i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Missão China

Foto de perfil de Missão China
Ver perfil

A nova China explicada a partir da China.

Ativo valioso

Pagamentos com criptomoedas será futuro próximo tanto na China como no Brasil

  • Andre InoharaPor Andre Inohara
  • 20/01/2021 15:45
Cada vez mais, investidores vêm aumentando aplicação em criptomoedas e reduzindo seus ativos em dinheiro tradicional. De onde vem essa tendência?
Cada vez mais, investidores vêm aumentando aplicação em criptomoedas e reduzindo seus ativos em dinheiro tradicional. De onde vem essa tendência?| Foto: Thought Catalog /Unsplash

Nos últimos meses, multimilionários e investidores institucionais chineses vêm aumentando suas aplicações em criptomoedas e diminuindo a exposição em ativos tradicionais – ações, fundos e imóveis – no mercado americano.

O motivo da migração vai além do retorno financeiro. Mesmo diante da perspectiva de mais diálogo e flexibilização comercial do novo governo americano – que começa nesta quarta, 20 de janeiro – com a China, isso não deve acontecer de imediato. Enquanto isso, os chineses ricos estão preocupados com possíveis novas regras restritivas de movimentação de recursos no mercado de capitais dos EUA.

A tensão política é um fator que causa muita desconfiança entre os chineses, mas não é o único. A inclusão de ativos digitais nas carteiras de investimento é consequência da percepção de que o uso de criptomoeda como um meio de pagamento é um caminho sem volta.

O governo chinês está fazendo uma série de testes oficiais para a adoção da sua moeda virtual soberana: o renminbi (RMB) digital, que será lastreado pelo banco central do país. É também uma forma de o governo central manter o controle sobre os meios de pagamentos virtuais, amplamente popularizados pelas big techs chinesas.

Alibaba e Pinduoduo, por exemplo, são algumas das big techs que já estão rodando seus testes de pagamento com a moeda virtual oficial. Se o cronograma não sofrer atrasos, a China deverá ser o primeiro país do mundo a adotar uma criptomoeda soberana em 2022, durante as Olimpíadas de Inverno em Pequim.

Fato é que os chineses de alta renda escolheram as criptomoedas também como um porto seguro para os seus ativos. Para se ter uma ideia da rentabilidade, o Bitcoin – a criptomoeda mais conhecida – está sendo negociado por 34,6 mil dólares. Há um ano, seu valor de mercado era de 8,7 mil dólares.

A Chainalysis, empresa americana de análise de criptomoedas, estima que cerca de 50 bilhões de dólares em criptomoedas foram transferidos do Extremo Oriente para contas no exterior nos 12 meses que terminam em junho de 2020. A China foi responsável por 65% do volume.

Outra coisa que agrada aos investidores é o desenvolvimento de um sistema financeiro descentralizado mais robusto, que não é controlado por algumas poucas partes interessadas – leia-se governos e grandes instituições financeiras. Com criptomoedas, a expectativa é que os capitais possam circular pelo mundo com mais fluidez e menos burocracias e taxas.

Também é preciso lembrar que muitas transferências transfronteiriças de dinheiro são lastreadas pelo dólar americano. Uma descentralização do sistema financeiro mundial tem tudo para diminuir a influência da moeda americana nas operações internacionais. Para os chineses, isso é uma garantia adicional de que a sua moeda ganhará força como padrão de troca mundial.

A adoção de uma moeda virtual soberana é o desejo de vários países, que estudam há muitos anos a melhor forma de desenvolvimento. No Brasil, há estudos para a criação do real virtual em 2022. Paulo Guedes, ministro da economia, declarou que o real digital deve ser lançado em 2022.

Para que isso aconteça, é preciso viabilizar um sistema de pagamentos instantâneos no país, que seja conversível e internacional, disse o ministro. Isso vem acontecendo com a entrada do Pix no fim de 2020, com o qual já é possível realizar pagamentos instantâneos. Mas o sistema está apenas começando por aqui.

O Banco Central disse ter feitos estudos para a aplicação da moeda virtual e que o Brasil está à frente de muitos países. Até agora, não temos notícia de nenhum teste de real digital sendo executado.

Seja como for, a adoção de uma moeda virtual não vai extinguir a moeda de papel. Mas a sua adoção vai tornar a circulação do dinheiro mais rápida e com menos custos bancários. A economia e os brasileiros só têm a ganhar com isso.

2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 2 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • B

    Bruno Santos Teles

    ± 4 horas

    dinheiro virtual fiduciário é muito diferente de criptomoeda, a tecnologia que ela tem é linda, como ativo é merpo, 3 pessoa detém 40% dos bitcoins, é o maior esquema financeiro do universo, embora alguns pouquíssimos sortudos colocaram 1 dólar nisso há 15 anos e colheram 1 milhão. Não vai acontecer novamente.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • G

      Gilberto Nascimento

      ± 5 horas

      Pois é. Tava hoje no mercado e na minha frente havia dois velhinhos. Observei que eles pagavam em dinheiro, contando as moedinhas. E pensei como deveria ser a vida financeira deles. Se tem algum investimento, conta em corretora, se usam pix... Aí pensei melhor e concluí que eles só gastam o dinheiro que tem. Já eu com o meu cartãozin de crédito...

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      Fim dos comentários.