i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

João Pereira Coutinho

Foto de perfil de João Pereira Coutinho
Ver perfil

O príncipe da Casa Branca

  • João Pereira CoutinhoPor João Pereira Coutinho
  • 06/10/2020 00:01
donald-trump-alta
O presidente americano Donald Trump retira a sua máscara ao chegar na Casa Branca, depois de ser liberado do hospital militar Walter Reed, onde estava para tratamento de Covid-19. Trump teve alta por volta das 19h30, horário de Brasília.| Foto: Nicholas Kamm/AFP

Os paranoicos têm razão. É bom demais para ser verdade. Falo da doença de Donald Trump. Melhor dizendo, da natureza trágica, irônica, poderosamente gótica de termos o nosso Donald com o bicho. Embora, para espíritos literários, a trama seja um pouco previsível. O homem que negava a doença e se sentia acima dela é visitado pelo corona no último ato: onde é que eu já li isso?

Sim, em incontáveis livros. Mas, como lembrou o sempre excelente Laurence Tribe, é preciso reconhecer que Edgar Allan Poe chegou lá primeiro com o conto The Masque of the Red Death. Difícil negar.

Aliás, falando de Allan Poe, é impressionante como as suas histórias nos interpelam diretamente nestes tempos de peste. Meses atrás, li The Narrative of Arthur Gordon Pym of Nantucket e gelei com a familiaridade da história: dois amigos partem à aventura pelo mar, mas uma tempestade imprevista os arrasta para os confins da racionalidade. Não conto o resto, até para não estragar o café da manhã. Mas não há melhor metáfora sobre a tirania da imprudência (e sobre a “tirania da contingência”) escrita décadas antes de Joseph Conrad também nos legar as suas alegorias náuticas.

O homem que negava a doença e se sentia acima dela é visitado pelo corona no último ato: onde é que eu já li isso?

The Masque of the Red Death é ainda mais literal para o momento que vivemos. Na história, uma estranha praga – a “morte vermelha” – vai matando os habitantes da vila com uma ferocidade arrepiante. Mas um príncipe, de nome Próspero, decide barricar-se no seu castelo na companhia dos seus amigos foliões. Enquanto o povo morre lá fora em agonias mil, eles comem, dançam e gracejam, ainda que exista um elemento dissonante naquela festa: sempre que o relógio marca a mudança da hora, há um silêncio sepulcral que arrepia todos os presentes. Será um prenúncio de morte? A manifestação de uma má consciência?

Talvez ambas. Porque a verdade – atenção: spoiler – é que um estranho bate à porta e entra no salão. Vem com uma máscara macabra, como se fosse o rosto de um cadáver. O príncipe tenta expulsá-lo. Cai morto. Ali está a Morte Vermelha “elle-même”, para ceifar todos os convidados.

Como acontece com as histórias de Allan Poe, há interpretações para todos os gostos. Para os mais versados no Antigo Testamento, o conto é uma meditação implacável sobre a justiça divina, que sempre se abate sobre a corrupção moral dos homens. Ou, então, é uma denúncia sobre a futilidade da riqueza perante o fim inexorável.

Mas pertence a um brasileiro a melhor interpretação sobre o conto de Edgar Allan Poe, embora ele não tenha escrito especificamente sobre Poe: falo de Martim Vasques da Cunha e do ensaio O Contágio da Mentira: Como Sobreviver na Cultura do Corona, recentemente publicado pela Âyiné. O livro de Vasques da Cunha é importante ao lembrar dois conceitos fundamentais para entendermos a peste que vivemos.

Para começar, a peste é perturbadora porque gera uma “crise de hierarquia”: o vírus não discrimina entre ricos e pobres, virtuosos e viciosos, letrados ou analfabetos, governantes ou governados. Ele é indiferente às nossas categorias sociais ou mentais. É a angústia perante essa insolência que leva muitos políticos a parodiar e a negar a “realidade radical” que têm pela frente. Um gesto que apenas amplifica essa realidade em manifestações cada vez mais sombrias.

O príncipe do conto, tal como o príncipe da Casa Branca, não soube como responder à “realidade radical” que perturbou a ordem das coisas. E optou pela ilusão ou pela mentira, tocando música enquanto tudo ardia. Pelo menos, até o intruso penetrar nas paredes do castelo, mostrando que ninguém estava a salvo do seu próprio destino.

O vírus não discrimina, é indiferente às nossas categorias sociais ou mentais. É a angústia perante essa insolência que leva muitos políticos a parodiar e a negar a “realidade radical” que têm pela frente

E agora? Agora, há quem diga que a experiência do coronavírus é um bálsamo para Trump (como foi para Bolsonaro; eu admito que sim); ou, pelo contrário, o réquiem da sua candidatura (uma refutação prática da sua irresponsabilidade teórica).

Em qualquer dos casos, a lição da “morte vermelha” não é para príncipes incorrigíveis. É para nós, meros mortais. Como escreve Martim Vasques da Cunha, “o ser humano precisa fazer uma única coisa para sobreviver na cultura do corona: cultivar o jardim da liberdade interior, o único espaço onde a consciência individual sabe que uma vida só pode ser medida pelo que você sabe ser o amor e o respeito pelos outros e por si mesmo – duas coisas que são extremamente fáceis de serem destruídas”.

