i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Mauro Cezar Pereira

Foto de perfil de Mauro Cezar Pereira
Ver perfil
Opinião

Entenda por que Grêmio, Inter, Atlético-MG e Cruzeiro treinam e o Flamengo não pode

  • PorMauro Cezar Pereira
  • 21/05/2020 19:24
Entenda por que Grêmio, Inter, Atlético-MG e Cruzeiro treinam e o Flamengo não pode
| Foto: Alexandre Vidal, Flamengo

A pergunta de torcedores nas redes sociais se repete: "Por que Grêmio, Inter, Atlético Mineiro e Cruzeiro treinam e o Flamengo não pode?" A resposta não é complexa e causa estranheza que ainda exista quem não consiga compreender. Então, vamos lá.

Os presidentes dos dois maiores clubes do Rio Grande do Sul não foram a Brasília. Junto ao prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan, e ao governador do Estado, Eduardo Leite, a dupla Grenal apresentou protocolos defendendo a tese de que havia condições para treinar.

Treino do Inter no dia 19 de maio. Foto: Ricardo Duarte, Internacional
Treino do Inter no dia 19 de maio. Foto: Ricardo Duarte, Internacional

A agenda dos presidentes Marcelo Medeiros, do Internacional, e Romildo Bolzan, do Grêmio, foi local, calçada em argumentos científicos. Foram autorizados a treinar. E, importante, até a tarde desta quinta-feira o Rio Grande do Sul tinha 441 casos de COVID-19 por milhão de habitantes.

>> Gávea é pichada com críticas ao presidente do Flamengo após almoço com Bolsonaro

Em Belo Horizonte, o prefeito Alexandre Kalil, ex-presidente do Atlético, tomou medidas duras na luta contra o novo coronavírus. Quando os times mineiros foram liberados para treinar, ele explicou que a autorização foi dada pelo Comitê do Coronavírus.

Formado pelo secretário de saúde e três infectologistas, esse grupo foi criado na gestão da capital de Minas Gerais. Antes do Cruzeiro, Atlético e América já tinham autorizações das prefeituras das cidades que abrigam seus CTs, respectivamente Vespasiano e Contagem.

Treino do Galo no dia 21 de maio. Foto: Pedro Souza, Atlético-MG
Treino do Galo no dia 21 de maio. Foto: Pedro Souza, Atlético-MG| Pedro Souza/Atletico

Minas apresentava 259 casos de COVID-19 a cada milhão de pessoas na tarde desta quinta-feira, Com 236, o Paraná aparecia com o estado que possui o melhor índice. Em suma, os times do Rio de Grande do Sul e de Minas Gerais foram autorizados a treinar.

Dentro de protocolos pré-estabelecidos, mineiros e gaúchos conseguiram sinal verde para as atividades básicas, já sendo desenvolvidas. Algo que ainda não ocorre no Rio de Janeiro, com 1.845 pessoas com a doença a cada milhão de habitantes. São Paulo registrava na quinta-feira 1.588.

Na terça, enquanto os presidentes de Flamengo e Vasco se encontraram com Jair Bolsonaro na presidência da República, em Brasília, o elenco rubro-negro treinava no Rio de Janeiro, mesmo sem liberação das autoridades. Foi na marra e seguiu assim nos outros dias.

Todas as colunas do Mauro Cezar Pereira; acesse!

Na tarde de quinta-feira, a prefeitura carioca emitiu nota com um trecho atribuído à secretária de Saúde, Beatriz Busch: "O retorno ao treino, seja tático ou físico, ainda não está permitido, pelo menos até o dia 25, quando a gente vai rediscutir as restrições do decreto”.

E um trecho político: “Mas nós temos certeza de que se o Flamengo (...) estiver fazendo algum tipo de atividade, ele vai voltar atrás e cumprir seu papel como formador de opinião. Imagina se nossos jovens virem o Flamengo treinando, eles vão querer sair de casa num momento em que isso ainda não é possível”.

Um verdadeiro morde e assopra. Caminho curioso fez o Flamengo, mais longo, indo até a capital federal, numa comitiva da qual fez parte o ex-árbitro Gutemberg de Paula Fonseca, secretário municipal de Ordem Pública. Uma costura mais complexa, na qual a política vale mais do que a ciência.

>> "Brasil x Argentina, 1990: contra volantes e zagueiros, a vitória da paciência e da fé em Maradona"

2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 2 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • P

    peace!

    ± 0 minutos

    não pode porque no rio não está liberado, debilóide!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Carlana Roberta Silva dos Santos

    ± 5 horas

    E daí??? Vamos esperar chegar nos 50 mil mortos!!!! Por favor!!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.