Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
O projeto da nova fachada do Aizu, que começa a funcionar em janeiro em novo endereço.
O projeto da nova fachada do Aizu, que começa a funcionar em janeiro em novo endereço.| Foto: Divulgação

Chegou a hora. Depois de cinco anos funcionando no mesmo local, ali na Praça do Gaúcho, o Aizu Japanese Cuisine fecha as portas para começar a preparar a mudança para o novo local, que será um amplo imóvel situado no alto da Carlos de Carvalho, no Bigorrilho.

O Aizu foi o aríete de uma grande revolução na cozinha oriental para os consumidores de Curitiba. Utilizando ingredientes importados – e alguns exclusivos -, elevou o nível de qualidade da comida japonesa para o mesmo nível dos tão aplaudidos restaurantes do bairro Liberdade, na cidade de São Paulo. Lembro-me de ter escrito sobre isso ainda em 2015, quando a casa foi inaugurada (confira aqui).

A fachada atual do Aizu, no São Francisco, onde o restaurante funciona até este sábado (18)
A fachada atual do Aizu, no São Francisco, onde o restaurante funciona até este sábado (18)| Foto: Divulgação

A ideia de mudar para outro espaço, permitindo melhor divisão dos setores e maior conforto aos clientes, surgiu no início do ano e já em maio o projeto estava pronto para começar a ser executado (escrevi na ocasião). A casa continuará com seu ambiente intimista – com a mesma capacidade de público, 40 pessoas -, embora o novo imóvel seja bem maior. Só que o projeto assinado pela arquiteta Vanessa Azuma pretende explorar e dividir bem os espaços, tanto destinados ao salão quanto às salas reservadas, com as que já existem no local atual.

O objetivo inicial seria inaugurar o novo restaurante ainda neste ano, mas as dificuldades com as obras, por causa da pandemia, atrasaram um pouco o cronograma. Um pouco apenas, pois a ideia agora é entrar em recesso dia 19, próximo, para reabrir já no início do mês de janeiro.

Mesma pegada

O que não muda é a linha gastronômica da casa, que promove uma saborosa fusão da gastronomia tradicional japonesa com toques contemporâneos. Entre os principais alicerces da sua cozinha estão uma atenção cuidadosa aos detalhes, técnica apurada e ingredientes nobres, muitos deles exclusivos em Curitiba.

Atum, foie gras e lichia - do menu do Aizu.
Atum, foie gras e lichia - do menu do Aizu.| Foto: Divulgação

O cardápio continuará mantendo ingredientes que estão entre seus diferenciais. Entre eles, destaque para o atum bluefin, peixe que vem das águas do Mediterrâneo, na Espanha. Esta é a mais cobiçada das espécies de atum, devido à sua carne de textura macia e amanteigada. Em nome da preservação da espécie, o Aizu utiliza o atum criado em fazendas marinhas no litoral espanhol.

O polvo de tamanho privilegiado, proveniente da Espanha e Portugal, é outro toque ibérico presente no cardápio.

Mas tem mais importações. As vieiras canadenses, de bom tamanho e sabor marcante, a centolla (o caranguejo gigante das águas chilenas) e a merluza negra, peixe considerado o bacalhau da profundidade das águas geladas da Patagônia, também estão entre os destaques nos ingredientes. Do Japão, por sua vez, vem a unagui, enguia de água doce, deliciosa.

A variedade dos niguiris do Aizu, tanto para o salão e balcão, quanto para delivery.
A variedade dos niguiris do Aizu, tanto para o salão e balcão, quanto para delivery.| Foto: Marcelo Krelling

Iguarias brasileiras também têm seu lugar, como o uni (ouriço do mar que vem do litoral de Santa Catarina) e as ostras de Florianópolis. A grande variedade de peixes, por sua vez, é representada com robalos, pargos, linguados, namorados, olhetes, serras, buris, carapaus e sardinhas.

E, só como curiosidade e referência, vale citar ainda que o arroz utilizado nos sushis é o Temaki Gold, produzido na Califórnia, o favorito dos principais restaurantes especializados do mundo.

O sushiman Marcos Furtado, que está no restaurante desde sua abertura, depois de passagem por outras casas importantes, a começar pelo Tako, referência na cozinha japonesa nos anos 90, está no comando da brigada atrás do balcão. E conta com a parceria de Cristiano Felde, Raphael Alencar, David Pereira e Jhonny Ramos, para surpreender os clientes com suas criações.

Marcos Furtado e o atum blue finn. Ele está no restaurante desde a inauguração e comanda os sushimen atrás do balcão.
Marcos Furtado e o atum blue finn. Ele está no restaurante desde a inauguração e comanda os sushimen atrás do balcão.| Foto: Marcelo Krelling

Neste fim de semana, o último no São Francisco, o Aizu segue atendendo em seus horários tradicionais: somente jantar, a partir das 19h, até sábado.

Reservas antecipadas podem ser feitas pelo telefone (3043-0420) ou WhatsAPP (41 - 99960-8887).

Aizu Japanese Cuisine

Rua Senador Xavier da Silva, 19 - São Francisco (até sábado)

Fones: (41) 3043-0420 e 99960-8887

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Blog anterior: http://anacreonteos.blogspot.com/

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]