Conteúdo editado por:Marcio Antonio Campos
14 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 14 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • K

    Kátia Fraga

    ± 22 dias

    Que diabos um presidente, ou qualquer outra pessoa, pode fazer contra um vírus recém descoberto. Esquecemos do básico das aulas de biologia só para apontar os dedos para os políticos de quem não gostamos? Que saudade da ciência.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • A

      Allan Jose Alves

      ± 22 dias

      Se for para morrer prefiro cair atirando. Entre o presidente brasileiro e o argentino fico como o primeiro. O presidente brasileiro andou no meio do povo, sentiu o seu cheiro , quando todos diziam que a saída era entrincheirar-se no "fique em casa" , o presidente contra tudo e a todos bateu de frente contra o establishment , não deixou a economia morrer, livrou-se de quem queria fazer da pandemia um palanque, outros saíram de vergonha. Ah o presidente argentino este fez tudo ao contrário e o resultado final: O Brasil com uma economia retornando em V e a da Argentina em M.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • C

        Carmo Augusto Vicentini

        ± 22 dias

        Inverdades...

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • C

          Curitibano

          ± 22 dias

          O vírus pode não diferenciar ricos e pobres mas o acesso aos recursos da medicina de cada um sim. Nossos políticos, pouco tem se preocupado com o contagio pois contam com a melhor assistência médica disponível, paga por nós reles contribuintes usuários do SUS ou de planos de saúde sofriveis

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          • P

            paulo presley

            ± 22 dias

            João Pereira Coutinho em queda livre...

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            • N

              Nelson Souza Sarinho

              ± 22 dias

              Tenho 73 anos e sei de uma coisa que, pelo texto, o Jornalista não sabe. Somos mortais e no curto e médio prazo, morreremos todos. Dizem as estatísticas que a expectativa de vida para quem, como eu, faz três refeições por dia, é de 75 anos; sendo assim tenho apenas mais três anos e não posso gastá-los confinado em uma prisão domiciliar. Por isso, caminho 15 km todos os dias, vou ao mercado, ao jornaleiro, me encontro com amigos, etc. O que de grave poderia acontecer? A morte? Ora, a algum tempo, desde que o câncer me pegou, vejo Caronte, com sua maldita barca, a minha espera. Como diz Riobaldo: "Viver é muito perigoso".

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

              1 Respostas
              • P

                Pedro Mesquita

                ± 11 dias

                Bravo!

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

            • F

              F.Neto

              ± 22 dias

              Que besteira, só na cabeça desses articulistas o fato do político ter contraído coronavirus faz alguma diferença na eleição.

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

              • R

                Rodrigo di Lorenzi da Silva

                ± 22 dias

                O que estes esquerdistas inteligentinhos e de banho tomado não suportam é Trump estar bem saudável e pronto para combater as loucuras da esquerda mundial e norte americana.

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

                • R

                  Rodrigo di Lorenzi da Silva

                  ± 22 dias

                  O presidente Trump nunca negou a doença e se achou acima dela como um superhomem, apenas dizia o óbvi é mais uma gripe um pouco mais forte e como todo ano acontece, muitos idosos e pessoas com outras dificuldades infelizmente morrem. Sem nunca antes destruir a economia e causar o caos e crises sociais tremendas, tudo com objetivos políticos da esquerda mundial.

                  Denunciar abuso

                  A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                  Qual é o problema nesse comentário?

                  Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                  Confira os Termos de Uso

                  • T

                    Tiago dos Reis Vieira

                    ± 22 dias

                    Discordo totalmente, não me lembro de arrimo ter menosprezado o vírus. Muito pelo contrário após a decretação da pandemia ele apoiou o lockdow nos EUA. Quem menosprezou o vírus foi a OMS que não fez seu trabalho direito e demorou para alertar ao mundo sobre o vírus chinês causando o caus que estamos vivendo

                    Denunciar abuso

                    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                    Qual é o problema nesse comentário?

                    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                    Confira os Termos de Uso

                    • E

                      eneida

                      ± 22 dias

                      Que texto inútil. Queriam que Trump se escondesse no armário com medo do vírus? Quando ele disse que o vírus não existia?

                      Denunciar abuso

                      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                      Qual é o problema nesse comentário?

                      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                      Confira os Termos de Uso

                      • S

                        SILVIO MACIEL ROCHA

                        ± 22 dias

                        Saúde TRUMP ! Depois dessa, Rumo a reeleição.

                        Denunciar abuso

                        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                        Qual é o problema nesse comentário?

                        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                        Confira os Termos de Uso

                        • J

                          Joviana Cavaliere Lorentz

                          ± 22 dias

                          Aguardando texto sobre a psicopatia na mídia. Ah! Nem li esse texto de ódio. Tenho apreço pelos meus neurônios.

                          Denunciar abuso

                          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                          Qual é o problema nesse comentário?

                          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                          Confira os Termos de Uso

                          Fim dos comentários.