i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Polzonoff

Foto de perfil de Polzonoff
Ver perfil

"Para nós, há apenas o tentar. O resto não é da nossa conta". TS Eliot.

A crônica no divã: o que uma história piegas não falou sobre o caso Magazine Luiza

  • 22/09/2020 11:44
Uma crônica tem muitas vantagens, mas também algumas limitações. Ela é um recorte fictício de um assunto qualquer que o autor considere que merece ser tratado.
Uma crônica tem muitas vantagens, mas também algumas limitações. Ela é um recorte fictício de um assunto qualquer que o autor considere que merece ser tratado.| Foto: Pixabay

No sábado, escrevi uma crônica, não um artigo, sobre o caso da empresa de eletrodomésticos que decidiu abrir um programa de trainee exclusivo para negros. Aquilo que classifiquei como golpe de marketing, e não como ação afirmativa, gerou muita repercussão das redes sociais – e não poderia ser diferente. Estamos em 2020 e a questão racial, que na minha juventude eu julgava já estar ultrapassada, talvez seja hoje o assunto mais importante no mundo Ocidental.

Uma crônica tem muitas vantagens, mas também algumas limitações. Ela é um recorte fictício de um assunto qualquer que o autor considere que merece ser tratado. No caso do meu texto, o recorte, tendo como pano de fundo a ação de marketing da loja de eletrodomésticos, cujo nome não citei só para fazer graça, mas que todos sabem se tratar do Magazine Luiza, é o de um branco pobre da periferia ou do interior que se sente afetado pela política de contratação da empresa.

Não abordei no texto, até porque não caberia, questões legais, bem como discussões aprofundadas sobre o direito ou não de uma empresa, isto é, propriedade privada, de decidir contratar funcionários da etnia a, b ou c. Não que esses assuntos não me interessem. A lei diz claramente que é proibido estabelecer critérios de contratação com base na raça – e eu, que tenho um pezinho no mundo rothbardiano, tendo a considerar que a lei está equivocada. Mas o assunto não coube no texto e eu achei melhor não forçar.

Crônicas são textos muito mais abertos a interpretações do que artigos. Elas pretendem usar da ficção, e de algum humor, para lançar luz sobre um caso imaginário específico, e para isso emprega recursos, como generalizações e até descrições caricatas dos personagens – como o publicitário cercado por brinquedinhos dos anos 1980 – que não caberiam num texto objetivo.

Mas aí é que está: a crônica, ao contrário do artigo, exige do leitor uma postura mais generosa, mais aberta, mais disposta ao diálogo. Bens escassos hoje em dia, reconheço. Ela não pretende encerrar o assunto fazendo uso de gráficos ou estatísticas ou citações, ainda que incidentalmente possa haver uns números ou umas aspas aqui e ali.

A crônica não encerra nem mesmo a opinião do autor. Como já disse, trata-se de um recorte. E, em questões de conflito racial, a imagem é muito maior do que aquilo que expus ao leitor fazendo uso da minha tesoura criativa. Até por isso achei por bem colocar minha crônica no divã e expor, aqui, algumas rebarbas que talvez tenham causado cortes nos dedos frágeis daqueles que folheiam as páginas virtuais.

Motivos pessoais

Confesso que, por motivos pessoais, tenho sérias dificuldades para entender o conflito racial contemporâneo, sobretudo no Brasil. Aí algum militante provavelmente vai dizer: claro, um homem branco, hétero, classe média e privilegiado é incapaz de se colocar no lugar do outro. Quando, na verdade, o exercício de ficção, tanto para quem escreve quanto para quem lê, pressupõe justamente que você viva uma vida que não a sua, que você mergulhe numa realidade que não a sua. Em outras palavras, que você se coloque no lugar do outro.

