i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Polzonoff

Foto de perfil de Polzonoff
Ver perfil

"Para nós, há apenas o tentar. O resto não é da nossa conta". TS Eliot.

Tudo melhora: por que a desgraça de um dia triste qualquer não o define

  • 22/08/2020 18:29
Fernando Pessoa: também tenho em mim todos os sonhos do mundo. Mas, ao contrário dele, eu sei que sou mais do que nada.
Fernando Pessoa: também tenho em mim todos os sonhos do mundo. Mas, ao contrário dele, eu sei que sou mais do que nada.| Foto: Reprodução/ Wikipedia

Houve um dia, há uns cinco anos, em que resolvi voltar a escrever. Simplesmente voltar a escrever. Naquele dia, me levantei da cama ou do sofá, fui até o quartinho que funcionava como escritório, mas nunca era usado, abri o computador e recomecei. O objetivo era ambicioso: escrever uma história do começo ao fim e que me desse algum tipo de prazer.

Escrevi. E, desde então, não parei mais. O problema é que, num dia especialmente triste, de uma tristeza tão especial cuja motivação felizmente se perdeu no tempo, me lembrei de um professor (oi, Élio, será que você está me lendo agora?) que um dia se demorou em explicar o significado real da palavra “desgraçado” – isto é, desprovido da Graça de Deus.

Naquele dia que deve ter sido triste e eu nem lembro por quê, escrevi algo que, por falta de palavra melhor, chamarei de “crônica”. Infantilmente intitulada “Graças e desgraças”, ela contava a história do professor e falava de como aquele termo se aplicava à minha condição geral. Por alguma razão provavelmente muito estúpida, eu me sentia desprovido da Graça divina. Um desgraçado.

A crônica ficou para trás, assim como a tristeza, se é que havia tristeza de fato. Desde então, sou cotidianamente agraciado. E sinto a presença da Graça na companhia das pessoas que amo, nas conversas edificantes ou não, nas piadas ruins das quais rio com sinceridade, nas palavras de incentivo e até nos xingamentos que, mal sabem os detratores, servem de contraponto àqueles versinhos de Fernando Pessoa que eu costumava entoar nos piores dias dos meus piores anos, e que terminam com a conclusão agridoce de que “tenho em mim todos os sonhos do mundo”.

Clichês

Nos últimos meses, porém, têm sido comuns os dias em que acordo pensando no fato de eu ter escrito uma crônica falando da minha condição (falsa) de desgraçado sem nunca ter escrito sobre a minha condição de bem-aventurado. Deus me livre ser lembrado por um texto que escrevi num dia ruim e que, no fundo, nada mais era do que um pedido torto de socorro! Eu tinha de escrever algo dizendo que sou uma pessoa afortunada, um ser cheio de Graça – e, com sorte, alguma graça.

O desafio estava em não cair no clichê – aliás, pouco auspicioso – de ficar me vangloriando daquilo que só uma ilusão muito contemporânea, muito secular e muito superficial pode chamar de “realizações”. Outro desafio estava em não usar aquela palavrinha da moda que expressa tão bem essa visão ridiculamente riponga da vida: gratidão. E, sim, pode apontar o dedo porque acabei de usá-la.

Outro problema é que a paz que nasce dessa sensação de ser mais do que “um nada” é, como toda paz, desinteressante. É como ficar olhando a grama crescer ou ainda como passar uma hora diante de uma parede em branco. É praticamente um “coma literário”. Posso estar enganado e até torço para que esteja mesmo, mas tenho a impressão de que as pessoas gostam mais daquilo que chamam de desgraça e que ora se manifesta numa tragédia vinda do mundo cão, ora num deslize opinativo que causa uma reviravolta na vida alheia, ora na onipresente raiva.

Sede

Por isso os dias foram passando e eu fui deixando o texto para lá. Como se me confessar digno da Graça fosse algo menor e até um atrapalho – que absurdo! Como se eu me sentisse intimidado pela ideia de algum leitor reclamar da minha hipersensibilidade, quando não da minha pieguice. Como se eu tivesse uma mistura impossível de vergonha e soberba da minha condição de ser humano capaz de olhar para o futuro com algo mais do que enfado ou, pior, medo.

