i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Flavio Gordon

Foto de perfil de Flavio Gordon
Ver perfil

Sua arma contra a corrupção da inteligência. Coluna atualizada às quartas-feiras

Estado laaaico, Estado laaaico

  • Flavio GordonPor Flavio Gordon
  • 05/06/2019 16:07
O Presidente da República, Jair Bolsonaro, participa da cerimônia de hasteamento da Bandeira Nacional, na área externa do Palácio da Alvorada.
O Presidente da República, Jair Bolsonaro, participa da cerimônia de hasteamento da Bandeira Nacional, na área externa do Palácio da Alvorada.| Foto: José Cruz/Agência Brasil

O debate público no Brasil é mesmo tedioso, e não cansa de ilustrar a previsibilidade quase etológica de nossos formadores de opinião. Bastou, por exemplo, que o presidente Jair Bolsonaro aventasse a hipótese de um evangélico como ministro do STF para que, reagindo psitacideamente, os nossos palpiteiros profissionais começassem a palrar: Estado laaaico, Estado laaaico. Tivessem ao menos a versatilidade vocabular de seu parente africano, o papagaio-cinzento (Psittacus erithacus), capaz de memorizar mais de 100 palavras, e talvez estivéssemos em situação um pouco menos vexaminosa. Mas não. Diante de toda conversa sobre a relação entre Cristianismo e esfera pública, os nossos periquitinhos aferram-se ao único som que aprenderam a imitar, sem, evidentemente, atinar-lhe com o sentido: Estado laaaico, Estado laaaico.

Ora, achar que Cristianismo e laicidade são ideias incompatíveis só pode ser a expressão de um mecanismo muito rudimentar de raciocínio, pois até mesmo o Psittacus erithacus deve sabe aquilo que os jornalistas brasileiros (para quem a história humana começou no Iluminismo) ignoram solenemente: que o próprio conceito de laicidade é, sem qualquer sombra de dúvida, uma criação cristã; que não existia antes do Cristianismo, e que, ainda hoje, não se mantém fora dessa matriz civilizacional.

É apenas em perspectiva que aquela inovação histórica pode ser percebida em toda a sua radicalidade. Pois o Cristianismo não surgiu há mais de dois mil anos simplesmente como uma nova religião entre outras, mas como um novo conceito de religião, e, mais ainda, uma configuração inédita entre religião e política. E são esses conceito e configuração que hoje adotamos de modo natural e espontâneo, colhendo os frutos da árvore, mas, não raro, amputando-lhe as raízes históricas.

Para se compreender o impacto que o Cristianismo exerceu sobre o mundo pagão, basta consultar a literatura greco-romana sobre o assunto. No século 2 d.C., por exemplo, o filósofo grego Celso publicou Sobre a verdadeira doutrina, um dos primeiros tratados formais contra o Cristianismo de que se tem notícia. Embora o texto original tenha se perdido, conhecemos algo de seu argumento através da refutação que lhe dedicou Orígenes de Alexandria, um dos Pais Fundadores da Igreja, na obra Contra Celso.

Basicamente, Celso acusava os cristãos de serem ímpios. Para gregos e romanos do período clássico, os deuses a serem adorados eram deuses de Estado (das cidades ou das famílias), e as religiões clássicas eram, portanto, religiões políticas. Como se recusavam a adorar esses deuses estatais, e uma vez que não reconheciam a divindade do imperador, os cristãos eram tidos por perigosamente antissociais e blasfemos. Para escândalo de Celso e seus contemporâneos, o Deus dos cristãos era, não apenas “estrangeiro”, como transcendente às coisas de César. Isso era um desafio frontal à visão-de-mundo clássica.