Nasci numa realidade em que a cor das pessoas simplesmente não importava – e, no que depender de mim, vai continuar não importando. Sendo sincero, o primeiro contato que tive com essa ideia de raça foi muito tardia, com mais de 25 anos, quando, num momento de fragilidade, uma amiga me disse que eu era privilegiado por ter nascido branco. E ela disse isso sem ressentimento algum. Apenas apontando o fato de que eu provavelmente não tive de enfrentar alguns dos obstáculos cotidianos que negros de todos os tons enfrentam.

A crônica que escrevi, porém, não aborda essa questão que, no mais, considero extremamente aborrecida. Há quem considere a cor da pele a coisa mais importante do mundo. Aquilo que o identifica. E quem sou eu para tirar isso de alguém? Outros, contudo, realmente olham o mundo sem ver fenótipos – o que tampouco as tornam pessoas melhores do que as outras. São (somos) apenas pessoas que aprendemos a ver a vida por um prisma diferente.

Golpe de marketing

Sobre a questão específica do Magazine Luiza e sua controversa política de formação de líderes, no sábado mesmo, depois de ter escrito a crônica, li uma carta do CEO da empresa expondo todas as suas boas intenções. O tom é daquele sentimentalismo que Theodore Dalrymple tanto critica, mas que parece ter contaminado para sempre nossa forma de pensar.

Usando argumentos como “criar um mundo mais justo” e outros clichês do gênero, o CEO Frederico Trajano explica a medida. E aqui vai de cada um acreditar ou não nas palavras de alguém que parece se expressar mais como pessoa jurídica, com interesses financeiros e influenciada por acionistas, do que como uma pessoa física com suas convicções intelectuais, morais e espirituais.

Detesto o cinismo e, quando tenho energia para tal, combato o cinismo, próprio e alheio, com todas as forças de que disponho. Mas, neste caso, confesso não ter sentido nenhuma sinceridade por parte do homem que, de certa forma, personifica uma empresa espalhada por todo o Brasil e que emprega 40 mil funcionários. Talvez eu estivesse enganado. Talvez seja um problema de estilo de quem redigiu a carta. Talvez seja o meu cansaço. Talvez seja uma conjunção astral.

Seja lá o que for, a carta de Trajano só reforçou a ideia, que expus na crônica, de que a iniciativa de contratar apenas negros para um programa de trainee não passa de uma estratégia de marketing criada por quem tem um horizonte de curtíssimo prazo e é incapaz de pensar nas consequências não intencionais de seus atos. Em outras palavras, é sinalização da virtude, vaidade disfarçada de caridade, sem qualquer projeto de longo prazo para, de fato, acabar com o racismo e fomentar uma sociedade mais próspera.

E é isso, e não questões jurídicas e nem mesmo o inconcebível dilema moral de criar alguma forma de escrutínio capaz de separar brancos e negros numa sociedade miscigenada como a brasileira, o que mais me incomoda na iniciativa do Magazine Luiza.

Piegas

Minha crônica, cujo texto, reconheço, saiu um ou dois tons mais piegas do que eu pretendia, imaginava um futuro próximo no qual um menino branco e pobre se percebia invejando um amigo negro e pobre porque este amigo terá, graças à quantidade de melanina em sua pele, uma oportunidade que ao branco será vedada. É, repito e trespito, um exercício de imaginação, não um argumento técnico, daqueles com bibliografia e notas de rodapé.

Porque, ao escrever, me preocupo com as consequências individuais (e espirituais) dessas medidas abrangentes, destes golpes de marketing que têm como objetivo um ganho imediato, sem se importar com as mudanças de longo prazo que eles podem ocasionar. Claro que para criar uma situação de “racismo reverso” seria necessário que muitas outras empresas tomassem medidas semelhantes e que os brancos desenvolvessem um ressentimento histórico. Não creio que isso acontecerá. Espero.

Mas aí é que está: será que medidas de justiça, ou melhor, justiçamento social não estão dividindo ainda mais a sociedade? Será que, na sanha por buscar um mundo igualitário, os publicitários e CEOs de grandes empresas, movidos a sentimentalismo e bônus anuais, não estão reforçando a existência de classes distintas de homens? Será que excluir os brancos de um processo seletivo não reforça a ideia abominável de que somos diferentes?

