Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Gustavo Gayer é mais um dos entrevistados na série de conversas promovidas pela Gazeta do Povo com influenciadores digitais conservadores. O empresário de Goiânia, professor e dono de escola de inglês, conta por que decidiu comentar política no YouTube e como vê o avanço sobre as liberdades individuais, sobre a verdade e sobre os valores mais caros à maioria dos brasileiros.

>> NOVIDADE: faça parte do canal de Vida e Cidadania no Telegram

O canal do YouTube onde faz lives e publica vídeos com percepções próprias da atualidade tem mais de 400 mil inscritos. Somente nos últimos dois dias ele alimentou o "papo conservador" (descrição de capa do canal) com dez vídeos.

Os temas variam dos mais recentes atos da CPI da Covid até a hipocrisia das aglomerações da esquerda e o vandalismo registrado nas manifestações pró-Lula do último sábado (19).

Nesta entrevista, que você pode acompanhar clicando no play do vídeo no topo da página, Gustavo Gayer fala sobre tudo isso e ainda comenta a farsa do suposto ranking dos produtores de Fake News, em que também foi envolvido.

Qual a relação entre a censura das redes sociais para interditar debates importantes e as campanhas orquestradas para difamar pessoas? Quem planta essas narrativas contra conservadores? Há gabinetes de ódio da esquerda, ligando políticos de oposição, milícias digitais e a militância doutrinada?

Não deixe de assistir ao bate-papo e de comentar sobre o que foi debatido nesta entrevista. Deixe sua impressão sobre o que ouviu através de uma reação ou um comentário.

23 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]