i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Paraná S.A

Foto de perfil de Paraná S.A
Ver perfil
negócios

Lixo precioso: empresa do Paraná movimenta R$ 180 milhões com sucata industrial

  • PorEloá Cruz, especial para a Gazeta do Povo
  • 24/11/2019 09:00
Na plataforma de e-commerce da Central de Materiais, as empresas têm acesso ao estoque de resíduos, máquinas e equipamentos.
Na plataforma de e-commerce da Central de Materiais, as empresas têm acesso ao estoque de resíduos, máquinas e equipamentos.| Foto: Pixabay

A proposta de negócio de vender e comercializar sucatas industriais é a grande sacada da Central de Materiais, uma plataforma de e-commerce que facilita o acesso a estoque de resíduos, máquinas e equipamentos de várias indústrias. Com essa proposta, desde o seu nascimento há sete anos, a empresa já comercializou 100 mil toneladas, o equivalente a R$ 180 milhões, e conectou mais de 700 empresas de todo o Brasil.

A ideia de comercializar descarte das indústrias veio do CEO Márcio Léo Danielewicz. Com experiência na área de resíduos metálicos, ele percebeu que as empresas tinham dificuldade de comercializar esses itens. “Não tinha uma forma fácil de vender. A minha ideia então foi criar uma democratização desses estoques, de forma que as empresas pudessem saber o valor atualizado daquele produto”, explica ele.

Na plataforma de e-commerce da Central de Materiais, as empresas têm acesso ao estoque de resíduos, máquinas e equipamentos. Por meio de um cadastro inicial, a Central de Materiais entra em contato com a empresa e habilita o cliente em potencial a colocar os itens dela a venda. “Cada empresa, indústria, tem sua regra de negócio e ela explica isso quando faz o cadastro na plataforma”, explica Danielewicz. O produto só aparece para o possível comprador se ele estiver compatível com a regra de negócio de quem vende.

O time interno da empresa auxilia o comprador no pós-venda e acompanha a logística e a retirada do material. Todo o processo, da venda pela plataforma até a entrega do produto, demora aproximadamente duas semanas. “Na internet existe uma distorção muito grande do que é ofertado e o que é entregue. E no mercado de usados isso é mais delicado. Por isso nosso negócio é fazer com que compradores e vendedores tenham transparência e nenhum tipo de problema”, esclarece o diretor da Central de Materiais.

Mercado externo

A empresa, que atua em todo o Brasil, pensa em expandir horizontes. Em 2021, a proposta de Central de Materiais é começar a internacionalização em outros países. “Para o ano que vem, a gente pretende crescer pelo menos três vezes o nosso mercado. Fechamos o ano com resultado maior que a gente tem feito. Com muito planejamento, vamos conseguir executar os projetos e conquistar metas”, analisa o CEO da empresa.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.