Fico me perguntando, porque imaginar é parte importante do meu processo de criação, o que teria acontecido se a empresa tivesse decidido, em silêncio, contratar apenas trainees negros, sem causar esse rebuliço todo. Afinal, outra coisa que pode causar revolta no branco pobre não é a oportunidade dada ao amigo de pele mais escura que a dele. O que pode causar revolta (e inveja, ressentimento e, em último caso, até retaliação) é ter de engolir a oportunidade perdida por questões alheias a seu mérito e ainda por cima ser chamado de racista, sendo obrigado a pedir desculpas por crimes cometidos ou não por seus ancestrais num contexto histórico bastante diferente.

Balas traçantes

Essas foram as questões que ficaram implícitas na crônica – que é um texto de ficção contaminado por um tiquinho de realidade e que pretende levar o leitor a refletir, sem lhe dar respostas prontas. Em outro momento, talvez um momento menos belicoso, eu talvez não sentisse necessidade de me alongar nesse assunto.

Mas é que ainda vejo balas traçantes cruzando os céus das ideias e, bom, há tempo para tudo, inclusive para reforçar as muralhas argumentativas de quem só quer viver em paz.

64 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 64 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • R

    Raquel Utz

    ± 0 minutos

    Gostei muito do texto e te parabenizo pela coragem de escrever sobre este assunto trazendo uma abordagem diferente.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Ricardo Amaral

    ± 4 dias

    O distinto Paulo pode combater o cinismo o quanto quiser, mas é impossível não exercer ao menos um saudável ceticismo em nossa terra...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Claudia Aguiar de Siqueira

    ± 7 dias

    Paulo, pedir ao povo em geral que reflita ou que tenha capacidade de compreensão imediata, atualmente, é muito. Fique com a parcela mínima que alcançou e bola pra frente. Quanto ao programa inconstitucional, ilegal, marqueteiro e equivocado da Magalu, nem todas as cartas e explicações possíveis do parente CEO vão ajudar a deslanchar. Imagine alguém preterido na inscrição, por exemplo, por não ser considerado "suficientemente preto", e estará armado o salseiro.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Eriberto Gregorio Vidal

    ± 7 dias

    Gostei muito do texto. Eu nasci na década de 50 e só nos anos 80 me defrontei com esta "separação" de raças, proibições de uso de palavras que "podem ofender". Uma pessoa de cor escura não pode ser chamada de "preto", mas chamar uma pessoa de cor clara de "branco" não seja considerado ofensa ou discriminação. Esta campanha de marketing chamou a atenção ao nome da empresa. Em compensação, diversos desdobramentos negativos afloraram contra a empresa e seus proprietários. Não é uma empresa em que eu deseje trabalhar ou frequentar. A melhor régua para contratar profissionais deveria ser competência e habilidade para desempenhar o trabalho, independente de raça, cor, gênero, religião, peso, etc.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    FRANCIELY

    ± 7 dias

    Contratar trainees negros é a mesma hipocrisia de instituir cotas para mulheres, negros, LGBT's e outras firulas. Deixa-se de contratar alguém capacitado porque se tem que atender uma legislação burra e limitante da livre concorrência. Mas vamos parar por aqui porque caso contrário haverá muito pano para manga. Sua análise sobre a espécie literária crônica é o reflexo da nossa sociedade que deixou de dialogar e ainda fomenta as barreiras para isso. Tristes tempos....

