Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
cantina do delio
| Foto: Reprodução/Instagram

Treze anos após a inauguração e consolidação da Cantina do Délio como um ponto de referência da gastronomia italiana em Curitiba, seu proprietário, o restaurateur e chef Délio Canabrava, abre os tentáculos para atingir um novo público, em um novo bairro.

Sim, a partir do mês de fevereiro, que se aproxima, a unidade já consagrada do Alto da XV, na rua Itupava, vai ganhar a companhia de uma segunda casa, do outro lado da cidade, em pleno Batel. Em parceria firmada com o restaurateur e empresário Raphael Zanette, a nova cantina vai ocupar o espaço até onde, dias atrás (fechou na antevéspera do Natal), funcionava o Z Sushi, empreendimento de cozinha oriental do Grupo Vino!, que tem Zanette à frente.

Chef e restauranteur Délio Canabrava anuncia uma Cantina do Délio no Batel, já para fevereiro.
Chef e restauranteur Délio Canabrava anuncia uma Cantina do Délio no Batel, já para fevereiro.

Canabrava garante que não vai mudar absolutamente nada de uma fórmula que vem dando certo desde que a cantina se estabeleceu na cidade, em 2008, como primeira empresa de sua propriedade. O objetivo da nova casa é geográfico, de se aproximar de outro público, um tanto distante de seu restaurante original.

Como o Z desocupou o imóvel na virada do ano, as obras de reforma do local já foram iniciadas e, se tudo correr de acordo com o cronograma, a nova Cantina do Délio já estará funcionando em fevereiro, antes do Carnaval.

O Z Sushi fechou as portas no Batel para reabrir nas Mercês. No seu lugar vai ser inaugurada a segunda unidade da Cantina do Délio em Curitiba.
O Z Sushi fechou as portas no Batel para reabrir nas Mercês. No seu lugar vai ser inaugurada a segunda unidade da Cantina do Délio em Curitiba. | Divulgação

Mas o Z Sushi vai continuar ativo, só que agora em outro local. Tendo à frente o sushiman Eduardo Vergílio (que levou o Prêmio Bom Gourmet 2021 na categoria “Fique de olho” para 2022), deverá ocupar o imóvel onde um dia funcionou o Lobert Bistrô, no alto da rua Visconde de Nacar, nas Mercês, e que não resistiu ao peso da pandemia.

Como o espaço é bem menor do que o anterior, a proposta agora será a de um menu mais intimista, com a relação direta entre os frequentadores e o balcão de sushis, tanto no serviço à la carte quanto nos omakase (o menu confiança), momento de cumplicidade entre sushiman e o cliente.

Fevereiro movimentado

Mas não serão apenas essas as novidades para o próximo mês.

Há mais inaugurações ou mudanças previstas, seguindo o embalo já do fim do ano passado, quando o tradicional restaurante Ile de France abriu suas portas no Batel (veja aqui), depois de funcionar por décadas no São Francisco, na Rua Riachuelo.

Também em dezembro, o restaurante Aizu fechou as portas no endereço do São Francisco, preparando a mudança para o novo local, mais amplo e aconchegante, no Bigorrilho, alto da Carlos de Carvalho (escrevi aqui, na ocasião), com previsão de abertura para este fevereiro.

O tapume no Shopping Pátio Batel anuncia a inauguração do Emy para fevereiro.
O tapume no Shopping Pátio Batel anuncia a inauguração do Emy para fevereiro. | Foto: Anacreon de Téos

Na mesma linha oriental, mas com ampliações para outros países da Ásia, o mês que vem também aguarda pela inauguração do Emy, o novo restaurante do chef Kazuo Harada. Ficará no Shopping Pátio Batel, ocupando metade do espaço que pertencia ao Pobre Juan, que reabriu recentemente, início de dezembro, repaginado, mas com a mesma qualidade gastronômica de sempre (escrevi sobre o assunto).

Harada brilhou em Curitiba nos tempos em que esteve à frente da cozinha do Hai Yo, inaugurado por ele dentro do hotel Grand Mercure Curitiba Rayon e de onde saiu para abrir casa própria em São Paulo, o Kazuo, que, em poucos meses de funcionamento, arrebatou todos os prêmios possíveis a um restaurante novato.

O Emy (que tem o nome da filha de Kazuo Harada) tem proposta na mesma linha do restaurante paulistano e será o passaporte para o chef se estabelecer definitivamente em Curitiba, cidade que adotou como dele, desde que veio para cá e se apaixonou. Quando, em outubro passado, ele me deu a boa notícia, publiquei aqui.

Chef Eva dos Santos está nos detalhes finais para a inauguração da Porco Prime, em fevereiro.
Chef Eva dos Santos está nos detalhes finais para a inauguração da Porco Prime, em fevereiro. | Foto: Divulgação

Fevereiro também deverá marcar a inauguração da Porco Prime, um projeto dos mesmos proprietários da Bull Prime, que já vem desde 2019 (confira) e tinha previsão inicial de abrir em meados de 2020, justamente quando chegou a pandemia e, com ela, também vieram as imposições de restrições e barreiras de isolamento.

A empreitada chegou até a mudar de chef, saindo Adriano Quaranta, do projeto original, e entrando Eva dos Santos, em junho do ano passado (leia aqui), para assumir a cozinha da casa depois de praticamente 20 anos responsável pela qualidade dos pratos de pescados do Bar do Victor.

Algumas mudanças foram necessárias na concepção inicial do restaurante, por recomendação dos órgãos fiscalizadores e pelo cuidado a se tomar com o histórico imóvel ali no início da Avenida Manoel Ribas, nas Mercês.

São, portanto, as boas e saborosas novas para este início de ano, para compensar esse janeiro meio modorrento, que, nestes primeiros dias, tem boa parte de bares e restaurantes fechados, em férias coletivas, com retornos anunciados a partir da semana que vem.

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Entre em contato com o blog:

Blog anterior: http://anacreonteos.blogspot.com/

Twitter: http://twitter.com/AnacreonDeTeos

E-mail: a-teos@uol.com.br

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]