i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Mauro Cezar Pereira

Foto de perfil de Mauro Cezar Pereira
Ver perfil
Análise

Parece piada: no futebol brasileiro, até patrocinador pede a demissão de técnico

  • Por Mauro Cezar Pereira
  • 30/08/2020 20:22
Patrocinador cobrou demissão de Enderson Moreira no Cruzeiro
Patrocinador cobrou demissão de Enderson Moreira no Cruzeiro| Foto: Dudu Macedo/Fotoarena/Estadão Conteúdo

"Vou cobrar ele (Sérgio Rodrigues, presidente do Cruzeiro), vou ligar para ele, e tem que tomar atitude. Eu o apoiei e não vou deixar de apoiar. Não sou o presidente. Se eu fosse o presidente, eu mandava o técnico (Enderson Moreira) e a comissão técnica embora era hoje. Não é amanhã não".

Após a derrota do time celeste para o América-MG, no clássico mineiro pela Série B, Pedro Lourenço, dono dos Supermercados BH, nada menos que o principal patrocinador do Cruzeiro, disse isso e muito mais em entrevista à Rádio Super 91.7 FM. Com o clube mergulhado em crise sem precedentes, era o que faltava.

Reações de torcedor como a do empresário são normais e aceitáveis, por ser ele um apaixonado pelo time. Mas quando esse fanático pelas cores do clube tem peso nas finanças como importante parceiro e apoiador que é, o tema fica pesado, a situação delicada e o risco de erros serem cometidos maior.

Para quem acha ótimo ter patrocinador que se envolve com o dia a dia do clube, que sente-se como parte da gestão, ou mecenato que jorra dinheiro para contratações, o episódio de sábado em Belo Horizonte serve como alerta. Nada vem assim tão fácil. O dinheiro que simplesmente chega pode custar caro.

Athletico e Coritiba demitiram seus treinadores

No Coxa, saiu Barroca, entrou Jorginho. No Athletico, Dorival também caiu. Foto: Albari Rosa/Foto Digital/Gazeta do Povo
No Coxa, saiu Barroca, entrou Jorginho. No Athletico, Dorival também caiu. Foto: Albari Rosa/Foto Digital/Gazeta do Povo

Vale ressaltar que nas últimas semanas os dois times do Paraná na primeira divisão nacional demitiram seus treinadores. Eduardo Barroca foi mandado embora do Coritiba depois da derrota para o Corinthians e Dorival Júnior perdeu o emprego após o revés diante do São Paulo. E esses jogos dos times paranaenses foram fora de casa.

Paraná fecha semana ruim com queda na Copa do Brasil e revés na Série B

Allan Aal teve semana ruim no comando do Tricolor. Foto: Albari Rosa/Foto Digital/Gazeta do Povo
Allan Aal teve semana ruim no comando do Tricolor. Foto: Albari Rosa/Foto Digital/Gazeta do Povo| Albari Rosa / Foto Digital

Jogando em Salvador, o Paraná teve mais posse de bola (54% pelas estatísticas do SofaScore), finalizou tantas vezes quanto o Vitória (17 cada) e acertou mais o alvo (7 a 5), mas perdeu para os rubro-negros por 1 a 0. De pênalti, Léo Ceará marcou, na segunda etapa, o único tento do jogo.

Apesar dos números, os paranistas não fizeram boa atuação e assim como no empate (0 a 0) com o Operário, faltou força ofensiva. A semana termina muito ruim, com um empate em casa, a perda da invencibilidade e a eliminação da Copa do Brasil no meio de semana, diante do Botafogo.

Coritiba vence na primeira com Jorginho e já se iguala ao Athletico

Momento em que goleiro Mailson comete pênalti em Robson. Foto: Albari Rosa/Foto Digital/Gazeta do Povo
Momento em que goleiro Mailson comete pênalti em Robson. Foto: Albari Rosa/Foto Digital/Gazeta do Povo

Sofrida, mas urgente e necessária a vitória sobre o lanterna, Sport, levou o Coritiba aos seis pontos, se igualando ao rival, derrotado em suas últimas quatro partidas. O gol de Sabino, de pênalti, nos acréscimos, tem peso dobrado por ter decretado a vitória sobre um rival na luta contra o rebaixamento, afinal, a prioridade do Coxa, hoje, é não voltar à Série B.

Interessante observar que embora Jorginho seja um técnico de perfil bem diferente do que apresenta seu antecessor, Eduardo Barroca, o time manteve uma característica típica do estilo de seu ex-treinador. Foram trocados 557 passes (478 certos), contra 385 (305) da equipe pernambucana. Mas a tendência é, aos poucos, o Coritiba mudar de estilo e ter menos posse de bola. A ver.

3 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 3 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • A

    Admar Luiz

    ± 5 horas

    Que mais pede a cabeça de técnicos é a imprensa esportiva. Aliás, essa só não perde em canalhice para a da política. Dito isso, o que derruba treinador, prezado, é a turma das messas redondas, que atualmente não é mais redonda. Quadrada, isso em todos os sentidos, eheheh... Estão todos em casa, né? que o diga o pensador, o filósofo Casagrande. A que ponto chegamos, hein? Na semana passada, os que já estavam prestigiados em frigideira, eram o Luxa, o Denís, o estrangeiro do Flamengo, quem mais? Aí bastou ganhar umazinha e pronto, competentíssimos. O discurso dos comentadores muda rápido. Nada como uma vitória no finalzinho -e com ajuda do VAR - para que o "treneiro" respire. E a bola rola.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • O

    orazio martini

    ± 5 horas

    Patrocinador dar seus pitacos, vá lá! Deixa seu $$$$ com o clube. Mas a piada das piadas foi quando um "NARRADOR ESPORTIVO" da Globo reclamou por não ter sido chamado para dar seus palpites em "comissão" do então MINISTÉRIO DOS ESPORTES...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • N

    Nelson Brazys

    ± 6 horas

    É complicado investir dinheiro em um clube e ver resultados péssimos. Creio que o investidor/patrocinador tem sim que fazer pressão por resultados. Afinal, sua marca está exposta e pode vir a ser motivo de vergonha se o futebol for vergonhoso. Posso discordar da forma de pressão, mas se não há pressão quem deve entregar os resultados se acomoda. O futebol no Brasil ainda é amador demais.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.