Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Qual a missão de um CEO como influenciador de políticas públicas?
Qual a missão de um CEO como influenciador de políticas públicas?| Foto: Unsplash, Amy Hirschi/Reprodução

Bom, para falarmos desse tema, vamos começar entendendo que políticas públicas não falam apenas da esfera do poder público. O termo políticas públicas abrange também a sociedade organizada como um todo através de instituições, associações, privadas ou não, e outras formas de organização. Nos dias de hoje, é seguro dizer que um bom CEO coordena políticas públicas dentro da própria empresa. Eu diria até que os melhores também as direcionam para a comunidade fora da empresa, para a sociedade como um todo.

As iniciativas mais comuns que vemos nesse sentido, direcionadas à comunidade externa, envolvem doações de bens materiais e/ou apoio financeiro, o que não podemos deixar de reconhecer. Porém, uma empresa com a direção de um CEO forte pode contribuir em questões de base para a máquina pública, realmente transformando a forma como as coisas se estruturam e criando oportunidades reais para mudar de fato a vida e a comunidade em que habitamos.

É importante lembrar que um CEO é sempre visto como uma figura de destaque por dominar conhecimentos e por gerir um negócio que teve sucesso. Isso geralmente faz com que essa pessoa seja ouvida. E essa pessoa pode, em conjunto com outras áreas do conhecimento e com os próprios órgãos estatais, utilizar essa influência e conhecimento e sugerir e ajudar a estruturar políticas públicas em setores que podem fazer a diferença no futuro, coisas que realmente fazem sentido, para que a área pública invista o dinheiro da forma correta, garantindo eficiência no cumprimento das missões de Estado e no emprego dos recursos da sociedade.

Os governos podem acabar fazendo investimentos ruins ou não tão assertivos, talvez por uma forma de operação que se mantém dos anos anteriores mas que se encontra defasada, talvez por falta de ideias, falta de apoio da sociedade, dificuldade em aprovar propostas, enfim, por diversos motivos, por isso a importância de jogar junto e ajudar o planejamento dos governos, se envolver com isso e fazer com que os projetos sejam os mais assertivos possíveis. Os empreendedores conhecem bem o mercado e sabem das necessidades reais. Eles podem contribuir para fazer as políticas públicas se moldarem para que a comunidade inserida naquela região possa evoluir.

Trago aqui um exemplo de um empreendedor que admiro justamente por essa visão: Luiz Donaduzzi, fundador da Prati-Donaduzzi, indústria de medicamentos e criador do Biopark, Parque Científico e Tecnológico de Biociências localizado em Toledo/PR.

O Biopark, Parque Tecnológico criado por Luiz e Carmen Donaduzzi  tem uma área de quase 5 milhões de m² e três eixos principais: educação, pesquisa e negócios. Esse empreendimento, construído com investimento 100% privado, é um exemplo grandioso de um projeto de um CEO que influencia políticas públicas. Além de espaços e oportunidades para o surgimento de várias empresas, o Parque Tecnológico tem parcerias em suas instalações com a faculdade de medicina da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Instituto Federal do Paraná (IFPR) e o Biopark Educação. No ano passado, mais de 800 alunos já estudavam no ecossistema. O potencial de crescimento da região, com esse Parque, se eleva de uma forma exponencial.

Maquete do projeto arquitetônico do Biopark, hoje em construção por setores.
Maquete do projeto arquitetônico do Biopark, hoje em construção por setores.

Veja o que diz Luiz Donaduzzi e como é sua visão a esse respeito:

“Empreender a partir de um grande propósito é um ato que exige coragem, ética inabalável e um forte compromisso em melhorar a vida das pessoas. O empreendedor interessado no avanço das políticas públicas pelo bem comum, é um cidadão que, além de compreender seu papel como agente participativo na sociedade e na política, se dedica a impactar positivamente a sociedade, gerando emprego, renda e progresso. Influenciar e participar de qualquer melhoria, significa facilitar os passos dos que vêm depois, deixando um legado. Hoje, com a realidade em que vivemos em nosso Estado e Região, encontramos respeito, transparência e abertura aos que desejam gerar transformação social positiva com propósito grandioso e resultados reais.”

As organizações públicas sempre vão ter limitações e as empresas são importantes na hora de apoiar e pressionar para que o Estado cumpra o seu papel ou de ajudar nesse cumprimento com o conhecimento que possuem. Isso pode ser feito por meio da identificação dos problemas e na proposição de soluções, pressionando o Executivo e o Legislativo a pautar programas e projetos que favoreçam mudanças estruturantes e reagindo contra políticas de retrocesso, que prejudiquem o ambiente de negócios.

Usar esse reconhecimento para ser ouvido e chamar a atenção para necessidades de mudança e propostas práticas e eficientes é necessário, e precisamos de mais iniciativas dessa natureza para evoluir na direção correta. Quanto mais lideranças ocuparem esse espaço, mais velocidade teremos na construção de uma sociedade mais justa, socialmente mais equilibrada e economicamente mais rica.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]