i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Diogo Schelp

Foto de perfil de Diogo Schelp
Ver perfil
Meio Ambiente

Como o ambientalismo ajudou a derrubar o comunismo

  • Por Diogo Schelp
  • [19/07/2020] [17:37]
Ambientalista na Alemanha Oriental
Ativista passeia de bicicleta com máscara de gás para protestar contra a poluição na Alemanha Oriental| Foto: (Arquivo/Divulgação)

Prevê-se para este ano o fechamento da maior safra de soja da história do Brasil. Se não fosse pela falta de chuva no ciclo 2019/2020 no Rio Grande do Sul, a colheita teria sido 4% maior. Ainda assim, o Brasil superou este ano os Estados Unidos, tornando-se o maior produtor mundial do grão. O recorde não foi atingido com a derrubada de árvores na Amazônia, como por vezes se noticia na imprensa internacional, mas com tecnologia, aumento de produtividade e condições climáticas favoráveis na maior parte do país. O que impede, então, o Brasil de ser não apenas um campeão agrícola, mas também um campeão da preservação ambiental? Resposta: a visão equivocada do governo de Jair Bolsonaro de que ambientalismo é coisa de comunista.

Ainda que a causa ambientalista tenha sido absorvida pela esquerda nas últimas décadas, na realidade ela nasceu como uma causa legitimamente "burguesa". Rachel Carson, autora do clássico "Primavera Silenciosa", publicado em 1962 e considerado o marco do movimento ambientalista moderno, não era comunista. Ao contrário, ela era influenciada por uma tradição conservacionista já antiga nos Estados Unidos e que encontrou no presidente Theodore Roosevelt (1901-1909), do Partido Republicano, um de seus expoentes. Em sua denúncia dos pesticidas, Rachel Carson não se opunha à atividade produtiva; ao contrário, ela via no investimento em tecnologia a saída para uma agricultura que não causasse danos à natureza e às pessoas.

Grupos de esquerda encontraram na obra de Rachel Carson argumentos para criticar a ganância de grandes indústrias. Mas os mesmos princípios também serviram para desafiar as ditaduras comunistas do Leste Europeu.

No período da Guerra Fria, ainda que no discurso os regimes socialistas atribuíam ao Ocidente capitalista a pecha de destruidor do meio ambiente, a realidade é que eram eles os verdadeiros inimigos da natureza. Pouco se fala sobre isso, mas o movimento por direitos civis nas repúblicas satélites da União Soviética nasceu do ativismo ambiental, que contribuiu de maneira decisiva para derrubar o comunismo.

O acidente nuclear na usina de Chernobyl, na Ucrânia, em 1986 foi um marco nesse sentido pois escancarou a ineficiência do Estado e o descaso dos líderes comunistas com a saúde da população. Mas a dissidência política de fundo ambiental no bloco soviético é anterior a isso.

Na Alemanha Oriental, por exemplo, já na década de 70 havia um movimento clandestino de caráter ecológico, que se reunia em igrejas luteranas para discutir questões ambientais, imprimir folhetos e organizar protestos silenciosos, como a realização de mutirões para plantar árvores ou singelos passeios de bicicleta com ativistas usando máscaras de gás.

Em seu livro "Nenhum sinal de ditadura?: Mitos e Fatos sobre a RDA" (no original em alemão, "Von Diktatur keine Spur?: Mythen und Fakten über die DDR", publicado em 2009 pela editora Olzog), o jornalista Armin Fuhrer demonstra o quanto esses protestos dos ecologistas incomodavam o regime da Alemanha Oriental (que atendia por República Democrática Alemã, RDA). "Desde 1982, cidadãos da RDA que reunissem e/ou divulgassem dados ambientais eram perseguidos preventivamente como criminosos", escreve Fuhrer.

Do ponto de vista do governo comunista, era inadmissível questionar as credenciais ambientais do regime. Afinal, segundo a ideologia vigente, a devastação do meio ambiente era "uma expressão da sede por lucro do capitalismo, enquanto no socialismo os interesses do setor produtivo e da sociedade eram considerados idênticos", observa Fuhrer. Acusar o Estado socialista de promover a destruição do meio ambiente era o mesmo que acusá-lo de agir como as nações capitalistas, portanto.

