Volta do sarampo alerta para o risco de outra doença, a rubéola, protegida pelas mesmas vacinas.
Crianças que forem viajar a cidades em situação de risco precisam ser vacinadas, pelo menos 15 dias antes da data programada, contra o sarampo. Foto: Bigstock.
Diante da explosão de casos em São Paulo e com receio de que o quadro se replique em outros pontos do país, a pasta procura alternativas. Foto: Bigstock.
Gestantes e crianças são parte do grupo de risco para influeza, ou gripe
Caso os sintomas de mal estar persistam ao longo dos dias, talvez sejam sinais de que a pessoa, ao se vacinar, já estava com o vírus da gripe. Foto: Bigstock.
Vacinas: como um jovem norte-americano lidou com a crença antivacinação dos pais
Surto de sarampo nos Estados Unidos alerta turistas
Solicitação do cartão amarelo que comprova vacina contra a febre amarela será emitido digitalmente