Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba
Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba| Foto: Albari Rosa/Arquivo/Gazeta do Povo

A sinalização de uma melhora nos índices da pandemia e a retomada dos deslocamentos internos levou as companhias aéreas brasileiras a não apenas retomar em 2021 voos suspensos em 2020 como a criar novas rotas nos aeroportos paranaenses. Novas ligações das cidades do Paraná com destinos regionais ou nacionais estão disponíveis desde a virada do semestre.

A Azul foi a empresa que mais investiu em novas rotas no estado, fazendo novas ligações entre a capital paranaense e cidades importantes do interior do estado. Os novos voos são Curitiba - Cianorte, três vezes por semana; Curitiba - Telêmaco Borba, três vezes por semana; Curitiba - Campo Mourão, três voos semanais; Curitiba - Guaíra, três voos semanais; Curitiba - Francisco Beltrão; em dois voos semanais; Curitiba - Paranavaí, duas vezes por semana; Curitiba - Cornélio Procópio, duas vezes por semana; Curitiba - União da Vitória, duas vezes por semana.

Além da estratégia de apostar na malha aérea regional paranaense, a Azul oferece entre dezembro e janeiro uma série de voos para a demanda turística. São as rotas Curitiba - Porto Seguro, três vezes por semana; Curitiba - Maceió, uma vez por semana; Curitiba - Natal, uma vez por semana; Maringá - Rondonópolis, duas vezes por semana; Maringá - Cuiabá, três vezes por semana; Maringá - Navegantes, duas vezes por semana; Maringá - Porto Seguro, uma vez por semana; Londrina - Cuiabá, três vezes por semana; Londrina - Navegantes, duas vezes por semana.

Também entra na listagem Foz do Iguaçu - Cuiabá, duas vezes por semana; Foz do Iguaçu - Belo Horizonte, quatro vezes por semana; Foz do Iguaçu - Porto Seguro, duas vezes por semana; Foz do Iguaçu - Navegantes, em voos diários; e Foz do Iguaçu - Salvador, duas vezes por semaana.

A Gol, por sua vez, optou por duas novas linhas para atender a demanda turística. As conexões Curitiba-Salvador e Curitiba-Maceió estão disponíveis somente nos meses de dezembro e janeiro, mas a empresa não revelou a frequência semanal.

A Latam não estreou novos voos em 2021, mas anunciou que pretende ampliar a sua malha aérea no estado a partir do primeiro trimestre de 2022. A empresa quer voos diretos de Curitiba para seis novos destinos: Porto Alegre (Rio Grande do Sul), Belo Horizonte (Aeroporto de Confins – Minas Gerais) e Fortaleza (Ceará) e as cidades do interior Foz do Iguaçu, Londrina e Maringá.

Além das grandes da aviação comercial, empresas menores aumentaram a oferta de voos no Paraná. A paranaense Aerosul, de Arapongas, por exemplo, passou a operar os voos Curitiba-Caçador, Curitiba-Florianópolis, Curitiba-Londrina e Londrina-Florianópolis, todos eles diários.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]