Os fatos, no entanto, mostram que o comunismo era pior para o meio ambiente do que o capitalismo — pelo menos quando se compara a Alemanha Ocidental, capitalista, com a Alemanha Oriental, comunista. Segundo Fuhrer, o lado comunista da Alemanha emitia dez vezes mais dióxido de carbono do que o lado capitalista.

No inverno, uma fumaça preta cobria Berlim. Ela vinha do lado oriental e era o resultado da queima de carvão para o aquecimento das residências, enquanto no lado ocidental a calefação era feita com gás encanado, mais ecológico e seguro. Apenas 2% dos rios e 1% dos lagos da Alemanha Oriental não eram contaminados por produtos químicos despejados pela indústria, totalmente estatal. Como esperar que o Estado punisse a si próprio por sujar a natureza?

Os grandes protestos de 1989 que resultaram na Queda do Muro de Berlim, no final daquele ano, começaram em Leipzig, uma cidade da Alemanha Oriental, com algumas dezenas de ambientalistas que se reuniam toda segunda-feira para se manifestar contra a poluição do rio Pleisse pela indústria química local. A cada semana, os protestos de rua aumentavam e as reivindicações eram ampliadas: entre elas, liberdade de expressão e o direito de viajar livremente para outros países. Até que, em outubro de 1989, 120.000 pessoas, o que representava um em cada quatro habitantes de Leipzig, lotaram as ruas em uma manifestação que a polícia local não teve coragem de reprimir.

Algumas semanas depois, pressionado pelas ruas e abandonado por Moscou (cuja liderança, sob Mikhail Gorbachev, já não demonstrava a intenção de reprimir o povo como havia feito em Praga, em 1968), o governo da Alemanha Oriental anunciou a intenção de permitir aos cidadãos viajarem para outros países. Correu o boato de que a autorização estava valendo imediatamente e os moradores de Berlim oriental aglomeraram-se nos postos de controle exigindo passagem livre para o outro lado do Muro.

Os guardas, confusos com as ordens desencontradas, deram passagem. Seguiu-se, então, noite adentro a grande festa do reencontro entre moradores do leste e do oeste de Berlim, regada a sidra e cerveja e animada pelo som das picaretas usadas para arrancar nacos do Muro que dividiu a cidade alemã por 28 anos.

Da mesma forma que ajudou a derrubar o comunismo três décadas atrás, o ambientalismo é, atualmente, um elemento indissociável do capitalismo mais moderno. Quando grandes empresários e representantes de fundos de investimento reúnem-se com integrantes do governo brasileiro para pedir uma política consistente de defesa da Amazônia e de combate ao desmatamento e às queimadas, que estão batendo novos recordes este ano, o fazem não por terem sido contaminados pelo "vírus do marxismo" (para usar uma expressão do chanceler Ernesto Araújo), mas porque o negacionismo ambiental é ruim para os negócios.

Enquanto o presidente Jair Bolsonaro e seu entorno não se convencerem de que a preservação do meio ambiente não é ideologia de esquerda e tampouco um entrave à atividade econômica, o Brasil estará mais próximo da mentalidade ambiental da Alemanha comunista do que do capitalismo moderno que eles dizem representar.

23 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]
Tudo sobre:

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 23 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • J

    Jeova Epaminondas

    ± 6 dias

    O cuidado com o ambiente é essencial para a sobrevivência do ser humano individual e coletivamente. Não é de esquerda ou de direita

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    jose rodorval ramalho

    ± 6 dias

    Seu Jornalista, faltou um detalhe: demonstrar que o governo está causando danos ambientais. Seja honesto, cabra sem-vergonha!!!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • H

    Hélio

    ± 7 dias

    Sou eleitor de Bolsonaro e aprovo seu governo, no entanto é preciso reduzir o desmatamento. Apesar de o Brasil ter uma legislação ambiental modera e uma matriz energética das mais limpas, essa questão das queimadas está comprometendo nossa imagem no exterior. Não podemos deixar que isso venha a comprometer outras políticas. As queimadas estão servindo de desculpa principalmente dos europeus, para nos atacar. O que custa o governo ter uma atuação mais firme no meio ambiente, evitando essa narrativa que nos é prejudicial.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Eduardo Prestes

