Paraná tem um dos maiores museus a céu aberto do Brasil

Veja quatro opções de museus a céu aberto para visitar no Brasil. O Parque Histórico de Carambeí, a 130 km de Curitiba, é um deles

Parque Histórico de Carambeí é opção de museu a céu aberto no Paraná. A Vila histórica reproduz construções da Colônia de Carambeí de 1911 e 1930. Foto: divulgação / Facebook.

O Brasil conta com mais de 3 mil museus em seu território, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Museus. Fugindo dos mais convencionais – um espaço físico fechado com obras de diversos estilos –  existem os museus a céu aberto, uma opção para sair do comum e aliar arte e natureza. Embora o Inhotim, em Minas Gerais, seja o mais conhecido dos turistas, há outros locais que também valem a visita, como o de Carambeí, um dos maiores museus a céu aberto do país, a 130 km de Curitiba.  Veja esta e outras opções opções para visitar:

Parque Histórico de Carambeí – Carambeí – PR

Foto: divulgação / Facebook.
Localizado no município de Carambeí, na região dos Campos Gerais, o Parque reproduz a vida dos  
imigrantes holandeses. Foto: divulgação / Facebook.

O Paraná tem um dos maiores museus a céu aberto do Brasil. O Parque Histórico de Carambeí tem mais de 100 mil m² e se destaca por preservar e difundir a memória dos imigrantes holandeses que chegaram à cidade de Carambeí no século passado.

O principal objetivo é proporcionar uma imersão cultural e sensorial aos visitantes, através de espaços que mostram o estilo de vida dos colonos do início do século XX, como a Vila Histórica que reproduz a cidade entre 1930 e 1950. Além disso, conta com o Parque das Águas, uma reprodução de um parque ambiental holandês, jardins, a Casa de Memória, anfiteatro e um restaurante com comidas típicas.

O parque também disponibiliza um carrinho para pessoas da terceira idade ou com mobilidade reduzida fazerem o passeio, além de cadeiras de rodas.

Serviço:

Endereço: Avenida dos Pioneiros, 4050 — Carambeí – PR.

Ingressos: R$16 (inteira); R$ 8 (meia entrada). Quarta-feira é gratuito (exceto feriados).

Venda de Ingressos no Outono e Inverno até às 17h45
Venda de Ingressos na Primavera e Verão até às 18h

Horários: terça a domingo: das 11h às 18h.
Segunda-feira: fechado para manutenção

Mais informações, aqui.

* * *

Instituto Inhotim – Brumadinho – MG

[criar legenda]. Foto: divulgação / Facebook.
O Instituto Inhotim conta com diversas obras de arte contemporânea, além de uma rica flora, 
com várias espécies vegetais raras. Foto: Divulgação / Facebook.

Localizado no município de Brumadinho, em Minas Gerais, o Instituto Inhotim é um dos museus a céu aberto mais conhecidos do Brasil. Em seus 140 hectares são encontradas espécies vegetais raras, além de um conjunto de obras de arte contemporânea, expostas a céu aberto e em galerias temporárias e permanentes. O terreno conta ainda com cinco lagos e uma reserva de mata preservada, onde os visitantes podem percorrer os jardins, ambientes rurais e trilhas.

O parque também oferece transporte interno, são oito rotas diferentes que passam pelos pontos mais distantes do museu, no valor de R$ 28 por pessoa.

Serviço:

Endereço: Rua B, 20, Inhotim, Brumadinho — Minas Gerais

Ingressos: terça, quinta, sexta, sábado, domingo e feriado: R$ 40 (inteiro) e R$ 20 (meia entrada). Quarta-feira (exceto feriado): entrada gratuita.

Horários do parque: terça a sexta-feira: 9h30 às 16h30. Sábado, domingo e feriado: 9h30 às 17h30. Fechado às segundas-feiras.

Mais informações, aqui.

* * *

Museu Felícia Leirner – Campos do Jordão – SP

Foto: divulgação.
O museu é uma homenagem ao trabalho da artista polonesa Felícia Leirner. Foto: divulgação.

Com uma área de mata de 35 mil m², o museu guarda um conjunto de 85 obras da artista polonesa Felícia Leirner expostas ao ar livre. As esculturas de bronze, cimento branco e granito estão sobre o gramado e no jardim que divide com o Auditório Claudio Santoro. O museu mostra a paixão de Felícia pela natureza, além de agrupar os trabalhos de acordo com as fases da carreira: figurativa, a caminho da abstração, abstrata, orgânica e recortes na paisagem.

Serviço:

Endereço: Av. Dr. Luís Arrobas Martins, 1880 — Campos do Jordão

Ingressos: R$10,00 por pessoa (inteira)
R$5,00 por pessoa (meia entrada para estudante e idoso)
Domingo é gratuito.

Horários: terça a domingo, das 9h às 18h
O Museu não abre às segundas-feiras.

Mais informações, aqui.

* * *

Oficina Brennand – Recife – PE

A Oficina Brennand expõe ao ar livre obras do
A Oficina Brennand expõe ao ar livre as obras de Francisco Brennand. Foto: divulgação / site.

A Oficina Brennand não é um ponto muito comum nos roteiros turísticos de Recife, mas vale a visita. Criada pelo artista Francisco Brennand, a oficina surgiu a partir de uma antiga fábrica de tijolos e telhas herdada do pai. Além de diversas obras de Francisco expostas ao ar livre, o espaço conta ainda com uma área coberta pela Mata Atlântica e fica próxima ao rio Capibaribe.

Serviço:

Endereço: Propriedade Santos Cosme e Damião, s/n, Várzea – CEP 50740-970 — Recife

Ingressos: R$ 20 (inteira) R$ 10 (meia entrada para maiores de 60 anos e estudantes)

Horários: segunda a quinta: 08h às 17h
Sexta: 08h às 16h
Sábado e domingo: 10h às 16h

Mais informações, aqui.

* * *

LEIA TAMBÉM

>> Que tipo de viajante você é? Faça o teste e descubra!

>> Florianópolis ganha primeiro trecho do Caminho de Santiago no Brasil

>> Experiências do Airbnb no Brasil oferecem até foto sozinho com o Cristo Redentor

8 recomendações para você

Deixe seu comentário