Em A cidade antiga (1864), o célebre historiador Fustel de Coulanges descreveu com maestria o significado da emergência do Cristianismo no contexto cultural pagão. Em suas palavras: “A vitória do Cristianismo assinala o fim da sociedade antiga… Com o Cristianismo, não só o sentimento religioso se avivou, mas tomou ainda expressão mais elevada e menos material… O divino foi devidamente colocado fora e acima da natureza visível… A religião deixou de ser exterior; residiu sobretudo no pensamento do homem. A religião deixou de ser matéria; tornou-se espírito… O Cristianismo trouxe ainda outras inovações. Deixou de ser a religião doméstica de determinada família, a religião nacional de uma tal cidade ou raça. Não pertencia nem a uma casta, nem a uma corporação. Desde o início, chamou a si toda a humanidade… Havia nisso tudo algo de muito inovador. Porque, por toda a parte, na primeira idade da humanidade, se havia concebido a divindade como pertencendo especialmente a uma raça. Os judeus acreditavam no Deus dos judeus, os atenienses na Palas ateniense, os romanos no Júpiter capitolino… No que respeita ao governo do Estado, podemos dizer que o Cristianismo o transformou em essência, precisamente porque não se ocupou dele. Nos velhos tempos, a religião e o Estado formavam um todo… Jesus Cristo ensina que o seu reino não é deste mundo. Separa a religião do governo”.

Também Arnold Toynbee, no livro A abordagem de um historiador à religião (1956), demonstra como o Cristianismo nasceu em oposição às modalidades ritualísticas de autoadoração humana, especialmente em sua forma coletiva, a saber, os cultos pagãos ao Estado e à comunidade. Aquelas que Toynbee chama de “religiões do Homem” constituíram-se como cultos a comunidades paroquiais, que, eventualmente, como foi o caso de Atenas e Roma, tornaram-se comunidades ecumênicas. Essas “religiões de estado”, explica o autor, surgiram em função da necessidade de sanções sagradas como garantia da ordem pública. Nesse sentido, cabem perfeitamente na formulação clássica do sociólogo Émile Durkheim, segundo a qual o fenômeno religioso surge como divinização da própria sociedade. E explicam por que o Cristianismo sempre se acomodou muito mal nesse esquema interpretativo, uma vez que, como já apontaram, entre outros, Maquiavel, Hobbes e Rousseau, consiste numa religião essencialmente “contrária ao espírito social” (nas palavras do último).

Mas não é apenas numa perspectiva histórica que a separação cristã entre religião e política se faz visível, senão também numa perspectiva geográfica, por assim dizer. Basta contrastá-la com o que se passa na outra grande tradição religiosa monoteísta contemporânea: o Islã. Não há, no mundo islâmico (como não havia no mundo pagão), uma divisão conceitual entre o temporal e o espiritual. Temos, em vez disso, um sistema religioso total, e a lei sagrada vale igualmente para todos os assuntos mundanos, disciplinando a vida privada e familiar, a prece, os rituais, as normas de etiqueta e de higiene, os negócios, a legislação, a política etc. Com efeito, não é nem mesmo correto falar em “religião” nesse contexto específico, algo como uma esfera autônoma de fenômenos, pois não há nada aí que escape ao religioso.

Como explica o reconhecido islamólogo Bernard Lewis em A linguagem política do Islã (1988): “Quando nós, no Ocidente, usamos as palavras ‘Islã’ e ‘islâmico’, tendemos a cometer um erro natural, pressupondo que religião tem para os muçulmanos o mesmo sentido que para o mundo ocidental, a saber: um compartimento da vida reservado a certas questões, separado, ou ao menos separável, de outros compartimentos equivalentes. Não é assim que funciona no islamismo… A distinção entre igreja e Estado, tão profundamente enraizada na cristandade, simplesmente não existe no Islã. No árabe clássico, bem como em outros idiomas que dele herdaram o seu vocabulário político e intelectual, não há um par de termos que corresponda a espiritual e temporal, leigo e eclesiástico, ou religioso e secular… Não há aí algum equivalente à palavra laicidade, uma expressão sem sentido no contexto islâmico”.

O princípio da laicidade é, portanto, inseparável da herança cultural cristã. Os laicistas de última hora que, do alto da arrogância de sua fábrica de clichês, e no fundo de sua abissal ignorância histórica, pretendem dar aula de Estado laico agem como o perna-de-pau que resolvesse ensinar o Zico a bater falta. Se, na boca de um cristão, o conceito carrega todo o peso semântico de uma tradição bimilenar, na dos nossos periquitos de redação ele soa mesmo como um simples chalreado: Estado laaaico, Estado laaaico.

