i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Paraná S.A

Foto de perfil de Paraná S.A
Ver perfil
Inovação

Allan Costa deixa Celepar para assumir diretoria de multinacional

  • PorMariana Ceccon
  • 02/09/2019 11:22
allan-costa-celepar-ish-ciberseguranca
Allan Costa fez carreira no Sebrae-PR e foi um dos fundadores do AAA e Curitiba Angels.| Foto: Alexandre Mazzo/Gazeta do Povo

O presidente da Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar), Allan Costa, deixou o cargo na última sexta-feira (30) para ser o novo diretor de inovação da multinacional ISH - um grupo brasileiro que atua no ramo de segurança cibernética e Tecnologia da Informação (TI).  A aquisição do executivo pela companhia está ligada à estratégia de expansão nacional e internacional da ISH, fundada em Vitória, no Espírito Santo, há 23 anos.

Com a chegada de Costa, o grupo cria um novo escritório em Curitiba, como forma de consolidar sua atuação no Sul do país. Hoje, a empresa mantém escritórios em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília, responsáveis por atender uma cartela de 500 clientes, distribuídos pelo Brasil e América Latina.

Além de conduzir o laboratório de inovação de produtos e serviços da ISH, Costa também será responsável por gerenciar as estratégias de aquisições e fusões da empresa. “Nós queremos fazer da ISH a maior e melhor empresa de cibersegurança das Américas", diz o executivo.

"Para isso respeitamos dois pilares: a ampliação da capacidade de fornecer produtos e serviços que sejam próprios e uma meta de crescimento inorgânica, que provavelmente deve passar pela aquisição de empresas tanto no Brasil, quanto na América Latina e Estados Unidos”, explica.

Costa também justificou a troca de posto citando que a segurança cibernética, infraestrutura digital e nuvem blindada estarão entre as maiores preocupações sociedade, em um futuro próximo. Ele também lembrou as recentes invasões e vazamento de dados de autoridades como um exemplo do “tamanho do problema” a ser resolvido.

Transição

Apesar do novo desafio, o executivo diz que não deixará a Celepar desamparada. Ele deve continuar atuando no conselho da companhia estatal. “A gente tem a responsabilidade de acompanhar a continuidade dos planos que deixamos, mas o papel de conselheiro permite que façamos isso com um distanciamento maior”, declara.

“A diretoria da Celepar segue a mesma, então nesse cenário acredito que não  haverá nenhum grande sobressalto na gestão”, completa.

Quem agora assume a presidência da estatal é Leandro Victorino de Moura, que até então atuava como diretor de TI.

Co-fundador da plataforma de inovação AAA e do Curitiba Angels, um grupo de investidores particulares da capital paranaense, Costa atuou por duas décadas no Sebrae Paraná nos postos de diretor-superintendente, operações e tecnologia. Durante os oito meses que permaneceu no cargo na Celepar, conduziu projetos como o PIÁ (Paraná Inteligência Artificial) e o Startup Match, uma plataforma que conecta profissionais, agilizando a criação de soluções para startups e empresas do estado

3 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 3 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • P

    Pensatore

    ± 6 horas

    Sai ou não sai? Diz que vai para iniciativa privada e fica no conselho da empresa pública. Será que a “ética profissional” não aconselharia em sair do Conselho da empresa pública? E para quem não sabe, o PIA, Portal de Governo de Ratinho, é o mesmo projeto dos governos Richa e Cida, com outro nome!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    2 Respostas
    • D

      Diego Manoel Bittencourt

      ± 2 horas

      João Mauricio: http://www.transparencia.pr.gov.br/pte/pages/pessoal/remuneracoes/exibir_remuneracao?windowId=ee6

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • J

      João Mauricio

      ± 5 horas

      Não quer perder a boquinha. Todos se dizem liberais, porém gostam dos favores do Estado.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.