Completando 396 anos, Belém merece uma visita

Complexo do Ver-o-Peso é um dos principais pontos turísticos da cidade



Complexo do Ver-o-Peso concentra o artesanato, a culinária e outros produtos locais

Com uma boa sintonia entre o desenvolvimento de uma grande cidade e o charme das pequenas praças, bosques e jardins, Belém (PA), que acaba de completar 396 anos, tem muito o que comemorar.

Aproveite que a cidade está em festa e planeje uma visita. Entre os passeios obrigatórios da Metrópole da Amazônia está o Complexo do Ver-o-Peso. Maior entreposto comercial do Pará, sempre foi referência como um centro internacional de compras e consagrou-se como o cartão postal de Belém pela beleza, variedade e riqueza de seus frutos, peixes, temperos e ervas.

Inspira poetas, escritores, jornalistas, artistas plásticos e até gourmets de todo o mundo. É o principal ponto turístico roteirizado pelas agências de viagens e outros que realizam eventos em Belém. Segundo a Secretaria Municipal de Economia (SECON), cerca de 2.500 pessoas, entre consumidores e trabalhadores circulam no local por dia.

Localizada em Belém do Pará, às margens da baía do Guajará, a feira do Ver-o-Peso faz parte de um complexo paisagístico e urbanístico que foi tombado em 1977 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan),e possui um conjunto de igreja,casas e outras edificações de influência européia. Sua origem data da segunda metade do século XVII.

Segundo o Iphan a feira foi inaugurada em 27 de março de 1627, com objetivo de funcionar como entreposto fiscal. O nome do mercado faz referência às chamadas Casas do Haver-o-Peso, projetadas no Brasil, para conferir o peso exato das mercadorias e cobrar os respectivos impostos para a coroa portuguesa. A partir de então foi popularmente denominado lugar de Ver-o-Peso, por onde passava grande parte das mercadorias que entravam ou saíam da Amazônia.

8 recomendações para você

Deixe seu comentário