Você sabe a diferença entre insistir e persistir?
| Foto: Dylan Nolte/Unsplash.

Vivemos uma época voltada ao estímulo constante. De forma geral, existe um consenso que prega que tudo é possível, e de fato, com muita dedicação e estratégia, projetos incríveis têm saído do papel mundo afora. No entanto, é preciso ter em mente que existe uma diferença que precisa ser considerada em relação a persistir e a insistir - o que faz total diferença entre o sucesso e o fracasso de qualquer projeto.

Isso significa dizer que é preciso aprender também que pode existir a hora de desistir de algo. Mas entenda que sem atitude você nunca começa, sem compromisso e persistência você não se mantém e sem consistência você nunca termina.

Mas jamais perca a coerência de vista, ou seja, em determinados momentos e talvez por motivos diversos, a constância vai te mostrar que é hora de parar e terminar o que começou por ali, sem levar adiante como havia planejado. Isso porque nada é fixo, muito pelo contrário e, no meio do trajeto você pode perceber que o melhor a fazer e seguir por outro caminho.

E tudo bem se isso acontecer, cenários mudam o tempo todo e planos e estratégias precisam ser flexíveis também. Você sabe qual é a diferença entre insistir e persistir? Quem nunca passou por situações na vida onde se questionou: insisto, persisto ou desisto? E são vários os momentos como este, seja diante de uma decisão a ser tomada, renúncias a serem feitas, caminhos a serem escolhidos. Há quem insista em relacionamentos tóxicos, quem insista em portas que parecem que nunca se abrem. Às vezes é difícil desistir de algo que realmente se quer, mas existem momentos que é necessário, inclusive para prosseguir.

Existe uma grande diferença entre insistir e persistir. Insistir significa colocar toda sua energia para alcançar um determinado objetivo, porém de maneira sempre igual, sem buscar soluções criativas e sem enxergar novas possibilidades. É o famoso “murro em ponta de faca”, ou seja, algo que você percebe que não vai para frente, mas continua fazendo tudo da mesma maneira. Muitas vezes, quando as coisas estão difíceis demais, quando a porta não quer se abrir, é o momento de se pensar: será que isto realmente é para mim? Será que não estou forçando abrir uma porta que não é o meu caminho a seguir? Quando algo está difícil demais, depois de persistir, é claro, talvez seja o momento de descansar e realmente avaliar a situação.

A persistência, por outro lado, consiste em buscar soluções inovadoras para alcançar aquilo que ser quer, de forma mais eficaz. É criar estratégias, alternativas criativas e não desistir diante dos obstáculos.

Persistir é ter um ideal em mente mesmo que as coisas estejam difíceis, é continuar lutando de forma resiliente para alcançar o que se propos. Um detalhe importante, sem a sensação de que se está carregando o mundo nas costas, como acontece na insistência. E como diferenciar? Basicamente é como desejar chegar ao ponto que ser quer, mesmo que com obstáculos, mas com a sensação de leveza e de estar no caminho certo, não de que “tudo está dando errado”.

Em diferentes momentos da vida vale a pena fazer esta reflexão. Já fiz tudo o que podia, já inovei, já busquei parceiros e, o que desejo não se concretiza? Talvez seja o momento de descansar. De repensar se está persistindo ou insistindo. Além disso, por mais doloroso que possa ser, é preciso considerar que para tudo há um tempo, talvez não seja o momento. E ao chegar a tal constatação, nada te impede de trilhar outros caminhos que poderão te levar onde sempre desejou chegar. Tudo é uma questão de perspectivas e decisões acertadas. Pense nisso.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]