Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
gastronomia chinesa olimpíadas de inverno
Gu Ailing, foi vista saboreando um delicioso lanchinho chinês, Jiucai Hezi, enquanto aguardava sua pontuação de qualificação, fato que impulsionou mais e mais atletas compartilharem suas refeições| Foto: Liu Xiaolin - SHINE BEYOND A SINGLE STORY

A organização dos jogos olímpicos em Beijing está sendo elogiada mundialmente. Os estádios, as pistas e as instalações encantam pela arquitetura inteligente e altamente sustentável, pela expressão futurista de cada traço ou operação, pela beleza de cada imagem, dos ângulos compartilhados, pelos cuidados com as delegações, pelos mascotes, pelos simpáticos e generosos voluntários, e claro, pela gastronomia chinesa nas Olimpíadas de Inverno.

A imprensa, com seus fotógrafos astutos de plantão, flagrou atletas se deliciando com seus lanchinhos, enquanto aguardavam suas pontuações classificatórias ou faziam uma pequena pausa. Imagens que traduziam, sem filtro, a satisfação de cada bocada do prato oferecido no cardápio do refeitório ou nos petiscos carregados para cima e para baixo. Essas postagens, incialmente despretensiosas, geraram mais e mais postagens, comentários, enfim, viralizaram. Fato que inspirou os atletas a postarem suas refeições, explicando seus pratos chineses e seus sabores, dando dicas e mostrando o entusiasmo pelas descobertas de novas combinações, texturas e aromas.

A crescente curiosidade levou a mídia a abrir o cardápio, a apresentar as principais delicias que vem surpreendendo os atletas, que estão sendo assuntos nas entrevistas. E, aproveitando o momento, a gente pega o bonde e compartilha tudinho com você. Pronto para salivar?

gastronomia chinesa olimpíadas de inverno
Yuanxiao é o prato tradicional do Festival das Lanternas, momento que se encerram os festejos do Ano Novo Chinês, representa encontros e a harmonia em família.| photo by Shine Beyond a Single Story

O Yuanxiao, ou bolas de arroz glutinosas, um prato imperdível para o Festival das Lanternas, foi manchete depois que Gu Ailing, esquiadora americana que representa a China nos Jogos Olímpicos de Inverno, disse à imprensa que os com recheio de gergelim preto são seus favoritos.

Conhecido como Tangyuan no sul da China, e Yuanxiao, no Norte, se diferem no preparo. Ao fazer uYanxiao, os recheios são enrolados em farinha de arroz glutinoso em uma grande cesta de bambu até chegar a uma cobertura uniforme. Os recheios revestidos são então mergulhados em água e enrolados na farinha repetidamente cinco a seis vezes antes que as bolas de arroz estejam prontas para serem fervidas e servidas.

No Sul, os tangyuans são feitos de forma semelhante a bolinhos. Recheios, doces ou salgados, são embrulhados em bolas de arroz glutinosas. Bolas doces são geralmente feitas de gergelim preto, pasta de feijão vermelho, frutas, nozes ou amendoim, enquanto as salgadas, são feitas com carne de porco e legumes.

gastronomia chinesa olimpíadas de inverno
Julia Marino se apaixonou pelo tempero e sabor chinês do jiaozi local.| photo by Shine Beyond a Single Story

A snowboarder americana Julia Marino foi protagonista na popularidade do Jiaozi, outro prato em destaque no cardápio, dentro e fora do país. Na verdade, o Jiaozi é usado como definição para uma grande categoria de pratos, para diversos tipos de bolinhos, não apenas o tradicional triângulo, mas, também, Wonton, pães pequenos e bolas de arroz. De forma simplista, é o conceito de recheio salgado ou doce em um invólucro de farinha, que pode ser com farinha de trigo, farinha de arroz ou farinha de arroz glutinosa.

Os que apaixonaram Marino são os tradicionais Jiaozi, comum no norte da China. Pode ser cozido no vapor, ou frito para um sabor mais crocantes, ambos de recheios macios. Os recheios são normalmente vegetais, carne ou uma mistura de ambos, ingredientes regionais ou temperos pessoais.

gastronomia chinesa olimpíadas de inverno
Pãozinho no vapor, conhecido mundialmente, avança nas pistas, com novos e inusitados recheios a quem desejar provar.| photo by Shine Beyond a Single Story

Pães no vapor também vieram aos holofotes graças à snowboarder Jenise Spiteri de Malta. Pães macios cozidos no vapor fazer parte da história gastronômica na China por milhares de anos. Os pães feitos com farinha, com tempero a gosto, recheados de pasta de feijão vermelho, gergelim negro, cremes, carnes e legumes, podem ser mantidos aquecidos em torres de formas redondas. Uma forma não muito comum, mas também possível de ser encontradas à mesa, é o bolinho cortado em fatias, frito em óleo, temperado com sal e servido como lanches.

gastronomia chinesa olimpíadas de inverno
Nem a forte ardência promovida pela presença da pimenta na receita do caldo quente que receberá os ingredientes, os espetinhos escolhidos intimidou os atletas. Provaram, gostaram e repetiram! | photo by Shine Beyond a Single Story

Mais conhecido como Hot Pot, o prato chamou a atenção quando Jutta Leerdam dos Países Baixos postou um vídeo do prato no TikTok. Uma iguaria da região sudoeste da China, Sichuan e Chongqing. Hot pot é um prato que se cozinha em caldo picante quente todos os tipos de ingredientes escolhidos. Legumes, verduras, carnes, embutidos e ingredientes inusitados dão a autonomia a receita que registra a dinâmica do prato. Temperos adicionais podem ser acrescentados ao caldo, como pimentões e diversos tipos de pimenta. É outro sucesso da gastronomia chinesa nas Olimpíadas de Inverno.

gastronomia chinesa olimpíadas de inverno
Como refeição principal ou como lanchinho, a crocância da massa fresquinha combinada com o umedicidinho do recheio do jiucai hezi é sem igual. Delicioso!| photo by Shine Beyond a Single Story

Outro sucesso medalista está sendo a massa chinesa Jiucai Hezi. O lanche despertou as redes sociais chinesas quando os seguidores se depararam com a Gu Ailing o comendo enquanto esperava por sua pontuação em qualificação. O vídeo dela tentando explicar o que é o lanche em inglês foi retuitado cerca de 7.700 vezes no Weibo.

Literalmente, podemos traduzi-lo como bolsas de cebolinha, são tortas pan-fritas em um formato arredondado. Apresentam recheios de cebolinha picada, ovos fritos e camarões pequenos secos. Com as cebolinhas macias, ingrediente relevante desta receita, um ingrediente sazonal na primavera, a massa é normalmente considerada um sabor popular, principalmente no norte da China, na Primavera.

Pãozinho no vapor com recheio de feijão vermelho esta sendo um dos pratos medalhistas do cardápio para a atleta Jenise Spiteri
Pãozinho no vapor com recheio de feijão vermelho esta sendo um dos pratos medalhistas do cardápio para a atleta Jenise Spiteri| photo by Shine Beyond a Single Story

E assim, podemos afirmar, as carinhas dos atletas em cada bocada nos atrativos pratos da gastronomia chinesa nas Olimpíadas de Inverno aguçam nossa curiosidade por novos sabores, novos recheios, por ingredientes regionais. Nos asseguram: sempre há um prato novo que pode ser convidado à nossa mesa. Bom apetite, nos vemos já, já !

Fonte: Liu Xiaolin - Shine Beyond a Single Story

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]