Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Recomendações para prevenir o sangramento é usar soro fisiológico nas narinas, tomar bastante água e evitar se expor ao frio por muito tempo (Foto: Bigstock)
Recomendações para prevenir o sangramento é usar soro fisiológico nas narinas, tomar bastante água e evitar se expor ao frio por muito tempo (Foto: Bigstock)| Foto:

Nariz que sangra no inverno? A culpa é do frio e do tempo seco. Sem chover grandes quantidades há mais de um mês – julho foi o mês menos chuvoso na capital desde 2008 – a secura na capital paranaense pode afetar a saúde dos curitibanos, desencadeando problemas respiratórios, como rinites alérgicas, crises de asma e infecções, bem como o sangramento nasal.

O muco que reveste o nariz mantém hidratada a mucosa nasal e, em dias mais secos, pode não ser suficiente para a função. O ressecamento leva a rachaduras e ao rompimento de pequenos vasos, localizados abaixo da superfície – o que causa o sangramento, de acordo com informações de Jemima Hirata, médica otorrinolaringologista do hospital Nossa Senhora das Graças (HNSG).

A principal recomendação para quem sofre com os sangramentos nessa época é manter o nariz sempre muito bem hidratado. Uma das medidas recomendadas é o uso do spray nasal de soro fisiológico, segundo Cristiano Roberto Nakagawa, médico otorrinolaringologista e cirurgião Cérvico Facial do HNSG e professor da residência médica de Otorrinolaringologia da PUCPR.

“O soro diminui o ressecamento da mucosa do nariz que, quando ressecada, faz com que haja uma rachadura, provocando o sangramento. A compra do soro não precisa de prescrição médica, sendo o cloreto de sódio de 0,9%, e pode ser usado várias vezes ao dia. Não tem uma quantidade mínima ou máxima de soro, mas é importante consultar um médico para identificar se a causa do sangramento é do tempo seco ou de alguma doença, como rinites e alergias”, reforça Nakagawa.

Também é indicado não mexer muito no nariz, para evitar o rompimento dos vasos; tratar quadros infecciosos e alérgicos, além de monitorar o uso de medicamentos que podem predispor ao sangramento nasal.

“A aspirina, ou ácido acetilsalicílico, medicação indicada a pacientes com doenças cardiovasculares ou quem passou por um Acidente Vascular Cerebral (AVC), faz com que haja uma redução na coagulação sanguínea. Seja em um tempo seco ou frio, pode predispor ao sangramento do nariz”, explica o médico otorrinolaringologista. Pacientes sob tratamento quimioterápico têm a pele do nariz fragilizada, medicamento que também pode levar à ruptura dos vasos nasais.

Confira outras cuidados importantes, de acordo com orientações dos especialistas:

– Evite ficar muito tempo em ambientes com aquecedores sem umidificadores. Os aquecedores deixam o ar dos ambientes muito seco, favorecendo o ressecamento das mucosas nasais;

– Evite ficar exposto, por muito tempo, à temperaturas muito baixas;

– Evite, durante o inverno, se expor ao sol de forma prolongada. Associado a esforço físico, rinites, rinossinusites, facilita o sangramento nasal;

– Hidrate-se. Tomar água mantém a pele e as mucosas hidratadas.

“Se o organismo está bem hidratado, diminui o ressecamento muscoso e das vias aéreas, prevenindo a aquisição de viroses e doenças bacterianas, pela produção do muco – secreção mais espessa na cavidade nasal e garganta, que evita a entrada de microorganismos no corpo”, reforça Cristiano Roberto Nakagawa, médico otorrinolaringologista.

Sangrou o nariz, e agora?

A primeira atitude a ser tomada quando o nariz sangrar é se sentar. Incline levemente a cabeça para frente, para evitar que o sangue vá em direção à garganta e estômago. Então, pressione a ponta do nariz – as paredes laterais – com o polegar e o indicador para que o sangramento pare. Faça isso por, pelo menos, 10 minutos.

Se o sangramento não parar em até 15 minutos, procure um médico. “Quando o sangramento nasal se torna um problema recorrente e/ou quando o quadro é muito intenso o médico irá auxiliar no diagnóstico da causa do problema, e agir no controle ou na resolução do problema”, explica a médica.

LEIA TAMBÉM

>>> Menino de 8 anos começa campanha “A touca que toca” para ajudar pessoas com câncer

>>> Buscopam composto gotas é recolhido do mercado e deixa de ser produzido

>>>

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]