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Alcir Carlos Sereni

    ± 8 dias

    penso que no Brasil não existe racismo, existe inveja, claro que cada raça tenha suas habilidades, e buscar em um branco o que vc só encontra em um negro e assim vice versa. Como vamos encontrar um italiano que fale baixo?,

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Luiz Americo Lisboa Junior

    ± 8 dias

    Essas empresas politicamente corretas estão se lixando para o que pregam, buscam com suas atitudes unicamente ganhar mais dinheiro. Fazem parte de um novo grupo que pode ser batizado de diversos nomes: Lacradores empresariais, Hipócritas do mercado, Empresários progressistas etc. Estão querendo absorver discursos de artistas, atletas, jornalistas, intelectuais e políticos de esquerda, toda uma bolha que conhecemos bem. No fundo, o que querem e fazem esses empresários é rirem dos que acreditam em suas "boas intenções" e comemorar a valorização das suas ações na Bolsa de valores. Os únicos que devem ganhar algum bônus são os seus marqueteiros.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • I

    Irani Maciel

    ± 8 dias

    Excelentes ponderações, caro Polzonoff. E NÃO, eles NÃO SÃO RACISTAS, Provavelmente algum consultor mercadológico cometeu um baita deslize, e deve estar agora amargando repreensões, talvez até uma demissão discreta... O vacilo foi uma idéia sobre a qual poucas pessoas refletiram...e só. rsrsrsrs Abraço!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • B

    Benedito

    ± 8 dias

    Paulo, não havia entre 40 mil funcionários nenhum negro com méritos suficientes para ascender na burocracia da empresa? Sem necessidade de recorrer a esse marketing covarde? Sera que algum executivo de marketing achou mesmo que essa idéia era genial para exacerbar o nome da Empresa que agora , pelo menos para mim, é racista! E se alguma empresa se achar no direito de abrir vagas sómente para brancos e héteros, a esquerda vai achar normal???

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Reinaldo de Oliveira

    ± 8 dias

    Paulo, é triste olharmos para trás e observamos que evoluímos muito pouco como sociedade civilizada e ainda precisamos criar mecanismos de inclusão no Estado e no privado.. Falar sobre racismo, principalmente num país mestiço igual ao nosso, nunca foi tarefa fácil. Tenho descendência indígena e já tive algumas portas fechadas por não fazer parte de um padrão étnico aprazível para a sociedade. Nunca fiz disso um obstáculo e sim um desafio a ser superado. Me orgulho das minhas origens e sempre coloquei em primeiro lugar a integridade das pessoas acima das aparências.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • I

    Ismael de Almeida

    ± 8 dias

    Parabéns! Texto excelente! É bom que existam pessoas com coragem para dizer o que pensam. Já sou seu fã.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • I

    Ismael de Almeida

    ± 8 dias

    Parabéns! Texto excelente! É bom que existam pessoas com coragem para dizer o que pensam. Já sou seu fã.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • W

    WesFig

    ± 8 dias

    É uma lufada (nada de maluf nisso) de ar fresco ouvir "fenótipo" ser colocado adequadamente no texto, e "trespito" usado como neologismo legal. Eu de minha parte nasci numa micro-cidade do interior do RJ, cercado de gente de toda cor, por todos os lados. Também me veio tarde o conceito de racismo "pra valer" (chamar de negão, de branquelo, de china, de baixinho, de caolho, etc, sempre teve)... Bom texto.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    paulo presley

    ± 8 dias

    Esse comentário foi removido por não estar de acordo com os Termos de Uso.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Arys

    ± 8 dias

    Não concordo com a jogada de marketing e nem com qualquer tipo de discriminação racial. Há que sempre tentar, porém: porque ninguém grita contra as "cotas" em universidades, partidos políticos e etc?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • A

      Arys

      ± 8 dias

      Tentar = perguntar

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Renata de Paula Xavier Moro

    ± 8 dias

    A mesma jogada fez a Natura, ao escolher Thammy Miranda como símbolo do Dia dos Pais. Mas daqui a pouco vão querer acabar com Dia das Mães e Dia dos Pais porque ofenderá os órfãos.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Admar Luiz

    ± 8 dias

    Esse comentário foi removido por não estar de acordo com os Termos de Uso.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Francismar Bizerra

    ± 8 dias

    Brasil é o único país que o colunista precisa fazer um artigo para explicar a crônica... Polzonoff lançando o artigo de rodapé :) Ótimo texto como sempre.Abraço!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Regina

