i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Certas Palavras

Foto de perfil de Certas Palavras
Ver perfil
Futebol

Prefiro lembrar Dunga como jogador

  • 20/07/2014 22:51
Célio Martins entrevista Dunda
Célio Martins em uma das entrevistas exclusivas que fez com Dunga, na Copa de 1998.| Foto: Arquivo pessoal/Flickr

A chamada “era Dunga” na seleção brasileira durou quase uma década. Convocado para a Copa de 1990, na Itália, o volante - que ficou famoso por atuar firme e sem firulas - não conseguiu o título. Mas em 1994, nos Estados Unidos, o estilo Dunga de marcação cerrada no meio de campo deu certo e ele ergueu a taça.

Em 1998, na França, trabalhei ao lado de Dunga e o entrevistei várias vezes. Acho que ele merecia ter conquistado o quinto título para o Brasil, mas aquela história do Ronaldo, que teve um problema de saúde horas antes do jogo, deixou todo mundo sem saber o que aconteceu nos bastidores. No dia da final, eu e outros jornalistas estávamos com a Susana Werner, namorada do Ronaldo na época, e nem ela soube explicar o que ocorreu.

No dia seguinte da derrota, era visível a frustração e a tristeza na face de brasileiros que foram à França para acompanhar os jogos do Brasil. Caía uma chuvinha fina de verão em toda a região de Paris quando o médico Lídio Toledo apareceu no local de concentração da seleção para tentar explicar o inexplicável. O que todos sabemos é o placar: 3 a 0 para a França.

Quando Dunga assumiu o comando técnico da seleção para a Copa de 2010, na África do Sul, eu já não fazia reportagens de esportes havia muitos anos.

Outro jogador que me marcou quando eu atuava mais efetivamente com futebol foi o lateral Cafu. Acompanhei ele em algumas Copas do Mundo. Em 1997, um ano antes do Mundial de 98, ele esteve presente na cerimônia de entrega do então tradicional prêmio Bola de Ouro, que era atribuído aos profissionais de destaque da crônica esportiva a cada ano.

Célio Martins com o jogador Cafu
Célio Martins com Cafu na entrega do prêmio Bola de Ouro, destinado aos profissionais de imprensa, em 1997.| Arquivo pessoal/Flickr
Célio Martins entrevista Dunda
Célio Martins em uma das entrevistas exclusivas que fez com Dunga, na Copa de 1998. | Arquivo pessoal/Flickr
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.