i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Caixa Zero

Ver perfil

O cachorro comeu o relatório do governador?

  • PorRogerio Galindo
  • 26/02/2015 15:15
O cachorro comeu o relatório do governador?
| Foto:

romanelliNesta quarta-feira, o líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Luiz Cláudio Romanelli (PMDB), afirmou que o Executivo “não conseguiu encontrar” o relatório sobre a situação financeira do estado. O relatório, que vem sendo chamado de “secreto” foi encomendado dois anos atrás e, segundo mostrou reportagem de André Gonçalves, mostrava já na época os riscos das finanças estaduais.

A reportagem não conseguiu acesso ao relatório porque, segundo a Secretaria da Fazenda, o documento só tem finalidades gerenciais. A recusa não faz sentido. A lei diz que há poucos casos para que um documento seja sigiloso: nenhum deles diz que o segredo incide sobre documentos puramente gerenciais (é preciso que haja risco para alguém, ou algum motivo igualmente grave).

Depois, quando o deputado Péricles de Mello (PT) pediu formalmente o documento na Assembleia Legislativa, o governo se saiu com essa: não achou a papelada. Ora, não é possível que se convoque um grupo de técnicos, desperdicem suas horas de trabalho, invista-se para construir um diagnóstico do restado e, depois, simplesmente, tudo suma.

Fica parecendo aquela desculpa do aluno relapso que chega na aula sem ter feito a lição de casa. Questionado, diz que foi o cachorro que comeu o trabalho.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.