Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Empresas de tecnologias para trabalho remoto estão entre as mais atrativas do mercado
| Foto: Unsplash

Com as medidas de distanciamento social que foram adotadas em todas as partes do mundo, muitas empresas acabaram sendo prejudicadas. Mas uma categoria específica de startups se mostrou extremamente importante: as empresas que oferecem ferramentas colaborativas que facilitam o trabalho remoto estão entre as mais atrativas para os investidores de venture capital.

O crescimento dessas empresas muito provavelmente não deve ser um fato isolado, já que não sabemos até quando o distanciamento será necessário. No entanto, sabemos que a forma como as empresas se comunicam e realizam suas tarefas com certeza não será mais a mesma.

Conferências e videochamadas

Isso fica nítido quando olhamos para o número de IPOs de empresas como Zoom, Slack e Atlassian.

A Zoom é um grande exemplo dessa força, já que desde o início da pandemia do coronavírus teve a média de usuários diária da plataforma subindo de 10 para 200 milhões em apenas 3 meses, o que fez com que o preço das ações da empresa na bolsa também acompanhasse esse crescimento.

No mercado de empresas de videoconferências também há aquelas que chegaram pra desafiar tanto a Zoom quanto Skype, referências nas chamadas de vídeo corporativas.

A Fuze, por exemplo, é uma startup de videoconferência baseada em nuvem avaliada em mais de US$ 480 milhões, e começa a incomodar os players já estabelecidos - assim como o Loom, que permite a transmissão assíncrona de mensagens de vídeos nos locais de trabalho.

A importância desse tipo de ferramenta para o mundo corporativo atualmente também pode ser medida pelos negócios que vem sendo feitos envolvendo empresas do setor.

É o caso da aquisição da Bluejeans pela Verizon, que foi finalizada recentemente em uma transação estimada em cerca de US$ 400 milhões, como aponta o portal Business Insider. O foco, agora, deve ser no crescimento da plataforma de conferência através da tecnologia 5G da Verizon.

Documentação e conhecimento

Além das empresas de videoconferência, outras categorias também estão se destacando por tornar o trabalho remoto possível e evitar que muitos negócios literalmente quebrem.

Ferramentas de documentação e conhecimento, que fornecem recursos para empresas documentarem seus processos, por exemplo, vêm tendo um grande crescimento, já que os processos manuais agora precisam ser digitalizados.

Escritórios virtuais

Os escritórios virtuais também estão ocupando um lugar importante durante esse momento, já que em alguns momentos é preciso que os funcionários interajam uns com os outros para troca de ideias, e tarefas em conjunto.

Entre as startups dessa categoria, o Tandem, avaliado em mais de US$ 8 milhões segundo o cbinsights, oferece aos usuários a possibilidade dos funcionários acompanharem o que os colegas estão fazendo em tempo real, trazendo muito mais agilidade às rotinas.

O Spatial é outro escritório virtual que oferece esse tipo de experiência, com recursos de realidade virtual e realidade aumentada.

Bate-papo e mensagens

As plataformas de chat e troca de mensagens entre usuários também mostram o mesmo embate entre players já bastante estabelecidos, como a Microsoft e Slack, com startups que querem conquistar cada vez mais espaço.

Esse é o caso da Dialpad, com avaliação de US$ 121 milhões e que oferece soluções de voz e telefonia para o mercado corporativo, e da Yac, avaliada em US$ 1,8 milhão, que disponibiliza sua ferramenta de bate-papo corporativo por voz.

Além dessas, Quill e Threads também estão na corrida para atender às demandas do mercado corporativo.

Produtividade e gestão de projetos

Como um dos grandes desafios para as empresas que estão sendo forçadas a adotar o trabalho remoto é evitar a queda na produtividade das equipes, as ferramentas que tornam esse processo menos impactante são cada vez mais importantes.

É essa necessidade que faz com que novos apps, como Calendly, Mixmax e Clockwise, sejam adotados por empresas de vários nichos, tornando a experiência mais positiva.

E como a forma com que os projetos são gerenciados é determinante para que uma equipe seja realmente produtiva, as ferramentas como Monday.com, Asana e Hive também fazem parte desse pacote que pode fazer toda a diferença no resultado do negócio.

Desenvolvimento colaborativo de software

Empresas como Clubhouse e Linear ajudam os desenvolvedores de softwares a ter muito mais eficiência, tanto através do gerenciamento eficiente de projetos quanto de sistemas de rastreamento de problemas que otimizam muito o tempo desses profissionais.

Isso mostra como o trabalho remoto deve deixar de ser apenas uma opção para momentos específicos para se tornar uma realidade na maioria dos negócios.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]