i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

China, além dos espetinhos

Foto de perfil de China, além dos espetinhos
Ver perfil

Vamos desbravar juntos lugares, cardápios, ingredientes, conhecer novas formas de se ver o mundo, sempre tendo como desculpa, um bom prato de comida!

Comida boa sem preconceito

“Café da manhã de rei” é só um dito popular? Para tudo, esqueceram de avisar a China!

  • Valéria VicentiPor Valéria Vicenti
  • Qingdao
  • 14/08/2020 05:25
E sem rótulos, títulos ou horário marcado, sem cardápio definido, a gente aprende que cardápio bom, é o cardápio de comida boa, e para comida boa não tem hora não!
E sem rótulos, títulos ou horário marcado, sem cardápio definido, a gente aprende que cardápio bom, é o cardápio de comida boa, e para comida boa não tem hora não!| Foto: Biblioteca pessoal - Valéria Vicenti

Tem coisas na vida que nos fazem perder a noção do tempo, para mim, uma delas é o café da manhã. Sou apaixonada pelo café com leite quentinho, entre boa prosa, entre notícias, e claro, entre um pãozinho e outro na chapa com manteiga, que delícia. Amo padaria! No meu caso, posso afirmar, um dos mais importantes momentos do dia.

Surpresa minha, aqui na China, sinto que essa paixão é ainda mais arrebatadora. Por aqui, ditado é lei: café da manhã é de rei. E para conciliar a paixão nacional com a rotina do dia-a-dia, muitas empresas ajustam seus horários do início do trabalho para facilitar o primeiro encontro do dia da família ao redor da mesa. Privilégio imensurável, eles sabem e reconhecem isso.

E contando assim, os sentimentos e a reverência sobre o bom café nosso de cada dia, nos faz pensar, que mesmo do outro lado do mundo, tudo pode ser tão diferente, mas ainda assim, é muito igual! Mas vamos dizer, que a similaridade para por aí, no sentimental, nas palavras. A rotina, os amigos, nos apresentaram um cardápio rico, uma verdadeira refeição no cardápio de casa, ou de fora dela. A cultura milenar deste país acorda cedinho e na mesa, dá seu Bom Dia!

Verde que ti quero verde, com a massa escolhida garante o belo colorido do prato.
Verde que ti quero verde, com a massa escolhida garante o belo colorido do prato.| Biblioteca pessoa - Valéria Vicenti

Sopas, macarrões, vegetais e ovos cozidos, legumes, arroz, carnes cozidas, saladas, bao bun (pão chinês cozido) recheado, tofu, algas, frutas, um cardápio que me perco só no descreve-lo. Para nós, acostumados com o café da manhã ocidental, o comparamos facinho, facinho com o nosso almoço, com o nosso jantar. E claro, acompanhado sempre de chá, ou leite de soja.

Inicialmente, não posso negar, achava estranho, torcia o nariz, olhava até mesmo indignada, e pensava com meus botões: não dá, é muita comida! E olha que sou boa de garfo. Mas aos poucos reconheci, que o real problema não era o cardápio e sim meus paradigmas. Enfrentava uma guerra mental entre títulos e ingredientes, preconceitos em torno de pratos e horários, que aos poucos, decidi que essa poderia ser uma das grandes lições do dia: olhar, provar e apreciar, sem rotular, só sentir!

Não posso negar, nunca passou pela minha cabeça, incluir ao cardápio da manhã um macarrãozinho com carne e legumes, mas é hora de mudar, é hora de experenciar os presentes da vida!
Não posso negar, nunca passou pela minha cabeça, incluir ao cardápio da manhã um macarrãozinho com carne e legumes, mas é hora de mudar, é hora de experenciar os presentes da vida!| Biblioteca Pessoal - Valéria Vicenti

Aceitar o cardápio, sem questionar a hora do dia, e sim se preocupando e aprendendo com os diferentes sabores que nos despertam para mais uma jornada, me deu a oportunidade de olhar para as outras refeições, e de passinho em passinho, tirar da teoria o ditado que ouvia desde bem pequenininha: “café de rei, almoço de príncipe, jantar de plebeu”, mas que nunca fui disciplinada para implementar. Uma grande mudança, uma reeducação alimentar, pode acreditar.

Mas vocês devem estar pensando, e como fica o pãozinho com manteiga nosso de cada dia? Surpresa! Sem conflito, o novo ganha espaço ao lado do antigo, encanta a mesa! As padarias que nos rodeiam contam com receitas encantadoras, e tanto o pãozinho francês, como a baguete, o pão de queijo, o croissant, os bolos e bolachinhas caseiras, muffins, pretzel e toda o cardápio das padarias ocidentais já podem ser encontradas por aqui. Um sucesso de bilheteria.

Deste outro lado do mundo, padaria, confeitarias são muito bem vindas. Pãozinho fresquinho, bolinho, biscoitos como aí, amigos do chá da tarde.
Deste outro lado do mundo, padaria, confeitarias são muito bem vindas. Pãozinho fresquinho, bolinho, biscoitos como aí, amigos do chá da tarde.| Biblioteca pessoal - Valéria Vicenti

Durante a quarentena da Covid-19, uma grata surpresa, as padarias, além de incluírem em seus cardápios produtos exclusivos por assinatura, criações dos chefs confeiteiros, que podem ser surpresa ou não aos clientes, entregues por assinaturas semanais, quinzenais ou até mesmo mensais, também incluíram serviços de agendamento de pão quentinho. Algumas opções é a do cliente no dia anterior agendar a retirada do seu pão fresquinho, quentinho, que pode ser por serviço de entrega, se ocorrer até 30 minutos, quesito de destaque pós pandemia, ou retirada, na janela de horário da saída da fornada. Uma delícia, imagina a manteiga deslizando no pão quentinho... humm vamos parar tudo, deu uma fominha!

Assim o tradicional, os costumes milenares, vão aos poucos dando espaço ao novo, vão unindo cardápios, sabores e por que não, abrindo espaço aos diferentes povos, e para eles, inusitados ingredientes. E se eles, os mestres de cerimônia deste país estão se dando a oportunidade de olhar além dos limites de um país, de um cardápio, estão se dando a oportunidade de experimentar o novo, por que não deveria fazer o mesmo?

E para amanhã, se você encomendar, sempre haverá pão quentinho, fresquinho, saindo do forno.
E para amanhã, se você encomendar, sempre haverá pão quentinho, fresquinho, saindo do forno.| Biblioteca pessoal - Valéria Vicenti

Então que seja assim, que a mesa e a boa comida sejam mestres, abram nossa mente e os nosso coração para o novo, sem rótulos, sem limites, mas temperado com o melhor dos sentimentos.

Até o nosso próximo encontro deste outro ladinho do mundo, desbravando um mundo muito diferente, mas as vezes muito igual!

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.