Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Em dois meses o aplicativo superou 7 mil usuários. Pageviews são de 1.516.449.
Em dois meses o aplicativo superou 7 mil usuários. Pageviews são de 1.516.449.| Foto: divulgação.

“Blogueiras raíz”. O termo, tão popular na internet, pode, sim, descrever Thaís Marques, Sabrina Olivetti e Marina Fabri, as criadoras do blog curitibano Coisas de Diva. Elas estavam lá, em 2008, “quanto tudo era mato no mundo online”, desbravando aquele desconhecido. Tanto, que em 2010, já viviam dele. E, no ano que intento completa 11 anos, elas querem mais. Há dois meses o Coisas de Diva virou também aplicativo. “Já havíamos testado um primeiro modelo, que distribuía o conteúdo do blog. Era um jeito a mais de ler. Mas esse é diferente. Nasceu como um pedido das seguidoras”, conta Thaís.

E seguidoras elas têm de montes. No Instagram do @coisasdediva são 115 mil. O canal do YouTube soma 140 mil inscritos e a página no Facebook tem quase 180 mil fãs. A nova estratégia mistura o conteúdo que as leitoras já conhecem, focado em beleza, moda, viagem e decoração com o conceito de gamificação, do inglês gamification, que usa a estratégia de jogos para engajar os usuários. E eles ganham recompensas.

“O ambiente do app é um lugar seguro e reforça o conceito de comunidade, tão necessário quando se fala de internet. São pessoas com interesses em comum, trocando informações, às vezes, até além do Coisas de Diva”, argumenta Thaís.

No app Coisas de Diva funciona assim: além do acesso ao conteúdo publicado no blog, dos vídeos, e de uma agenda, as leitoras são convidadas a participarem de pequenas tarefas. As “missões” dão aos usuários a chance de concorrer a prêmios. O Paraná S/A testou o app para conferir a “missão do dia”.

Na ocasião, a leitora era convidada a postar uma foto sua com um relógio e comentar sobre como a questão da pontualidade estava presente em suas vidas. A postagem, em menos de 24 horas, somava mais de 100 participações. A vencedora receberá um cartão-presente de R$ 15 em lojas parceiras do Coisas de Diva.

“É mesclar o online e off-line. É muito legal essa conexão que os fóruns de discussão trazem, mas conseguir levar a experiência para a vida real, também é essencial”, disse Thaís.

Tem dado bons resultados. Desde o dia 3 de junho, quando o aplicativo foi lançado, já são 7.641 usuários na plataforma. A duração média que a leitora fica dentro do app é de 9 minutos, o que Thaís considera uma ótima métrica. “Estamos com um crescimento dentro do esperado”, explica. Os pageviews, até o fechamento desta reportagem, estavam em 1.516.449.

Sobre o público, ele é diversificado. “São leitoras do Coisas de Diva, mas de uma plataforma para a outra, ele muda. No Insta é um, no Face é outro, e isso pode acontecer no aplicativo também. No entanto, como ele é um agregador de tudo o que produzimos, pode ser um fidelizador ainda maior da nossa marca”, fala Thaís.

Rentabilidade

A rentabilidade se dá pela publicidade. É por meio dela também que o app surgiu. “Contratamos desenvolvedores de São Paulo, que já trabalhavam com gamificação. Eles ficam com uma porcentagem da publicidade, que também paga o desenvolvimento e os ajustes mensais”, finaliza Thaís.

O app do Coisas de Diva é compatível no sistema Android e iOS. O download é gratuito.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]