30 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 30 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • R

    Ricardo de Mello Araujo

    ± 281 dias

    Artigo absolutamente maravilhoso.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • V

      Victor

      ± 283 dias

      embora reforçada e passa a limpo no novo testamento, creio que essa característica tenha aparecido bem forte já no antigo, com arão/levitas distintos de moisés/josué/tribos não levitas (no futuro um rei à contragosto de Deus)

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • V

        Victor

        ± 283 dias

        embora reforçada e passa a limpo no novo testamento, creio que essa característica tenha aparecido bem forte já no antigo, com arão/levitas distintos de moisés/josué/tribos não levitas (no futuro um rei à contragosto de Deus)

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • W

          Willy Rossi Dierkes

          ± 283 dias

          Não foi uma coluna, Foi uma aula de história e filosofia. Parabéns.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          • W

            walmir rosário

            ± 283 dias

            Simplesmente magnífico, como sempre.

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            • N

              Nicola Souza

              ± 283 dias

              Que maravilha. Justifica minha assinatura.

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

              • A

                Alim Gonçalves

                ± 283 dias

                Excelente texto, Flávio Gordon! Seu texto é culto e sua argumentação é precisa. O autor e a Gazeta do Povo estão de parabéns.

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

                • V

                  Vitor Chvidchenko

                  ± 283 dias

                  Sua verborragia arrogante não responde aos seguintes pontos: 1) Você pode argumentar o quanto quiser que o cristianismo é o criador do estado laico, mas a História mostra que, na prática, enquanto o Estado foi cristão (antes do Renascimento, Revolução Científica e Iluminismo, essas coisas que você detesta), NÃO havia liberdade de culto na sociedade ocidental. Sou judeu e você não vai me convencer do contrário; 2) Não se escolhe ministro para o Supremo ou pessoa para cargo algum baseado na sua religião, conforme Bolsonaro propôs; 3) Se o estado laico é uma criação cristã, como explica que vocês querem o tempo todo passar leis baseadas na fé cristã para TODA a população? Incoerência total.

                  Denunciar abuso

                  A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                  Qual é o problema nesse comentário?

                  Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                  Confira os Termos de Uso

                  2 Respostas
                  • V

                    Victor

                    ± 283 dias

                    vc acusou o Flávio de ser verborrágico e fez justamente isso, além de criar um espantalho

                    Denunciar abuso

                    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                    Qual é o problema nesse comentário?

                    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                    Confira os Termos de Uso

                  • V

                    Vitor Chvidchenko

                    ± 283 dias

                    E outra: vocês cristãos "revisionistas" querem reescrever a História imaginando uma Idade Média idealizada, onde a Igreja Católica era tolerante, existia estado laico (???) e as pessoas tinham total liberdade de culto, até mesmo de serem atéias ou agnósticas. Para vocês, todos os problemas do mundo começaram quando começou a ocorrer o Renascimento, as Reformas Protestantes, a Revolução Científica, o Iluminismo, etc., ou seja, o surgimento do mundo moderno. Fique com o seu mundo fictício idealizado, que nunca existiu - eu ainda prefiro mil vezes mais o atual.

                    Denunciar abuso

                    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                    Qual é o problema nesse comentário?

                    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                    Confira os Termos de Uso

                • R

                  Ronaldo Moraes

                  ± 283 dias

                  O articulista erra ao atribuir ao cristianismo a invenção do estado laico. Quando Teodósio I declarou o catolicismo religião oficial de Roma, cristãos de perseguidos passaram a perseguidores. Estado e religião continuaram misturados porque o chefe da igreja cristã era o imperador. Somente após a Revolução Francesa, com o surgimento da tripartição dos poderes começou a retirada do poder da igreja. A evolução da sociedade causou a perda de poder da igreja, ela não abriu mão por vontade própria. Estado laico é estado neutro, sem preferir qualquer religião, onde a catedral católica de Brasília jamais seria construída e depois reformada com dinheiro público, de evangélicos, judeus e ateistas.

                  Denunciar abuso

                  A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                  Qual é o problema nesse comentário?

                  Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                  Confira os Termos de Uso

                  • A

                    André R.

