i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Leonardo Coutinho

Foto de perfil de Leonardo Coutinho
Ver perfil

Brasil, América Latina, mundo (não necessariamente nesta ordem)

Pandemia

O vírus brasileiro: pode acreditar. Nós somos mais letais que o nosso concorrente chinês

  • Por Leonardo Coutinho
  • [24/04/2020] [17:59]
O vírus brasileiro: pode acreditar. Nós somos mais letais que o nosso concorrente chinês
| Foto: Hector RETAMAL / AFP

A epidemia de coronavírus provocou um efeito surpreendente no Brasil. Mesmo com as 4.119 pessoas que tiveram a morte confirmada ou sob suspeita de terem sido provocados pelo vírus chinês, a média de óbitos diários nos 23 primeiros dias de abril foi 13% menor que em março. Isso significa que em comparação com o mês anterior, 411 vidas foram poupadas por dia, conforme o sistema unificado de cartórios de registro civil. Isso quer dizer que apesar do impacto da pandemia, no período morreram 9.460 pessoas a menos no Brasil.

É para comemorar? Não. Deveria servir para causar uma certa vergonha em nós brasileiros. Os dados carecem de amadurecimento e demandarão uma análise mais profunda que eles sugerem de imediato.

Mas não há como pensar que o fato de as pessoas terem sido obrigadas a reduzir a circulação tem um impacto direto sobre o fenômeno. Os brasileiros estão se matando menos. Seja na carnificina do trânsito – que em 2019 contabilizou 40.721 mortes –, seja pela violência que no ano passado registrou 41.635 assassinatos.

Somadas, as duas fontes de mortes "não naturais" alcançaram no ano passado a cifra de 83.356 vidas perdidas. Uma média de 226 por dia. Uma tragédia que a Covid-19, ainda bem, ainda não foi capaz de superar no Brasil.

São várias as razões que fazem o vírus chinês mais assustador que o problema brasileiro. Uma delas é o fato inegável de que ninguém é capaz de saber até quando estaremos à mercê dele e quantos sucumbirão à pandemia. Outro ponto é subjetivo. Talvez os brasileiros já tenham assimilado a ideia de que a morte no trânsito ou pela violência é algo tão presente que ela já faz parte das estratégias e sobrevivência que cada um adota no dia a dia, que se tornaram tão corriqueiras como fazer um check-up ou vacinar contra a gripe.

A reclusão vai acabar, o coronavírus estará sob controle, mas nós brasileiros seguiremos nos matando. A afirmativa pode estar errada? Sim. Mas há mais chances que não.

O mundo já dá sinais de cansaço com as medidas de isolamento social. Os sinais são cada vez mais evidentes no mundo digital – que se tornou a ágora dos tempos de confinamento – e no mundo real, onde lojas fechadas, ruas vazias e desemprego em alta estão levando as pessoas que não têm mais como pagar as contas ou aluguel, estão cada vez mais driblando a ameaça do coronavírus. E os governantes precisam encontrar uma resposta.

No Brasil, as buscas no Google sobre o fim da "quarentena" decolaram. Dados analisados pela consultoria Bites indicaram o crescimento das pesquisas por informações sobre uma possível data para o fim do confinamento no Brasil. A maioria das pessoas ansiosas pelo fim das restrições de circulação reside principalmente no Rio de Janeiro e São Paulo, conforme informou o gerente de relações governamentais da Bites, André Eler.

Mais do que um efeito demográfico, a origem das pesquisas no Google vem de estados onde os governadores até agora foram mais rigorosos com as restrições de circulação. Mas mesmo eles já não conseguem mais segurar o discurso do "fique em casa".

Tanto no Rio de Janeiro, quanto em São Paulo, os governadores iniciaram um relaxamento gradual das medidas de restrição de circulação de pessoas e abertura do comércio. Em várias partes do mundo, manifestações de rua estão se multiplicando pedindo a flexibilização do isolamento social ou até mesmo o seu fim.

Os brasileiros já estão saindo mais de casa, mesmo com o coronavírus em alta. Um efeito natural, provocado pela circulação maior de pessoas, será o aumento no número de casos e de mortes por Covid-19. Mas também pelo "vírus brasileiro". Contra este último, infelizmente, não há nenhuma previsão de vacina ou remédio no horizonte.

11 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]
Tudo sobre:

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 11 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • F

    Felipe Scaramuzza

    ± 23 horas

    O maior vírus já registrado: políticos. Atacam ferozmente a economia e a saúde.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • G

    Gonzaga

    ± 24 horas

    Bom artigo. E infelizmente não se tem vacina para o vírus do judiciário que solta bandidos

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    eneida

    ± 1 dias

    Depois de quebrar a economia os governadores serão obrigados a liberar o povo para voltar ao trabalho, sem vacinas e sem solução para o problema da doença. Não teria sido melhor pensar antes de fazer tanta bobagem? Ou foi caso pensado mesmo?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Diego Leite de Oliveira

    ± 1 dias

    Pois é, Coutinho. O nosso maior problema é o vírus do planalto central.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    André

    ± 2 dias

    Esse cara é fera. Sempre preciso. Parabéns.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Carlos Felipe Vieira da Silva

    ± 2 dias

    Só o tempo elucidará esse conflito de narrativas entre Bolsonaro e Moro. É extremamente infantil, tomar partido sem conhecer de fato o que ocorreu. Infelizmente, o editorial da gazeta do povo foi por essa linha e se coloca em uma posição de perder credibilidade no transcorrer da elucidação dos fatos. Recomendo a entrevista "Contra " a Carla Zambelli que ocorreu na jovem pan hoje de manhã. https://youtu.be/En9VxWMCnVo

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • C

      Costa Rego

      ± 2 dias

      Zambelli não tem cdibilidade nenhuma. Neoconservadora que até poucos anos atrás desfilava pelada pedindo a liberação do aborto ...

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    luiz

    ± 2 dias

    Sempre bons artigos de se ler.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marcos eisenschlag

    ± 2 dias

    E com a desculpa da epidemia nosso Judiciario nao hesitou em liberar mais um lider de faccao criminosa, pois afinal nosso virus (Brasiu-siu-siul) nao pode ficar para escanteio. Temos que ser campeoes!!! Nosso problema nao e' de virus, e' de parasitas.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    MARCOS NEUMANN

    ± 2 dias

    Bela análise Leonardo! Alguns governadores tendem a projetar o caos na grande "tela" da mídia. A quais interesses esse "caos" atende é que precisamos ficar atentos.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    SUELI APARECIDA FERREIRA DE GODOY

    ± 3 dias

    Sim, mas essa média de 226mortes diárias no país em decorrência da violência e do trânsito sem contar as mortes por doenças...ainda não se faz verdade na vida da população, Que parece estar descobrindo com o Covid e Imprensa lacradora, que as pessoas morrem. Tudo tomou a aparência de que finalmente a morte chegou....uma novidade que a população desconhecia.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.