    ± 8 dias

    Gostei, Polzonoff! Não nos esqueçamos de que a empresa em questão esteve muitíssimo próxima de governos e obteve, em razão da intimidade, polpudos empréstimos públicos às custas dos impostos dos contribuintes. Creio que todas as iniciativas de tentar mitigar qualquer problema social sejam bem vindas, sob a condição de que tenham bons efeitos a longo prazo, como bolsas de estudos em boas escolas para os filhos de alguns funcionários, por exemplo, e não se convertam em peças publicitárias ao sabor do que está 'na moda' no momento.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    ELISA DOLORES VAROTTO

    ± 8 dias

    E o que seria do.didatismo sem o medo do cancelamento?. ...os negros sofrem.racismo o tempo todo, e quem nega ou relativiza tal.fato.deve ser um.inca venuziano....

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    PT NUNCA MAIS

    ± 8 dias

    O ser humano deve ser avaliado por integridade, mérito, honestidade e competência. Raça, sexo e etnia não interessam. A Magazine Luíza está desrespeitando o artigo 3° da Constituição, sendo racista e promovendo o racismo no Brasil. O STF aparelhado pelos irmãos siameses esquerdistas PT e PSDB provavelmente apoiará essa prática asquerosa.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Fernando Cortopassi de Oliveira

    ± 8 dias

    Posso até admirar alguém como a matriarca dessa empresa que construiu algo a partir de muito pouco. Paramos aí. Qual a intenção real dessa peça publicitária, jamais saberemos de verdade. O fato é que continuamos a falar disso... e, se não concordamos com algo / alguma ideia, o melhor a fazer é parar de falar dela. Em tempos de rede social, sequer podemos mencionar o nome pois isso, inclusive, continua a trazer “pontos” para o citado.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    FERNANDO A. O. PRIETO

    ± 8 dias

    Os méritos e deméritos são individuais! O filho de um criminoso não é, necessariamente, criminoso; o de um sábio não é necessariamente sábio, etc. Sei que o que vou dizer não é de consenso geral, mas acho que NÃO existem méritos nem culpas coletivas (raciais, genéticas, étnicas, partidárias,...). Cada ser humano PLENAMENTE capaz do ponto de vista mental é responsável por suas ações - ele e só ele. Claro que para os doentes, incapazes e desequilibrados mental e emocionalmente ( e o mundo está cheio deles) não se pode aplicar a mesma avaliação. Chega de "vitimismo" para justificar reparações malandras, exceto nos casos em que o indivíduo é REALMENTE vítima.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    chico

    ± 8 dias

    So o fato de estarmos discutindo e dando divulgação a esse tipo de iniciativa já é deprimente

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    MIchel Lima

    ± 8 dias

    Quero ver quando uma empresa fizer idêntico anúncio para contratar brancos o que a justiça e a mídia irão dizer. Só esperando pra ver alguém desafiar o “sistema”.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Destemido

    ± 8 dias

    Essa doença foi criada pelo socialismo patológico com a finalidade de acabar com a união das pessoas. Sempre tive colegas e amigos pretos e nunca os tratei de forma segregacionista, mas confesso que essa moda empresarial está me levando para o lado da supremacia ariana. Minha empresa vai sair da meritocracia para contratar pessoas brancas e heteras.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Luigi Tenco

    ± 8 dias

    Meu fenótipo quase albino me habilitaria a pertencer às SS (cruz credo!). Já meu sangue tem genes africano, europeu e, principalmente, indígena. Nenhum deles me causa vergonha ou orgulho. Já que SOU NEGRO, segundo os critérios da militância racialista ao menos, será que a Luiza Trajano me contrataria, apesar de eu ser um negro que "infelizmente" nasceu com a pele branca? Ou ela só quer fazer como racistas que, pra fingir que não o são, dizem: "Eu, racista? Imagina! Até tenho amigos (ou empregados) negros!".

