i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Eduardo Ribeiro

Foto de perfil de Eduardo Ribeiro
Ver perfil
Análise

Antes de 2022 vem 2021

O futuro do Brasil dependerá do quanto o governo e o Congresso priorizarão o interesse do País e dos brasileiros frente às próximas eleições.

  • Eduardo RibeiroPor Eduardo Ribeiro
  • 19/11/2020 11:40
Antes de 2022 vem 2021
| Foto: Ana Volpe/Agência Senado

O Brasil tem à sua frente uma situação fiscal muito mais difícil do que se projetava há um ano atrás. O déficit primário de 2020 será maior do que a soma de todos os déficits desde 2014, ano em que começamos a trajetória ascendente de endividamento. E isso é assustador.

Ao contrário do que poderia se pensar à primeira vista, o impacto do coronavírus na economia brasileira não foi particularmente maior que no resto do mundo. O problema, na verdade, é que o Brasil, após 6 anos de crise fiscal, já não tem muito espaço para se endividar. Nossa dívida pública agora se aproxima de 100% do PIB, muito acima da média dos países emergentes, que fecharão o ano em uma média de 62%.

O descontrole da dívida impacta no aumento da inflação e dos juros, além de trazer incertezas para os investidores, com impacto direto na economia e no mercado de trabalho. O cidadão acaba pagando o preço.

A única forma de interromper essa tragédia é avançando com as reformas. É até chato ter que ficar repetindo isso, mas é necessário: uma boa reforma administrativa, que inclua todos os poderes e os atuais servidores, melhoraria e muito nosso resultado primário já a partir do ano que vem, assim como o corte de subsídios e privilégios. Além disso, tirar a agenda de privatizações e concessões do papel, que já está dois anos atrasada, ajudaria também a reduzir o estoque de dívida. Criar os incentivos corretos para aumentar a produtividade é central para destravar o crescimento econômico, que faria aumentar a arrecadação sem elevação de carga tributária e reduzir a relação dívida/PIB.

O fato é que o país terá uma janela crítica de tempo para encaminhar todas essas reformas, que não podem ser abaladas por agendas eleitoreiras. A câmara federal não vota absolutamente nada há um mês e meio, e logo já entraremos no recesso parlamentar.

O futuro do Brasil dependerá do quanto o governo e o Congresso priorizarão o interesse do País e dos brasileiros frente às próximas eleições. Existe o caminho fácil e rasteiro, de empurrar o problema fiscal com a barriga para não abalar a popularidade para a próxima eleição, mas também existe o caminho árduo e nobre, de comprar as brigas certas para colocar as contas do país em ordem enquanto há tempo. Precisamos ter muito claro que antes de 2022 vem 2021.

6 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 6 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • C

    Clístenes Pinheiro

    ± 21 horas

    Não dá pra esperar grande coisa de um congresso que nomeia gente como Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre como seus representantes. É ter otimismo, mas esperando pelo pior.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Adriano Benetti

    19/11/2020 19:37:16

    O artigo do Eduardo Ribeiro é categórico ao apontar o que precisa ser feito. E essa bola está com o Congresso Nacional. Quem acompanha os deputados do Partido NOVO no Congresso sabe que o trabalho e a luta deles é exatamente no sentido do artigo do Eduardo. Sendo assim, cabe aos brasileiros que realmente querem um Brasil de oportunidades, empregos, saúde e educação de qualidade, cobrar efetivamente os políticos que lá estão por menos privilégios e regalias que a população que paga a conta não possui. O Brasil que a gente quer depende de cada um de nós.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Erison

    19/11/2020 18:39:35

    Essa bandidagem liderada pelos gordinhos pançudos do congresso e pelo bolsoringa, acabou com a minha reserva de otimismo... ☹️

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Luiz

    19/11/2020 17:33:13

    É prezado, avisa os nossos patriotas lá do Congresso. As pautas das reformas imprescindíveis estão todas lá? Por que esses políticos impolutos não votam?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Daniel Guido

    19/11/2020 16:36:44

    Precisamos de reformas urgente!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    LSB

    19/11/2020 15:03:15

    Vai no máximo sair um ou outro remendo (um imposto aqui, outra alíquota mais alta ali e o corte de um programa acolá). Brasil vai continuar sendo Brasil por um bom tempo..

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.