Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
amazonia-21-amazonia-ensina-evento-curitiba-sustentabilidade-economia
Estudantes que vão palestrar no congresso Amazônia 21 participaram de imersões na floresta, entre janeiro e julho de 2019.| Foto: divulgação/ Academia Amazônia Ensina.

Neste sábado (28) Curitiba sedia a segunda edição do evento Amazônia 21, encontro que discutirá através da apresentação de empresas e ideias, o desenvolvimento econômico e conservação da natureza. O evento é organizado pela Academia Amazônia Ensina, startup de Manaus incubada no Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (INPA). Devem palestrar estudantes que participaram de imersões na floresta nos últimos seis meses, além de executivos de empresas como O Boticário, Conexsus e Sebrae-PR.

A programação começa às 14h e segue até às 21h. Além de assistir os painéis temáticos e debates, os participantes poderão degustar dois menus típicos da região amazônica e acompanhar a exibição de um documentário sobre a vida no Rio Negro.

Para participar do evento que acontecerá na Rua Nilo Peçanha, 1907, no bairro Bom Retiro, os interessados devem comprar os ingressos no site oficial da Academia Amazônia Ensina. As entradas custam R$ 120.

Programação

O primeiro painel do Amazônia 21 terá apresentações de pesquisas realizadas pelos estudantes durante imersão, que incluem dados sobre como as novas gerações enxergam o tema sustentabilidade, comunicação e comportamento. O segundo painel vai abordar os desafios da bioeconomia digital no Brasil. O terceiro e último conteúdo será focado em apresentar iniciativas práticas que reúnem inovação para sustentabilidade ambiental.

“Em um momento em que a atenção se volta para a Amazônia de maneira tão negativa, o Amazônia 21 traz exemplos que comprovam que é possível fazer diferente e fazer muito melhor”, diz o diretor da Academia Amazônia Ensina, João Tezza.

Moko lança coleção temática sobre a floresta

moko-camiseta-amazonia-jovens-lideres
Uma das estampas celebra Izabel Carvalho, 25 anos. Agricultora e mãe, é a atual presidente da Associação Agroextrativista da Reserva Extrativista Auatí-Paraná.| Divulgação.

A Amazônia também é pauta da paranaense Moko, uma empresa que produz estampas, acessórios e objetos de design associados a instituições, ONGs e causas sociais. No início deste mês a marca apresentou a Sonhos Amazônicos, uma coleção de quatro camisetas inspiradas na flora local e em jovens líderes, que estudam no Centro Vocacional Tecnológico.

A renda gerada a partir da venda das camisetas será revertida em prol do Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, que fica na Amazônia.

“Fomos procurados para criar uma coleção que tem como conceito o manejo sustentável dos recursos da Amazônia”, conta Fernando Kuwahara, fundador da Moko.

“A coleção é inspirada nas histórias e também nesses jovens, em suas origens e nas ações que realizam pelo futuro dessa região tão diversa e importante para o Brasil e para o mundo”, complementa.

Cada camiseta custa R$ 69 e pode ser comprada online, no site da empresa ou na loja física, no Shopping Estação. Outras causas que também são apoiadas através do design pela Moko são: combate à violência contra a mulher, inclusão da pessoa com deficiência, proteção da infância, empoderamento feminino, empreendedorismo, inovação e consciência ambiental.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]