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Andre Passos

    ± 8 dias

    Muita clareza e precisão. Parabéns.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • Q

    Quincas

    ± 8 dias

    Muito bom Polzonoff! A emenda ficou melhor que o soneto.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • H

    HGO

    ± 8 dias

    Trump 2020!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Decio mango

    ± 9 dias

    Fico pensando nas sabias palavras de Machado de Assis.."emancipado o preto a que se libertar o branco pobre"...e a bugrada sem eira nem beira..como fica???...so preto e branco sao raca..o resto e resto..??

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Paulo Henrique

    ± 9 dias

    Ótimo artigo, mas tem alguns senões: "Claro que para criar uma situação de 'racismo reverso' seria necessário que muitas outras empresas tomassem medidas semelhantes e que os brancos desenvolvessem um ressentimento histórico". Claro que não! Se eu digo a um candidato que ele está automaticamente EXCLUÍDO porque é branco, amarelo, pele-vermelha ou furta-cor é evidente que se trata de um ato de DISCRIMINAÇÃO POR RAÇA, e isto é (não no futuro, não a depender de nada, mas no exato momento em que ocorrer) puro RACISMO.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • D

      Decio mango

      ± 9 dias

      A bayer ja tomou

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    André

    ± 9 dias

    Está dividindo mesmo. Só o fato de ter que escrever um artigo para explicar a crônica já diz muito sobre nosso tempo....

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Flavia

    ± 9 dias

    Sim, o justiçamento social está dividindo ainda mais a sociedade.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    Solange Maria de Mendonça Campos

    ± 9 dias

    Num projeto incompreensivelmente colonialista, uma parte dos influenciadores brasileiros adotaram critério racista norte americano e eliminam, de repente, os mesticos, ou seja , a maioria da população brasileira, da realidade. . Agora se vc tiver uma gota de sangue negro, vc é negro, mesmo se tiver pele e olhos claros. Sargentelli hoje estaria preso, suas mulatas apedrejadas, por se prestarem a ser mulheres objetos. A quem interessa esta nova classificação racista?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Luiz Carlos Giublin Junior

    ± 9 dias

    E realidade deste país é triste. Especialmente quando um escritor tem que vir explicar sua crônica, diga-se de passagem magnífica. Porém, a explicação ficou maravilhosa e foi um deleite lê-la. Meu pai tinha diversos amigos negros. Um era especial. Era conhecido como "Negão". Figura fantástica. Nunca vi qualquer tipo de preconceito contra ele no grupo de meu pai. Hoje o racismo inverso quer fazer o homem branco ter vergonha da cor da sua pele. Temos que deixar esses maniqueísmos de lado. Brancoxnegro, homemxmulher, heteroxhomo. Somos todos seres humanos. A cada um conforme seus méritos, dedicação e esforço(os três pavores da esquerda). Parabéns Paulo. Mais uma bela coluna....

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Luiz Carlos Giublin Junior

    ± 9 dias

    E realidade deste país é triste. Especialmente quando um escritor tem que vir explicar sua crônica, diga-se de passagem magnífica. Porém, a explicação ficou maravilhosa e foi um deleite lê-la. Meu pai tinha diversos amigos negros. Um era especial. Era conhecido como "Negão". Figura fantástica. Nunca vi qualquer tipo de preconceito contra ele no grupo de meu pai. Hoje o racismo inverso quer fazer o homem branco ter vergonha da cor da sua pele. Temos que deixar esses maniqueísmos de lado. Brancoxnegro, homemxmulher, heteroxhomo. Somos todos seres humanos. A cada um conforme seus méritos, dedicação e esforço(os três pavores da esquerda). Parabéns Paulo. Mais uma bela coluna....

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    MAURO FONSECA DE MACEDO

    ± 9 dias

    Magazine Luiza, mais uma empresa lacradora para eu incluir na extensa lista de empresas com as quais jamais farei negócio. Marketing completamente estúpido e inconsequente que só serve para estimular o racismo! Digna do troféu abacaxi!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Daniel Moraes

    ± 9 dias

    Essa Trajano não me engana... Já tem o seu próprio embrião de partido político, o grupo Mulheres do Brasil... Daqui a pouco vem aí como a nova lula de saia, uma mulher do povo que se tornou empresária de sucesso e tem como missão trazer de novo a alegria para as massas (e toda agenda da esquerda com seus campeões nacionais e outras práticas nada republicanas).

