é importante que a reserva seja feita entre seis meses e um ano antes do evento. “Se for num sábado, mesmo durante o dia, é ainda mais importante porque se os locais já têm evento à noite, geralmente não aceitam outro ou restringem o horário da festa”, explica a cerimonialista Dulce Menezes.

Mais importante do que disponibilidade de data, no entanto, são os cuidados com o conforto e a acessibilidade dos mais velhos. Além de comportar todos os convidados confortavelmente, o local deve ter rampa de acesso, corrimões ao lado de escadas e nos banheiros, piso antiderrapante, sinalizações de desnível e estacionamento (para facilitar a chegada).

“Caso o evento seja na casa do aniversariante, é conveniente um olhar cuidadoso acerca de possíveis tropeços, escorregões e quedas por falta de apoio ao sentar-se, por isso se fazem necessárias algumas adaptações no ambiente”, explica a educadora física e mestranda em Gerontologia Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP) Adriana Souza. Entre os ajustes sugeridos por Adriana estão retirar tapetes, verificar se as cadeiras são seguras e sinalizar desníveis com fitas coloridas.

Homenagens
Nem só de cuidados especiais se fazem festas para idosos. É interessante – e bastante recomendando pelas profissionais da área – aproveitar o evento para homenagear os anfitriões. Nas bodas de Nelsa e Antônio, os netos homenagearam os avós, relatando várias passagens da vida da família, mas as opções de homenagem são muitas. “É comum os familiares montarem vídeos com imagens antigas do aniversariante e conquistas”, diz Dulce.

Fotos da família e placas comemorativas também são bastante populares segundo as cerimonialistas, mas é possível programar algo mais elaborado, como apresentação de grupos de seresta, canto coral e outros artistas. Se os próprios anfitriões fizerem parte de algum grupo artístico, é possível envolver os membros desse grupo na homenagem para valorizar aquilo que eles gostam de fazer. A única recomendação de Vanessa é que as homenagens não sejam muito longas, para não ficar cansativo.

 

PRESENTES
Quando os aniversariantes são idosos, a dúvida com relação aos presentes é comum. Uma das sugestões da cerimonialista Vanessa Martins é que o presente seja algo que a pessoa possa utilizar consigo mesma, como roupas, sapatos, acessórios, livros, etc. Outra opção são os presentes que proporcionem uma experiência, como um vale para um dia de spa ou de beleza. Se o aniversariante preferir não ganhar presentes, pode pedir que os convidados façam doações de roupas ou comidas para serem levadas a uma organização social.

 

MENU

O cardápio da festa também precisa ser pensando com um carinho especial. Mesmo que cada convidado evite comer aquilo que não pode, segundo a chefe de nutrição do Hospital Vita, Dirlene dos Santos, é importante incluir alimentos macios para aqueles que fazem uso de próteses, além de não exagerar naqueles que afetam hipertensos e diabéticos, por exemplo. “Para um almoço, poderia ser feito um cardápio com vários tipos de saladas, carnes grelhadas macias, massas frescas e arroz integral, com sucos naturais, sobremesas diet e frutas”, sugere Dirlene.

 

SOCIALIZAÇÃO
As comemorações de aniversários e bodas de pessoas mais velhas são fundamentais para um envelhecimento sadio, já que promovem a socialização com amigos e parentes, explica Adriana Souza.

 

SAIBA MAIS

Confira alguns cuidados na hora de planejar uma festa para idosos:

  • Degraus – Todo degrau deve ser sinalizado com faixa que tenha contraste com o piso. Melhor ainda se ela também for antiderrapante.
  • Toalhas – Toalhas de mesa muito compridas dificultam a aproximação e ao se levantar a pessoa pode se enroscar no tecido, podendo causar acidentes. Então as toalhas mais curtas (foto ao lado) e bem presas na mesa são mais adequadas. Para uma festa pode não ficar legal usar “jogos americamos”, mas é uma boa solução.
  • Iluminação – Na hora do parabéns, mantenha a luz acesa, pois muitos tem baixa visão, e podem precisar de iluminação neste momento. Além de aproveitarem muito mais esse momento se as luzes estiverem acesas.

8 recomendações para você

Deixe seu comentário