                    ± 283 dias

                    Elevados princípios de respeito , de urbanidade etc , que enriqueçam o convívio e o progresso social sempre serão bem vindos. No entanto, muitas vezes esses princípios são trazidos com todo o ranço litúrgico e o lado dark das religiões, polarizando opiniões nas cabeças dos periquitos afiliados aos seus times religiosos, gerando coisas como : " Se não usa burka, é ********* ! "

                    Denunciar abuso

                    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                    Qual é o problema nesse comentário?

                    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                    Confira os Termos de Uso

                    • G

                      Giovanna Chiodi

                      ± 283 dias

                      O STF que defende pautas progressistas não representa a maioria do povo brasileiro que são conservadores.

                      Denunciar abuso

                      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                      Qual é o problema nesse comentário?

                      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                      Confira os Termos de Uso

                      • G

                        Giovanna Chiodi

                        ± 283 dias

                        Entendi a fala de Bolsonaro que está faltando no STF um ministro conservador. Sabemos que entre os ministros do STF reina as idéias progressistas, sendo o motivo de suas indicações. Concordo com artigo no sentido que a ignorância predomina nas redações dos principais jornais brasileiros. Ignorância para não dizer imbecilidade.Está cada vez mais difícil conseguir um artigo até o final, como tudo neste país, a imprensa está em franca decadência com raras excecões.

                        Denunciar abuso

                        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                        Qual é o problema nesse comentário?

                        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                        Confira os Termos de Uso

                        • R

                          Ruy Lopes Filho

                          ± 283 dias

                          Parabéns, Flavio! Acertando na mosca, mais uma vez. Seus textos sempre nos inspiram e nos motivam a seguir em frente nesta loucura que é o Brasil e o mundo moderno.

                          Denunciar abuso

                          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                          Qual é o problema nesse comentário?

                          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                          Confira os Termos de Uso

                          • T

                            Thais de Melo Queiroz

                            ± 283 dias

                            Excelente artigo, Flávio!

                            Denunciar abuso

                            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                            Qual é o problema nesse comentário?

                            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                            Confira os Termos de Uso

                            • A

                              Arno Käfer

                              ± 283 dias

                              Flavio, excelente artigo. Como cristão luterano que sou, sempre tive clareza desta distinção entre Igreja e Estado. Suas funções não se confundem, sob pena de nos perdermos num sectarismo. A sabedoria reside em empreender a caminhada como bom cidadão baseado nos conceitos cristãos (no nosso caso) de normas de vida. , Portar-se como um cristão cidadão ao mesmo tempo que um cidadão cristão, sem deixar que um papel se sobreponha ao outro, é o grande desafio.

                              Denunciar abuso

                              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                              Qual é o problema nesse comentário?

                              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                              Confira os Termos de Uso

                              • E

                                eneida

                                ± 283 dias

                                Maravilha! Conhecimento histórico sem se render ao discurso da galera "progressista". Amei...

                                Denunciar abuso

                                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                Qual é o problema nesse comentário?

                                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                Confira os Termos de Uso

                                • H

                                  Helio

                                  ± 283 dias

                                  Só duas observações: 1- Até o Zico já perdeu pênalti; 2- O problema é que o senhor presidente disse textualmente um "ministro evangélico" e não um ministro cristão.

                                  Denunciar abuso

                                  A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                  Qual é o problema nesse comentário?

                                  Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                  Confira os Termos de Uso

                                  • A

                                    Admar Luiz

                                    ± 283 dias

                                    Ideologia, diz Russell,”é a religião invertida”. Vox populi vox Dei, são hostis à permanência da ordem, da liberdade e da justiça. Ideologia “ é a política da irracionalidade apaixonada “. Leiam Russell Kirk.

                                    Denunciar abuso

                                    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                    Qual é o problema nesse comentário?

                                    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                    Confira os Termos de Uso

                                    • A

                                      Alan Caxito Ongaro

                                      ± 283 dias

                                      Você é fera!

                                      Denunciar abuso

                                      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                      Qual é o problema nesse comentário?

                                      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                      Confira os Termos de Uso

                                      • A

                                        Admar Luiz

                                        ± 283 dias

                                        Jesus não veio destruir a lei, veio cumpri-la. Sua lei maior e de forma radical estao nessas frases: “ Amar a Deus acima de todas as coisas, e seu próximo como a si mesmo “. E disse: está aí toda a lei e os profetas. Simples assim.