Hoje, porém, enfrentei o frio e a chuva para ir à tabacaria aqui perto de casa. Uma coisa leva a outra e eu me lembrei do poema de Fernando Pessoa, que por sua vez trouxe à tona as memórias daquela crônica e da sensação que me levou a escrevê-la. De volta ao quentinho da minha casa, sob a água quase melíflua do banho, decidi que estava mais do que na hora de aceitar o delicioso fardo da vida e de anunciar, não sem um quê de constrangimento, que da fonte da Graça todos os dias tenho a sorte de beber.

E não tenho mais tanta sede.

[Se você gostou deste texto, mas gostou muito mesmo, considere divulgá-lo em suas redes sociais. Agora, se você não gostou, se odiou com toda a força do seu ser, considere também. Obrigado.]

15 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 15 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • A

    adriano lemos de padua filho

    ± 0 minutos

    Você tem muita graça!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • J

      Jorge Dias

      ± 54 minutos

      Creio que o Paulo tenha lido Piada Mortal nestes dias.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • J

        J. MOACIR

        ± 15 horas

        Como dito num dos comentários , não precisa esplicar , " tá desenhado ". Que grande capacidade de expressar em palavras os sentimentos. Parabéns , que texto !!!

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • J

          João Martins Donizete

          ± 16 horas

          Polzonoff você - sim - é o cara. Sem falso elogio: simplesmente você não escreve, você desenha. É difícil ler um texto seu ser mais ou menos. Sempre surpreende. Parabéns.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          • M

            Marilia soraya calheiros camara

            ± 18 horas

            Polzonoff, gosto muito dos seus artigos. Leio vários jornais, mas tenho um carinho muito especial pela Gazeta do Povo. Os articulistas são muito bons. Youtuber, escritora e advogada, Sorayah Câmara.

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            • C

              Carlos de Albuquerque Regina

              ± 22 horas

              Admiro sua capacidade de transformar detalhes aparentemente banais do cotidiano em textos tão bem escritos que nos trazem à reflexão. Show de bola.

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

              • M

                Magaly FragaMoreira

                ± 22 horas

                Texto inspiradíssimo. Chorei. A Graça se manifesta nas pequenas coisas e muitas vezes não percebemos. Vc escreve muito bem, quando eu crescer quero escrever assim.

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

                • M

                  MARCUS AURELIO LOPES

                  ± 23 horas

                  o otimismo é a fúria de achar que tudo vai bem quando tudo vai mal um domingo propício a reflexões panglossianas

                  Denunciar abuso

                  A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                  Qual é o problema nesse comentário?

                  Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                  Confira os Termos de Uso

                  • M

                    Maria Sueli de Almeida

                    ± 23 horas

                    maria Sueli de Almeida; obrigada Polzonoff. Você fez meu domingo muito melhor.

                    Denunciar abuso

                    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                    Qual é o problema nesse comentário?

                    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                    Confira os Termos de Uso

                    • P

                      PastorRosevaldo

                      ± 24 horas

                      Tu és um "bem aventurado" cara... vai escrever bem assim na casa do carvalho (hehe), parbéns

                      Denunciar abuso

                      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                      Qual é o problema nesse comentário?

                      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                      Confira os Termos de Uso

                      • A

                        Ana Beatriz Cavalcanti Amado

                        ± 24 horas

                        Como sempre super inspirado. Parabéns!! Belo texto reflexivo.

                        Denunciar abuso

                        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                        Qual é o problema nesse comentário?

                        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                        Confira os Termos de Uso

                        • E

                          Enir Maria Palandi

                          ± 1 dias

                          Belo texto!

                          Denunciar abuso

                          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                          Qual é o problema nesse comentário?

                          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                          Confira os Termos de Uso

                          • M

                            Maria Solange de Melo e Silva

                            ± 1 dias

                            Quando sentimos agraciados por tudo que somos e temos, nos tornamos mais leves e iluminados.

                            Denunciar abuso

                            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                            Qual é o problema nesse comentário?

                            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                            Confira os Termos de Uso

                            • S

                              Sérgio Guerra

                              ± 1 dias

                              Sem graça nao alcançamos graças mas de que serve a alcança-las se não tenho muita noção do futuro após a morte. Porém a nossa purga neste planeta deve ter um significado, mesmo que amuado espelho.

                              Denunciar abuso

                              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                              Qual é o problema nesse comentário?

                              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                              Confira os Termos de Uso

                              • G

                                Gerson Santos

                                ± 2 dias

                                a Graça nos constrange a sermos graciosamente gratos; texto edificante !

                                Denunciar abuso

                                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                Qual é o problema nesse comentário?

                                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                Confira os Termos de Uso

                                Fim dos comentários.