i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

João Frey

Foto de perfil de João Frey
Ver perfil
Em Brasília

“Sem estados na reforma teremos 27 problemas”, diz Ratinho a senadores

  • Por João Frey
  • 10/07/2019 11:02
Governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD)
Governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD)| Foto: Arnaldo Alves / ANPr

Diante das poucas chances de emplacar estados e municípios no texto da reforma da previdência que deve ser votado nesta quarta-feira (10) na Câmara dos deputados, os governadores favoráveis à reforma já começam a articular a proposta com os senadores, que analisarão o texto depois da Câmara.

Na tarde desta quarta-feira, o governador Ratinho Junior (PSD) participou de uma reunião na comissão especial do Senado que acompanha a reforma da previdência. Além do governador do Paraná, a comissão recebeu os governadores do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e do Piauí, Wellington Dias.

LEIA MAIS: Na véspera de votar reforma, União libera R$ 56 milhões em emendas ao Paraná

Na audiência, Ratinho afirmou que como a Câmara não foi sensível ao apelo dos estados, os governadores contam com o apoio dos senadores da República.

"Se o senado não tomar frente nisso, vamos ter 27 problemas. E nas prefeituras também, porque nenhum município vai fazer a reforma porque ano que vem tem eleição. Pela primeira vez em algumas décadas temos a população consciente da necessidade da reforma. Temos que aproveitar esse momento para uma reforma geral", afirmou o governador do Paraná.

Quem indicou que o senado pode ser um caminho para incluir estados e municípios na reforma foi o próprio presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP).  No último dia 2, após encontro com os governadores de Alagoas, Ceará, Goiás, Espírito Santo, Paraíba e Piauí na residência oficial do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o Alcolumbre avaliou que a inclusão dos estados na reforma da Previdência poderia ser discutida pelos senadores, caso não fosse aprovada sua inclusão no texto que seria votado na Câmara.

Acompanhe o blog no Twitter.

4 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 4 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • R

    Renê M. P. Mendes

    ± 0 minutos

    Se não fizer as reformas nos Estados, em breve não terá verba para pagar seus compromissos.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    PAULOFUR

    ± 4 dias

    Além de não repor as perdas inflacionárias o único interesse do incompetente é uma carta branca, via reforma da previdencia, para aumentar as alíquotas de contribuição dos servidores para as futuras aposentadorias do Estado. E, também dos já aposentados pois os infelizes pagam essa nefasta "contribuição" até o fim da vida. E as pensionistas idem, também continuam pagando.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • B

    Brazilian

    ± 4 dias

    Agora que ratinho vai afundar. Em dois anos esta Reforma vai se provar um fracasso e quem apoiá-la vai se dar MUITO MAL.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • B

    Brasil acima de tudo!

    ± 4 dias

    Esse ratinho que venha cuidar da nossa data base,

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.