                                        Denunciar abuso

                                        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                        Qual é o problema nesse comentário?

                                        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                        Confira os Termos de Uso

                                        • A

                                          Admar Luiz

                                          ± 283 dias

                                          As religiões aparecem como criações humanas que nascem do esforço do homem para compreender o mundo. Magia e misticismo fundem-se em mitologia. As religiões atuais estão em agonia e vão morrer, como as antigas morreram. Mas sua extinção - segundo J. Herculano Pires -não leva ao ateísmo e ao materialismo, e sim a um novo surto de natureza superior em que o problema das revelações é encarado na perspectiva da Teoria do Conhecimento. As contradições entre espiritualismo e materialismo, deísmo e ateísmo, positivismo e misticismo desaparecem com o entendimento de uma realidade única fundamentada na dialética natural de espírito e matéria, elementos fundamentais de toda a realidade.

                                          Denunciar abuso

                                          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                          Qual é o problema nesse comentário?

                                          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                          Confira os Termos de Uso

                                          • J

                                            Juliano

                                            ± 283 dias

                                            Embora concorde inteiramente com o colunista que o cristianismo, em seu surgimento, promoveu essa ruptura entre o eclesiástico e o político, tenho a acrescentar que o mesmo cristianismo também já cooptou para si os desígnios estatais em eras passadas (principalmente na idade média)- o que não o torna tão isento assim. Por outro lado, o sensacionalismo de narrativa contrária perpetrado por esses palpiteiros realmente é exagerado e descabido.

                                            Denunciar abuso

                                            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                            Qual é o problema nesse comentário?

                                            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                            Confira os Termos de Uso

                                            1 Respostas
                                            • C

                                              Cassiano

                                              ± 283 dias

                                              Melhor comentário, parabéns pela sensatez. Nenhum ser humano é perfeito e certamente cristãos cometeram e continuam cometendo erros, assim como toda a humanidade. Não cabe a nós julgar e nem condenar ninguém, e sim amar-nos uns aos outros, como Jesus ensinou.

                                              Denunciar abuso

                                              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                              Qual é o problema nesse comentário?

                                              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                              Confira os Termos de Uso

                                          • A

                                            Alex

                                            ± 283 dias

                                            Parabéns pelo texto, Flavio. Lógica sem a poluição da ideologia, coragem sem a necessidade de acordar cegamente com o politicamente correto. Continue assim!

                                            Denunciar abuso

                                            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                            Qual é o problema nesse comentário?

                                            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                            Confira os Termos de Uso

                                            • V

                                              Vinícius

                                              ± 283 dias

                                              ótimo texto!

                                              Denunciar abuso

                                              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                              Qual é o problema nesse comentário?

                                              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                              Confira os Termos de Uso

                                              • D

                                                DAGOBERTO GOLTZ

                                                ± 283 dias

                                                Excelente! Acrescento que "religião" deriva de religar, é a busca humana de se conectar ao divino. Neste aspecto o cristianismo não pode ser considerado religião, pois a iniciativa de resgatar os homens é de Cristo!

                                                Denunciar abuso

                                                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                                Qual é o problema nesse comentário?

                                                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                                Confira os Termos de Uso

                                                • M

                                                  mup

                                                  ± 284 dias

                                                  Caro Flávio, Esses exemplares de pássaros a que você ironicamente se refere, devem ser levados para a floresta amazônica e lá deixados. Seu canto choroso, repetitivo e desafinado se perderá naquela imensidão e nem serão notados. Nota 10 pra você!

                                                  Denunciar abuso

                                                  A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                                  Qual é o problema nesse comentário?

                                                  Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                                  Confira os Termos de Uso

                                                  • M

                                                    MTP

                                                    ± 284 dias

                                                    Ótimo artigo! Expôs-se aqui uma opinião não contaminada com o senso comum, demonstrando que o Estado laico é concebível somente no mundo cristianizado.

                                                    Denunciar abuso

                                                    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                                    Qual é o problema nesse comentário?

                                                    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                                    Confira os Termos de Uso

                                                    Fim dos comentários.