    ± 7 dias

    "É fundamental comparar os dados de queimadas e desmatamento atuais com a série histórica. Fazendo isso, prova-se que a narrativa é FALSA, e que os picos históricos em ambos casos aconteceram no período petista. A política de uso da floresta também mudou. A esquerda quer um deserto verde, sem atividade econômica, apenas com índios e milhares de ONGs inúteis e parasitas sustentadas pelos contribuintes. A opção é fixar na região proprietários com atividades produtivas, seguindo a regra 80% preservada e 20% de livre uso. Os proprietários são a fiscalização mais eficiente, pois estão sujeitos a multas e perda de propriedade. Votamos no Bolsonaro em favor do agronegócio."

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • G

    Gustavo Silva

    ± 7 dias

    Quais eram as práticas positivas implantadas nos 16 anos anteriormente que foram desfeitas ? Sem responder essa questão serão apenas palavras ao vento .

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Alexandre Paranaense

    ± 7 dias

    Excelente atigo. Lamentável a forma de pensar do Bolsonaro, do Salles e do Ernesto Araújo. Onde já se viu um chanceler criar caso com o maior parceiro comercial.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • E

      Eduardo Prestes

      ± 7 dias

      Comunistas não são parceiros confiáveis, a China é uma ditadura que deve ser encarada com muita precaução. Os comunistas chineses jamais renegaram o passado genocida do maoísmo, responsável por algo em torno de 70 milhões de vítimas. O alinhamento geopolítico e comercial do Brasil deve ser preferencialmente com as democracias capitalistas ocidentais. Votamos no Bolsonaro para isso, o trabalho do Ernesto Araújo possui clareza moral, é espetacular.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    Joviana Cavaliere Lorentz

    ± 7 dias

    A esquerda usa o ambientalismo não para proteger a natureza, mas para impor modelo ideológico.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    Joviana Cavaliere Lorentz

    ± 7 dias

    Não fofo! Foi só caso de troca de nome. Forma de colocar embaixo do tapete todo lixo anterior. Acorda, trouxa!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    André

    ± 7 dias

    Muito bom artigo! Um exemplo de que o pensamento conservador pode ser compatível com as preocupações ecológicas é o do filósofo Roger Scruton.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    mup

    ± 7 dias

    Diogo, Seu artigo com uma resenha da evolução do ambientalismo vai bem até certo ponto, mostrando a força que esse movimento adquiriu, ajudando mesmo para a queda do muro em Berlim. Mas termina mal - é pena! - quando dá aval àqueles que enxergam que o Brasil é responsável pelo desmatamento da Amazônia, pelo aquecimento global e coisas que tal... Nesta mesma Gazeta, já se escreveu e descreveu os reais interesses por trás dos denunciantes americanos e europeus dos supostos crimes que nosso país pratica. Tudo conversa fiada! Nenhum país protege mais a natureza do que nós, nehum país que nos ataca, preservou florestas e rios e usam carvão como combustível ainda hoje....

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    mup

    ± 7 dias

    Diogo, Seu artigo com uma resenha da evolução do ambientalismo vai bem até certo ponto, mostrando a força que esse movimento adquiriu, ajudando mesmo para a queda do muro em Berlim. Mas termina mal - é pena! - quando não dá aval àqueles que enxergam que o Brasil é responsável pelo desmatamento da Amazônia, pelo aquecimento global e coisas que tal... Nesta mesma Gazeta, já se escreveu e descreveu os reais interesses por trás dos denunciantes americanos e europeus dos supostos crimes que nosso país pratica. Tudo conversa fiada! Nenhum país protege mais a natureza do que nós, nehum país que nos ataca, preservou florestas e rios e usam carvão como combustível ainda hoje....