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • P

      Plinio

      ± 9 dias

      Mulher campeã em pegar dinheiro do BNDES. Viu um lampejo de marketing carregando a tocha olímpica com a cara no chão por não ser do ramo.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    João Martins Donizete

    ± 9 dias

    Concordo inteiramente com o artigo. Primeiro tenho a convicção que a empresa explorou esse nicho progressista de querer consertar o mundo primeiro com leis separando tudo e todos como se o mundo fosse uma caçapa. Depois, num cliché toda segregação gera é segregação. Em outras palavras segregar para unir é sim um estupro para com o dicionário. Seria esse o objetivo então? o marketing pode sim ser ao contrário, infelizmente. Daí, talvez o objetivo da empresa foi politico e ideológico? tá ai a questão.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Luiz C F Pessoa

    ± 9 dias

    Só parabenizar a coragem - infelizmente nesse tempo é necessário tê-la para expor ideias - de tocar em um tema que se tem feito tão delicado.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Coronel

    ± 9 dias

    Peço licença para me fixar num ponto de seu texto. Por que a empresa teria trazido a público o assunto, em vez de promover o recrutamento e a seleção de pessoas, conforme seus critérios internos - minha empresa, minhas regras. À moda cristã, ao fazer o bem "não saiba a mão esquerda o que faz a vossa mão direita". A empresa deu a entender que queria, realmente, criar uma polêmica, talvez para se mostrar boazinha, ou para combater possível avanço de atitudes racistas no País. Mas, ao meu ver, tudo saiu errado, por uma péssima escolha de marketing, como se tivesse escolhido um travesti para homenagear o dia das "mães", ou contratar um corintiano para homenagear o aniversário do Palmeiras.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • E

      ELIANA MARIA

      ± 8 dias

      muito bom!!!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Paulo Machado Cavalheiro

    ± 9 dias

    Polzonoff, parabéns mais uma vez pela clareza e abordagem de um tema tão polêmico como este. O CEO da Magazine Luiza e aqueles que fomentam a divisão de raças no Brasil deveriam ler, no mínimo, o livro "Somos Brasil" de Marcus Lyon, para não citar Gilberto Freyre e outros que falam da miscigenação do povo brasileiro. No livro de Marcus Lyon, com fotos e com o DNA ancestral dos fotografados, mostra bem a miscigenação do nosso povo, não somos brancos ou negros, índios, asiáticos ou europeus, mas um povo constituído da mistura entre todas as raças e origens e que alguns poucos ainda estão preocupados com a classificação de cor e querem instalar a discórdia entre nós.Aqui o preconceito é social

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    mup

    ± 9 dias

    Paulo, estou com você. Jogada de puro marketing e que reproduz um modelo que já vem sendo discutido há muito tempo. A empresa quer dividir os brasileiros apelando para a cor da pele. Qdo pretende ser liderança no mercado é forçada a reconhecer outros competidores pouco importando se nacionais ou não. Aja da mesma maneira ampliando a diversidade de seu corpo de empregados sem se preocupar com a cor, sexo ou origem social. Não contribua para nós dividir. Nós não queremos. Nós não precisamos. Nós, brasileiros, não aceitamos nem de governos, nem de políticos e nem de empresas.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    André

    ± 9 dias

    O que a Magazine Luiza está demonstrando, é que o negro é incapaz de competir com um branco. Já que não dá competir que se exclua o branco (e o asiático) da competição para que o negro tenha algum mérito próprio para chamar de seu. Não consigo entender a lógica de alguém que quer chamar a isso de igualdade. Apenas o que conseguem é fazer com que muitos olhem com um pé atrás para um negro em qualquer posto que ocupe, já que sempre estará estampada em sua fronte a pecha de cotista, independentemente do mérito que o tenha feito alcançar tal posto. Como pode isso ser benéfico?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Carlos M.

