Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
stf
O plenário do STF em sessão com apoio de videoconferência. Imagem ilustrativa.| Foto: Nelson Jr./SCO/STF

– Por que o Gilmar tá chorando?

– Por causa do advogado do Lula.

– O que ele fez? Bateu no Gilmar?

– Não.

– Jogou areia no olho do Gilmar?

– Não.

– Amarrotou a toga do Gilmar?

– Não. Quer dizer, não sei. Mas não é por isso que ele tá chorando.

– Então é por quê? O advogado do Lula disse que o STF é uma vergonha?

– Não, o advogado do Lula não acha que o STF é uma vergonha.

– Então o que aconteceu? Ele xingou o Gilmar?

– Não. O Gilmar tá chorando de emoção.

– Ah, tá. É, deve ser emocionante mesmo trabalhar na suprema corte.

– Ele não tá chorando por causa do trabalho dele.

– Não?

– Não. Tá chorando por causa do trabalho do advogado do Lula.

– Como assim?

– O Gilmar ficou encantado com a atuação do advogado do Lula. Começou a fazer elogios a ele e caiu no choro.

– Caramba. E filmaram isso sem ele ver?

– Não, foi em público mesmo.

– Em público?!

– É.

– Ele tava dando uma palestra?

– Não. Ele tava numa sessão do STF.

– O que?! O Gilmar elogiou o advogado do Lula no meio de uma sessão do STF??

– Sim. No meio de uma sessão do STF que deliberava sobre um processo de interesse da defesa do Lula.

– E ele chorou de emoção enaltecendo o advogado do réu?

– Do réu condenado.

– Você acha isso normal?

– Acho.

– Por quê?

– Porque realmente o advogado do Lula conseguiu um milagre. E diante de um milagre é difícil segurar a emoção.

– Que milagre?

– O cliente dele roubou um país inteiro e está em vias de ser inocentado.

– É. Milagre mesmo. Já sabem qual foi o santo?

– Lula.

– Não, perguntei de quem foi o milagre pra santificar o Lula.

– Parece que foi um milagre coletivo.

– Autores desconhecidos?

– Não. Bem conhecidos.

– Você pode citar algum?

– Claro. Gilmar.

– Hein? O Gilmar está comovido com o milagre que ele mesmo fez?

– Qual é o problema? Ele fez o milagre, gostou, se emocionou e chorou. É um direito dele. Afinal de contas é um ser humano.

– Verdade. Bem lembrado.

– Inclusive ele já tinha chorado antes com o cara do MST.

– Milagre também?

– Não. Era uma live em defesa da democracia.

– Não deixa de ser um milagre se juntar com um cara violento em nome da democracia e ainda conseguir chorar.

– Chorar não é tão difícil assim.

– Quando fiz teatro amador eu nunca conseguia.

– Mas quem tá falando de amador?

– Verdade. Ali só tem profissional.

– Claro. Ninguém ganha uma toga e uma varinha de condão se não souber chorar.

– Sem dúvida. Mas não é um pouco suspeito um juiz chorar elogiando o advogado do ladrão?

– Não. Suspeito é o juiz que condenou o ladrão.

19 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]