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Admar Luiz

    ± 7 dias

    Ambientalismo é coisa da esquerda sim. As bandeiras tradicionais dos esquerdopatas não atraem mais ninguém. Ambientalismo, minorias, culturalismo, globalismo, racismo, que mais mesmo? Schelp? Volte pra Veja vai. Quem disse que a preservação do meio ambiente - com sustentabilidade não é prioridade deste governo? Olha a delinquência moral/intelectual desse pseudo jornalista, "o Brasil estará mais próximo da mentalidade ambiental da Alemanha comunista do que do capitalismo moderno". Cara, tu é muito vigarista. Pegue as falas da Min. da Agricultura T. Cristina, e do Salles do Meio Ambiente e vai ver - se vc for honesto - que é exatamente o que vc diz defender, que o governo está defende.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • I

    IvoHM

    ± 7 dias

    LABr: sem esquecer do macuquinho-do-brejo, que atrasou por anos as obras da barragem do Miringuava, e os índios do Paraguai, a restinga, a elevação do nível do mar e o aquecimento global, que são alguns dos empecilhos colocados pelas ONGs esquerdistas, alegremente escoradas pelo Ministério Público, para o início das obras da Faixa de Infraestrutura em Pontal do Paraná.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    LABr

    ± 7 dias

    Excelente texto. Concordo plenamente que a sustentabilidade e a preservação ambiental é problema supra-político e nada ideológico. A tragédia é quando os socialistas desapropriam o tema e o fazem de bandeira. Aí entra a trapaça, a bravata e as malandríssimas estatísticas gestadas nos porões da mentira e do oportunismo. Vão desde a paralisação da construção de uma hidrelétrica por causa de uma perereca até a distribuição desproporcional de terras para os nossos indígenas. Não importa a precária situação da educação, da saúde pública, do saneamento, etc. Vale a narrativa dos nossos arautos do bem.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Cidadão Brasileiro

    ± 7 dias

    Todos os países na mesma Terra, ações dum lado da fronteira afetam o outro. Políticas supra-nacionais são necessárias sim, e quem as está pondo em marcha não são governos, mas grandes gestores de capitais, por motivos óbvios: fazer vistas grossas aos problemas ambientais tem reflexos negativos nos mercados. Organismos multilaterais têm sido alvo de políticos obtusos, sua imagem atacada com fakes em massa, mas convém recordar q essas empresas c/ tamanhos em dólares maiores do q muitos países, ñ estão interessadas na divisão geopolítica atual, mas na futura, onde as fronteiras terão importância similar à da divisão de bairros numa cidade.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marcelo M

    ± 7 dias

    ... o que não impede que a pauta ambientalista tenha sido tomada pelos globalistas, como bem se observa pela Greta e símiles. Se no passado foi diferente, hoje é sim um ponto de ataque à soberania de nações que não "respeitam a Gaia" e outras baboseiras, o que exigiria ações globalistas supra-nacionais. O colunista sabe disso, o artigo é falacioso e o retorno dessa discussão nesse momento em que o fique em casa arrefece é sintomático....

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • W

    Wander

    ± 7 dias

    A preocupação ambiental é legítima, e deve ser sempre objeto de políticas públicas. Dito isto, o que é estranho, é uma Europa que nas queimadas recordes de 2004 e 2009, até hoje imbatíveis, ocorridas na gestão da dupla Lula/Marina Silva, não faziam uma pressão tão grande como agora. A mesma Europa que nem com subsídios, consegue fazer seu agricultor produzir tanto como o do Brasil. Isto parece mais um ataque coordenado com intenções nada civilizadas, e infelizmente com apoio de muitos brasileiros desavisados.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    2 Respostas
    • W

      Wander

      ± 4 dias

      Carlo, puxei da memória em algum artigo. Mas no site do INPE, vc pode conferir diversos gráficos, inclusive que o recorde absoluto foi mesmo em 2007, da dupla citada.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • P

      Piupolino

      ± 7 dias

      Wander, onde posso obter estes dados mostrando os picos das queimadas no governo Lula/Marina?

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    Jesur José Cassol

    ± 7 dias

    Bom texto

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Pedro tenvia

    ± 7 dias

    Os comunistas usam tudo que tem na mão, "preocupação ambiental" é uma delas, assim como discussão racial, feminismo, pobre contra rico, filhos contra pais, alunos contra professores, etc, etc, tudo que estiver na mão, pois o objetivo é dividir criar intrigas, movimentos, etc, para poder triunfar com seu projeto vde poder, para então sim, dar uma banana para a preocupação ambiental além das outras

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Mauricio Conde

    ± 7 dias

    Ótimo texto.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.