O que fazer em Fortaleza e quanto custa o turismo por lá

A capital do Ceará está sendo redescoberta por turistas de todo o Brasil e também do exterior

Fortaleza tem opções turísticas para todo tipo de gosto e todo tipo de bolso. Foto: Visual Hunt

“Cada região da terra tem uma alma sua, raio criador que lhe imprime o cunho da originalidade”, escreveu certa vez o escritor fortalezense José de Alencar. E devia saber o que dizia, visto que sua Fortaleza é um dos cantos do Brasil em que mais pulsa a originalidade. Da beira-mar que acompanha um mar em muitos tons de azul às ruas do centro antigo, a capital do Ceará tem um tanto de musicalidade, um tanto pulsante de cultura e outro grande tanto de alegria.

>> 5 praias no Uruguai para conhecer neste verão 

Mesmo com sol forte durante quase todo o ano, a temperatura máxima média 30 graus não chega a ser incômoda; os ventos intensos tornam o clima da cidade agradável, mas também enganam: com a brisa soprando quase sem parar não parece, mas a intensidade dos raios solares é realmente muito forte. Por isso o protetor solar é indispensável para quem visita a cidade. O Viver Bem preparou uma lista de programas para conhecer a cidade que está em alta entre turistas brasileiros e estrangeiros.

Dragão do Mar

“Dragão do Mar” é como era conhecido Francisco José do Nascimento, um jangadeiro cearense que, em 1881, conseguiu paralisar o comércio de escravos no porto de Fortaleza por três dias. A luta pela abolição da escravatura começou antes no Ceará. Com muitos movimentos trabalhando por essa causa, o estado foi o primeiro a libertar seus escravos, em 1884, quatro anos antes da assinatura da Lei Áurea.

Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. Foto: Reprodução/Facebook

Para lembrar o jangadeiro, o nome Dragão do Mar está em muitas ruas, edifícios, alamedas e instituições espalhadas por todo o estado. Mas, em Fortaleza, a maior homenagem é o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. Por ali passam 1,5 milhão de turistas todos os anos. Dentro do complexo estão o Museu da Cultura Cearense, o Museu de Arte Contemporânea do Ceará e a Multigaleria. Também há seis teatros, anfiteatros e espaços para apresentações. O Cinema do Dragão – Fundação Joaquim Nabuco e o Planetário Rubens de Azevedo completam a lista de atividades disponíveis por ali. A maior parte das atrações do Centro Dragão do Mar é gratuita ou tem preços simbólicos.

Serviço: Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura

Rua Dragão do Mar 81, Praia de Iracema

Horário de funcionamento: de segunda a quinta, das 8h às 22h; de sexta a domingo e feriados, das 8h às 23h.

Praia do Futuro

Mar calmo não é exatamente a principal atração da Praia do Futuro, em Fortaleza. Mas, para quem quer comer bem, relaxar e ver movimento, é para lá que tem que ir. Repleta de grandes barracas que servem tudo o que a gastronomia local tem de mais saboroso, a Praia do Futuro fica relativamente afastada do centro histórico da cidade e das praias de Iracema e Meireles, onde estão os principais hotéis.

Barracas como a Crocobeach, a Chico do Caranguejo e outras tantas têm megaestruturas com tudo o que alguém precisa para passar o dia todo na praia. O dia todo mesmo, da manhã até tarde da noite. Ali come-se muito bem, ouve-se muita música e, em vários casos, ainda há piscinas disponíveis para aliviar o calor. As barracas normalmente cobram pelo uso de partes de sua estrutura – algumas têm áreas separadas com preços diversificados – e o que for consumido.

Na Crocobeach, por exemplo, a entrada é gratuita. Quem quiser usar as piscinas do Lounge Corona, no entanto, paga R$ 40. Outra opção dentro da barraca, principalmente para quem tem crianças, é o Aquacroco. A entrada, nesse caso, custa R$ 18 por pessoa. Para comer por lá o quilo custa R$ 69,90, mas também há opções de pratos a la carte.

Serviço: Crocobeach

Avenida Clóvis Arrais Maia, 3115 – Praia do Futuro, Fortaleza

Horário de funcionamento: de domingo a quarta, das 8h às 18h; quinta, das 8h às 2h; sextas e sábados, das 8h às 21h.

Mercado Central e Feirinha da Praia

Feirinha Beira Mar de Fortaleza. Foto: Reprodução/Facebook

Fazer compras não é, nem de longe, o programa mais interessante para quem está em Fortaleza. Entretanto é quase impossível passar pela cidade sem escolher pelo menos uma famigerada lembrancinha. Dois dos melhores lugares para isso são o Mercado Central e a Feirinha Beira Mar.

Os nomes são autoexplicativos. Enquanto o Mercado Central fica no centro, a Feirinha funciona na orla da praia do Meireles. E ambos são programas para várias horas. O Mercado existe desde 1809. É claro que sua estrutura mudou muito de lá para cá. Naquela época ali eram comercializados verduras, frutas e carne. 200 anos depois são os artesanatos diversificados, os itens de decoração e as roupas que recheiam as frentes das lojinhas cujos balcões têm, como regra, vendedores sorridentes e dispostos a negociar.

A Feirinha Beira Mar, por sua vez, tem pouco mais de 25 anos de existência e uma enormidade de barraquinhas montadas lado a lado no calçadão. Ali encontra-se de tudo. De camisetas a colares, de cachaça a objetos de decoração, de maiôs a bolsas. E para todo tipo de orçamento, também. Vá com disposição para andar muito e garimpar peças únicas.

Serviço: Mercado Central de Fortaleza

Avenida Alberto Nepomuceno, 199 – Centro, Fortaleza

Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 8h às 18h; sábados, das 8h às 17h; domingos, das 8h às 13h.

Feirinha Beira Mar

Avenida Beira Mar, s/n – Meireles, Fortaleza

Horário de funcionamento: todos os dias, a partir das 17h.

Pela orla

Longe da Praia do Futuro, a orla de Fortaleza tem outras atrações. Nas praias de Iracema e do Meireles há muitos bares restaurantes e barracas que, se não têm a mesma estrutura de suas irmãs da Praia do Futuro, não deixam a desejar em termos de boa gastronomia e bebidas baratas. Em muitas delas a água de coco bem gelada sai por R$ 2.

Para conhecer todo o calçadão você pode usar as pernas ou alugar uma bike em uma das muitas estações do Bicicletar. Basta baixar o aplicativo do projeto no celular e pagar uma taxa de utilização. São R$ 5 para 24 horas de uso. Mas atenção: a cada hora você precisa devolver a bicicleta em uma das estações e esperar 15 minutos para pegar outra. Se for passar vários dias na cidade vale a pena escolher o passe mensal, que custa apenas R$ 10. Todos os principais pontos turísticos de Fortaleza têm estações do Bicicletar. Também há ciclovia em toda a orla e passando pela maior parte desses pontos turísticos.

Passagens

Os preços de voos partindo de Curitiba ou São Paulo para Fortaleza variam conforme a antecedência da compra  e os dias da semana escolhidos para a compra— para datas em dezembro ou janeiro de 2019, em pesquisas realizadas nos principais buscadores de passagens, há opções de ida e volta a partir de R$ 1.100.

LEIA TAMBÉM:

8 recomendações para você

Deixe seu comentário