Covid em Taiwan não seria um título lógico caso estivesse num jornal local, já que por lá a doença sequer é assunto. É de cair o queixo, mas a pandemia que apavora o mundo há um ano sequer ganhou contornos de surto na ilha, apesar de ser vizinha à China, onde tudo começou.

Pelos dados desta segunda-feira (25) da Universidade John Hopkins dos EUA, que concentra as estatísticas mundiais da doença, até hoje foram registrados 889 casos confirmados de Covid em Taiwan e sete mortes.

Isso numa população de 24 milhões de habitantes, o dobro da de São Paulo (capital). Para efeito de comparação, a cidade de São Paulo, com 12 milhões de habitantes, acumula mais de 450 mil casos e quase 17 mil mortes.

Sete mortes em 24 milhões de habitantes é um número tão inexpressivo que na estatística de mortes por milhão Taiwan tem zero, está na posição 147 do ranking liderado por Eslovênia, Bósnia Herzegovina, Itália, Macedônia, Peru, República Checa, Reino Unido, Bulgária, Espanha, Estados Unidos e Hungria, todos com mais de 1.000 mortes por milhão de habitantes.

O Brasil figura em 18° nessa lista, com 917 mortes por milhão, atrás ainda de França, México, Croácia, Argentina, Armênia e Panamá.

Covid-19 no mundo: mortes por milhão de habitantes

Relato de um brasileiro

Não é porque o lockdown foi mais severo que praticamente não há Covid em Taiwan. Aliás, nem houve lockdown por lá, como relata o professor de inglês Steve Ni, brasileiro que mora na ilha, que se declara uma república independente, mas é requisitada pela China como uma de suas províncias.

Paulistano, filho de taiwaneses, ele já tinha se mudado para a terra natal dos pais quando a pandemia começou do lado de cá do planeta e acabou escapando do pânico e dos lockdowns frequentes em sua própria cidade de nascimento.

Nem tudo em Taiwan segue como antes, porém. Steve, que além de dar aulas trabalha como guia turístico e tem blog de turismo (travelerni.com), define-se como "nômade digital", mas anda mais preso à ilha que o de costume, devido a restrições de viagens.

Apesar de estar 11 horas à frente do fuso de Brasília, aceitou o convite para uma entrevista à Gazeta do Povo.

Medidas contra a Covid em Taiwan

Que medidas adotou o governo de Taiwan para garantir resultados tão expressivos no combate à pandemia? Como as grandes cidades da ilha lidam com aglomerações e festas? Houve alguma restrição ao funcionamento de escolas e universidades, empresas ou igrejas?

E o transporte coletivo, continua circulando? Há alguma regra, como uso de máscaras, punição ou multas para quem desrespeita? Para saber a resposta a estas e outras perguntas e ver o impressionante relato de um brasileiro que vive em Taiwan clique no play do vídeo no topo da página.

45 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]