i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Turismo

O que fazer nos quatro feriados que restam antes do Natal

Selecionamos viagens bate e volta e destinos no Brasil e América do Sul para serem aproveitados nas próximas folgas

  • PorRedação
  • 24/08/2018 15:58
 Ruas do Caminito no bairro La Boca, em Buenos Aires. Foto: Daniel Castellano/ Arquivo  Gazeta do Povo.
Ruas do Caminito no bairro La Boca, em Buenos Aires. Foto: Daniel Castellano/ Arquivo Gazeta do Povo. | Foto: GAZETA

Os feriados prolongados ajudaram quem gosta, e pode, planejar e reservar essas folgas para fazer uma viagem. Dos 9 feriadões prolongados de 2018, restam quatro até o Natal — que podem ser aproveitados em um bate-volta perto de casa ou até em um destino internacional.

O Viver Bem separou algumas opções do que fazer:

Independência

Conheça 8 praias da Ilha do Mel (Foto: Brunno Covello / Gazeta do Povo)
Conheça 8 praias da Ilha do Mel (Foto: Brunno Covello / Gazeta do Povo)| Gazeta do Povo

Quem ainda não se planejou com antecedência, pode aproveitar os 13 dias que antecedem 7 de setembro para escolher viagens mais próximas de casa — se a opção foi passar um feriado desconectado perto de Curitiba, a Ilha do Mel e a de Superagüi são boas escolhas.

Para chegar na Ilha do Mel, há dois pontos de acesso: Paranaguá ou Pontal do Sul — chegando de carro, ônibus ou trem, é necessário fazer uma travessia de barco, que ocorre de hora em hora (em Pontal do Sul) e em dois horários em Paranaguá (9h30 e 15h30), e leva aproximadamente uma hora (a R$ 35 ida e volta).

Como a Ilha é uma área de reserva ecológica, o turista se locomove a pé pelas trilhas de areia (dica: leve uma lanterna para andar à noite). A dica é escolher uma pousada aconchegante e visitar locais clássicos como a Gruta de Encantadas, o Forte e a Praia do Farol.

Para o feriado, há pacotes a partir de *R$ 400 para duas noites.

A Ilha de Superagui, parte do Parque Nacional de Superagüi, tombado pela Unesco, atende aos turistas que buscam ainda mais isolamento: na área, é possível ver animais, como o papagaio da cara roxa e o mico leão da cara preta, espécies em risco de extinção.

Criança brinca com barquinho nos arredores de Superagüi. Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo
Criança brinca com barquinho nos arredores de Superagüi. Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo

Outras atrações são a Praia Deserta (ideal para longas caminhadas) e a Trilha da lagoa. A viagem de barco partindo de Paranaguá custa R$ 30 (de segunda a sábado às 14h30).

Pacotes a partir de R$ *280  para duas noites.

Nossa Senhora Aparecida

Para o feriado que celebra a padroeira do Brasil e dará mais três dias sem expedientes, uma viagem “temática” para o Santuário de Nossa Senhora Aparecida é uma experiência interessante, sobretudo na data, quando se comemora a festa pelos católicos. Com um recorde de romeiros em 2017 (foram 13 milhões de fiéis).

O santuário, que fica no município de Aparecida, interior de São Paulo,  oferece na região outros pontos turísticos, como a Matriz Basílica (a igreja mais antiga da cidade ) o campanário (uma estrutura com treze sinos que homenageia os apóstolos, a Virgem Maria e São José), o Memorial Redentorista (que guarda restos mortais de missionários), e um presépio com mais de 70 esculturas que representam o nascimento de Jesus e o Museu Nossa Senhora Aparecida.

Veja aqui todos os detalhes, preços e opções para chegar à Aparecida.

Finados

O dia 2 de novembro também cai em uma sexta-feira, mas é bom segurar a ansiedade (e poupar) para a folga maior que está por vir também em novembro (Proclamação da República, no dia 15 — serão quatro dias de feriadão). Uma viagem curtinha, que pode ser feita em um bate e volta, é para a Colônia Witmarsum, há 60 quilômetros de Curitiba, na cidade de Palmeira.

Witmarsum encanta turistas no Paraná pela história, gastronomia e passeios. Foto: Daniel Caron/Gazeta do Povo.
Witmarsum encanta turistas no Paraná pela história, gastronomia e passeios. Foto: Daniel Caron/Gazeta do Povo.

Além de ser uma viagem gostosa no tempo — por contra da arquitetura germânica dos espaços e pelos costumes — a comunidade é uma perdição para quem adora viajar para comer. A colônia conta com cafés coloniais fartos, como a do Confeitaria Kliewer, um dos mais famosos da região. O sistema é de buffet de doces, salgados, iguarias locais e café livres, a R$ 40 por pessoa (aos feriados e fins de semana).

Visite ainda o Museu Histórico, com objetos, documentos e informações sobre as famílias meonitas, que iniciaram a colônia. No final, não deixe de trazer para casa artesanato e produtos coloniais como bolos, doces, biscoitos, conservas e queijos, vendidos nas lojas. Para quem for aos sábados, passeie pela Feira Gastronômica (das 9h às 12h, em frente à Cooperativa Witmarsum).

Proclamação da República

Um feriado com quatro dias de folga permite uma viagem um pouco mais longa: que tal Buenos Aires? Os principais pontos turísticos da capital portenha, queridinha dos brasileiros, pode ser explorada  em quatro dias de folga. Ainda mais com a facilidade dos voos diretos diários, partindo de Curitiba.

Com o tempo mais apertado, foque nos básicos: Casa Rosada, Praça de Maio, O Obelisco e a Avenida Corrientes (repleta de teatros), o Caminito, Teatro Colón e o Cemitério da Recoleta (onde estão enterradas personalidades argentinas e mundiais — os gatos que vivem no local em meio aos túmulos também chamam atenção dos turistas). Um jantar em Puerto Madero e um café mais show de tango em um dos locais mais tradicionais da cidade, o Café Tortoni, fecham o circuito mais turístico.

O Obelisco de Buenos Aires, visto a partir da Avenida Corrientes. Foto: Pixabay
O Obelisco de Buenos Aires, visto a partir da Avenida Corrientes. Foto: Pixabay

Outros essenciais: visita ao MALBA (Museu de Arte Latino Americano de Buenos Aires), que guarda obras-primas como autorretratos de Frida Kahlo, e o Abaporu, de Tarsila do Amaral e a livraria El Ateneo. Um passeio pela Feira de San Telmo no domingo (funciona das 10h às 17h) fecha o roteiro.

Há pacotes de viagem com passagem e hospedagem a partir de *R$ 1.600; passagens aéreas a partir de *R$ 1.088 e hospedagens no Airbnb a partir de *R$ 188 a diária.

* Os preços dos pacotes pesquisados para as datas foram realizados nos principais buscadores de viagens. 

LEIA TAMBÉM 

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.