Patrocínio

Hospital Pilar Instituto de Oncologia do Paraná

O cabelo pode revelar doenças e desequilíbrios

Mudanças na textura, na cor e quedas frequentes podem indicar alterações hormonais, desnutrição e doenças

Olhe com atenção seus fios. Estão mais claros? Caindo com frequência? Há faixas transversais que mudam a cor e a textura? Seus cabelos estão emitindo sinais de que algo pode estar errado no organismo. Confira as alterações mais frequentes e o que elas podem significar:

Lisos, ondulados ou cacheados

Há produtos e modeladores que conseguem alisar, ondular e até mesmo cachear, mas outros processos também influenciam a conformação dos cabelos, como a quimioterapia.

Mudança na cor

Deficiências nutricionais, como a de cobre, podem alterar a coloração dos cabelos, deixando-os mais claros.

Textura diferente

Faixas transversais surgem quando há alterações endócrinas, modificando também a cor e textura em diferentes pontos ao longo dos fios. Mudanças nutricionais podem refletir esses sinais.

Queda dos fios

Quando o organismo não absorve corretamente os nutrientes, surgem síndromes disabsortivas, como na doença de Crohn e na Retocolite Ulcerativa. Os sintomas se refletem também no topo da cabeça, com a queda dos fios. As cirurgias bariátricas também geram o processo de sabsorção induzido. Deficiência de ferro refletida na anemia, diabete e até mesmo intoxicação por chumbo podem causar queda dos fios.

Elementos químicos

Tão confiável quando os exames de urina, o cabelo pode apontar quais drogas foram ingeridas pela pessoa nos últimos três meses. Podem ser dosados também os elementos químicos cobre, zinco, manganês e alguns metais pesados como alumínio, chumbo e mercúrio.

Fontes: Adriano Almeida, diretor da Sociedade Brasileira do Cabelo e da Sociedade Brasileira de Dermatologia Clínica e Cirúrgica; Fabiane Mulinari Brenner, chefe do serviço de dermatologia do Hospital das Clínicas – UFPR.
,

 

8 recomendações para você

Deixe seu comentário