i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Paraná S.A

Foto de perfil de Paraná S.A
Ver perfil
Expansão

No primeiro semestre de 2019 Giraffas faturou R$ 10 milhões no Paraná

  • PorCamila Machado
  • 23/10/2019 10:00
A abertura do primeiro Giraffas no modelo de containers na Grande Curitiba vai acontecer entre fevereiro e março de 2020. O local ainda não foi divulgado.
A abertura do primeiro Giraffas no modelo de containers na Grande Curitiba vai acontecer entre fevereiro e março de 2020. O local ainda não foi divulgado.| Foto: divulgação.

Um negócio que começou como uma lanchonete em Brasília, hoje soma 400 unidades em 25 estados brasileiros. Esse é o case do Giraffas, rede de fastfood com mais de 35 anos. No Paraná, os números da marca também são significativos. Só no estado, as vendas do Giraffas subiram quase 70% - o crescimento nacional marca 12% - em relação a 2018. Neste ano, no primeiro semestre, a rede já faturou R$ 10 milhões, com quinze lojas espalhadas pela região. Até o final de 2019 a empresa espera que esse número cresça para R$ 22 milhões.

A expansão ajuda a explicar a cifra. Atualmente, o Giraffas tem unidades em Curitiba, Maringá, Londrina, Campo Mourão, Guarapuava, Foz do Iguaçu e São José dos Pinhais. Outra aposta foi sair dos shoppings centers.

“Apostamos além dos grandes centros, entrando em cidades menores, mas muito significativas. Também saímos dos shoppings centers – que exigem um prazo de maturação grande - e investimos em lojas de rua. A concorrência nestes municípios também é menor”, explica Eduardo Guerra, diretor de expansão da rede Giraffas.

 Eduardo Guerra é diretor de expansão da rede <em>Giraffas</em>. Foto: divulgação.
Eduardo Guerra é diretor de expansão da rede Giraffas. Foto: divulgação.

Aproveitar a onda das praças de alimentação de conteiners é outra estratégia do grupo para crescer ainda mais. “O primeiro Giraffas neste modelo vai ser inaugurado em Jaraguá do Sul – em Santa Catarina -, mas outros estão previstos, inclusive, na Grande Curitiba”, explicou Guerra. A abertura na capital está confirmada entre fevereiro e março de 2020, em local ainda não divulgado.

Mix de produtos

Guerra também destacou as inovações no cardápio como uma forma de incrementar o público. Recentemente, a empresa aumentou o mix, são mais de 100 opções em pratos, sanduíches, happy hour e sobremesas, e lançou também a linha vegetariana.

“Temos investido constantemente na qualidade de nossos produtos. Estamos muito felizes com o sucesso em um território tão importante do país, marcado por clientes muito exigentes”, aponta Guerra ao falar do Paraná.

As proteínas bovinas que o Giraffas vende vêm do Rio Grande do Sul - Angus ou Hereford. Os hambúrgueres são de uma boutique de carne de São Paulo. “Estamos brigando para entregar o melhor para o consumidor”, finaliza Guerra.

Até o final de 2019 a rede Giraffas espera abrir mais 40 lojas no Brasil. Na região Sul serão 12 novas lojas até 2020. No Paraná, a expectativa é que aconteçam mais quatro aberturas, focadas na capital paranaense.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.