    ± 9 dias

    São raros os casos onde a emenda sai melhor que o soneto, este texto é um deles. A reflexão "Será que excluir os brancos de um processo seletivo não reforça a ideia abominável de que somos diferentes?" sozinha já vale sozinha mais que os milhões de twitts engajados regurgitados pelos justiçadores tão abundantes naquela rede (anti)social.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • W

    wilmar scoz

    ± 9 dias

    Os brancos não devem nada aos negros. Não temos dívidas com eles. E nem eles tém esse direito de tirar à força o que pertence aos que tem méritos. Uma sociedade justa é aquele que dá liberdade. cada um se vira. Tem espaço para todos, segundo sua vontade. O que vemos é ódio e inveja aos bem sucedidos. Lamentável!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    EURICO BORGES DOS REIS

    ± 9 dias

    Com uma leitura mais generosa, Paulo, gostei da tua segunda crônica sobre o assunto Também generosamente, dou o benefício da dúvida quanto a intenção, não do CEO,mas sim da Luisa, que sempre pareceu-me ingenuamente bem intencionada Enfim A mão esquerda não precisa saber da direita, mas no mundo midiático de hoje,como escapar da frase final do filme O advogado do Diabo, na voz do mesmo Vanity, my favorite sine

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Ana Luiza

    ± 9 dias

    Quando todos estivermos ressentidos, ficaremos felizes.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Darci Grava

    ± 9 dias

    Polêmica geradora de mkt gratuito em favor de negros pobres, que por absoluta coincidência são a classe mais beneficiada pelos auxílios emergenciais. Esse mkt oportunista da Magalu ja fez a Sra Luiza se estabacar carregando a tocha olímpica e "tretar" com o Diogo Mainardi em defesa da nefasta política econômica daquela que ja foi presidenta um dia. Se fosse realmente uma adesão do varejista a causa racial, talvez trocassem o avatar "Lu da Magalu" por uma negra. Mas eles nem tem tanta certeza assim.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • V

      Vanessa Fonseca

      ± 4 dias

      Trocar o avatar foi ótima!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    Sérgio Guerra

    ± 9 dias

    Sou descendente de escravos e minha bisavó nasceu livre pela lei do ventre livre. Já fui taxado de branquelo rico e filhinho de papai... Mas hoje eu invejo os negros, pois estou sem emprego.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Eldo Brito

    ± 9 dias

    Isso é o tipo de iniciativa que contribuí. Então a empresa está reconhecendo que os afro descentes tem capacidade intelectual e técnica inferior ou está reconhecendo que o seu sistema de seleção é racista ou discriminatório?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    LOURENÇO DE SOUZA

    ± 9 dias

    Já cancelei a assinatura de outros veículos de comunicação, mas sigo firme com o GAZETA DO POVO, porque no seu quadro têm POLZONOFF, CONSTA, CRISTINA GRAMAEL, ALEXANDRE GARCIA e mais algumas feras.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • S

      SERGIO RODRIGUES MARTINS

      ± 9 dias

      Eu também! Agora só Gazeta do Povo e Brasil Paralelo!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    LUIMAR SZCZEPANSKI

    ± 9 dias

    Lembro de meus amigos da infância e juventude. Não eram negros, pretos, pardos ou brancos. Eram meus amigos. Quem vê primeiro cor de pele não vê o outro como realmente é. Fico pensado , como é que tem gente que ainda perde tempo com esta questão, e o pior, criam programas voltados somente para determinada cor de pele. Século 21 e ainda estamos assim.....

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    2 Respostas
    • P

      Paulo Roberto Pinheiro

      ± 9 dias

      O mesmo aconteceu comigo. Aliás, gostando a Luiza ou não, qualquer critério que tenha a raça como parâmetro, é um critério racista.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • W

      WILSON

      ± 9 dias

      É isso mesmo ,Luimar ! Lembro-me bem dos amigos ,mal me lembro das cores das peles deles ,que eram muitas !!!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.