i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Polzonoff

Foto de perfil de Polzonoff
Ver perfil

"Para nós, há apenas o tentar. O resto não é da nossa conta". TS Eliot.

Os “presos políticos do Alê”: o Brasil me obriga a defender até os loucos

  • [29/06/2020] [15:32]
É possível falar muitas coisas sobre as pessoas que foram presas por "atos antidemocráticos", inclusive nada.
É possível falar muitas coisas sobre as pessoas que foram presas por “atos antidemocráticos”, inclusive nada.| Foto: Pixabay

Já no sábado pela manhãzinha toca o telefone. É um amigo perguntando se vou ou não escrever sobre o que ele chama de “os presos políticos do Alê”. Finjo desconhecer o assunto, mas ele não compra a troça. O silêncio se demora entre nós e sinto que lhe devo uma resposta ali, naquele momento.

— Não sei. Vou pensar — digo.

E é verdade, vou mesmo. Porque em outra época, numa época assim mais preto-no-branco, que coincide com uma época em que eu tinha mais cabelos e menos quilos, eu estufaria o peito, fecharia os olhos como se invocasse a Inspiração e, sem hesitar, martelaria duas mil palavras sobre o assunto.

Mas se há alguma vantagem em perder cabelos e ganhar quilos é que, ao menos em teoria, você se torna imune a esse tipo de arroubo. Assim, tomo o café-da-manhã tranquilamente, à espera do estrondo da campainha. Porque sei que ela vai tocar. Ela sempre toca nessas horas. Ó lá, tá ouvindo?

Vou à porta e os recebo. Eles são irresponsáveis e não usam máscaras. E são mal-educados. E não me dão nem a cortesia de um anti-higiênico cumprimento à moda antiga (circa fevereiro de 2020). Vão logo entrando e se aconchegando no sofá.

O de terno vermelho, todo afobado, vai logo defendendo seu argumento:

— Você tem que escrever sobre os presos políticos! É sua obrigação. Como jornalista. Como cidadão. Como defensor da liberdade. Como...

— E se indispor com todo mundo?! — interrompe o de terno branco. — Com os raros amigos que ainda não o xingam? Com os colegas de trabalho? Com a esquerda moderada que ainda lhe dá alguma chance? Com a direita hidrófoba que não aceitará nada menos do que um libelo com cem mil pontos de exclamação? De-jei-to-ne-nhum! — diz.

— Mas, só por curiosidade — começa o de terno vermelho no seu tom de voz mais sedutor, como convém. — Se você fosse escrever sobre os presos políticos, o que você escreveria? Deve haver um modo de defender o que você entende como justiça sem ser execrado, não? Tenho certeza de que você consegue — diz, preparando ardilosamente a armadilha da vaidade.

Sem que eu tenha tempo de responder a ele que, veja só, se eu fosse escrever sobre o assunto, provavelmente diria que a situação é constrangedoramente autoritária, que a Constituição e suas garantias individuais foram para o beleléu, que é impossível que ninguém perceba que não há virtude alguma nessas prisões e que, caramba, o Brasil me obriga a defender até os loucos, o de terno branco se levanta indignado e começa a cantarolar e tocar a sua lira de ouro. Reconheço a música.

— Eu não sou besta pra tirar onda de herói, sou vacinado, eu sou caubói, caubói fora da lei. Durango Kig só existe nos gibis e quem quiser que fique aqui, entrar pra história é com vocês — canta ele com seu timbre... angelical.

E o recado está mais do que entendido.

— Não é questão de bancar o herói ou entrar para a história — retruca o de terno vermelho. — É uma questão de fazer o certo. De defender com veemência seus pontos de vista e, mais do que isso, de fazer sua argumentação chegar ao ouvido você-sabe-de-quem. É uma questão de acreditar que você, como formador de opinião, tem o poder de transformar a realidade...

Eu e o de terno branco reviramos os olhinhos ao mesmo tempo e caímos na gargalhada.

— É, acho que fui longe demais — reconhece o de terno vermelho. E fazendo um muxoxo: — Pelo jeito você já tomou a decisão e não vai escrever sobre os loucos que foram presos. Uma pena. Você poderia falar justamente isto: que a política se transformou num grande palco para loucos. Que ela sempre foi assim, mas hoje está tudo mais evidente. Mas, veja bem, a loucura da obsessão política não torna ninguém um criminoso. Pode torná-lo um pária, alguém digno de riso e até de pena. Ora, ninguém em sã consciência leva esses napoleõezinhos a sério! Por que não deixá-los, então, com suas espadinhas de brinquedo e suas bravatas sem sintaxe?

Poderia falar. Mas não vai — intervém novamente o de terno branco. — Porque não há como convencer as pessoas cegas pela ideologia da evidente imoralidade disso tudo. Elas vão dizer que o louco fez isso e a louca fez aquilo. E que tudo é muito grave. Democracia para cá, fascismo para lá. Bolsominion, petista, isentão. Vão dizer que está passando o pano. Essa coisa toda. E, depois de tudo dito e posto, irão cada qual para sua casinha com a mesma certeza que tinham antes: a de que estavam, estão e estarão sempre com a razão.

Diante desse argumento fatídico, encerro a questão: não escreverei sobre a prisão do jornalista com nome de personagem rodrigueano nem sobre a mocinha cujas ideias, se ela as tem, sinceramente desconheço. Peço desculpas ao de terno vermelho, agradeço ao de terno branco e trato de aproveitar o que me resta do dia.

E vou dormir, não sem antes constatar que o anjo pode ter até ganhado o debate, mas, no final das contas, foi o demônio quem ganhou o texto.

[Se você gostou deste texto, mas gostou muito mesmo, considere divulgá-lo em suas redes sociais. Agora, se você não gostou, se odiou com toda a força do seu ser, considere também. Obrigado.]

16 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]
Tudo sobre:

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 16 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • J

    Joana

    ± 3 dias

    O STF mirou no "blogueiro", mas acertou todos os jornalistas do Brasil! Quanta falta de coragem de investigar os togados e quanta vontade de escarnecer dos perseguidos!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • W

    Wander

    ± 8 dias

    Um jornalista sozinho não faz verão, e até compreendo que a Federação Nacional dos Jornalistas, FENAJ não tenha se pronunciado sobre a prisão da blogueira. Agora a prisão do jornalista é inaceitável pra nossa democracia. O não posicionamento e nenhuma nota de repúdio são vergonhosos. O silêncio é típico de quem é conivente com estas arbitrariedades. Depois não adianta ficar declamando "No Caminho Com Maiakóvski".

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • O

    Orlando Tambosi

    ± 9 dias

    Que delícia!!! Uma crônica excelente! E o recurso retórico de dizer tudo dizendo (escrevendo) que não vai dizer nada? Coisa de gênio com muito engenho e arte. Parabéns Paulo Polzonoff Jr. Pode ser que meu comentário, Maria do Espírito Santo Gontijo Canedo, saia em nome de Orlando Tambosi (meu beloved). Só pra esclarecer porque o estilo (e o estilo é a mulher ou o homem...) tá muito derramado pra ser o do meu catarina recatado.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Clarisier Azevedo Cavalcante de Morais

    ± 9 dias

    Um anjo nunca seria morno

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Claudia Aguiar de Siqueira

    ± 9 dias

    Adorei! Na melhor tradição dos textos curitibanos!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    Joviana Cavaliere Lorentz

    ± 9 dias

    Fofo! Não compartilho textos de isentões, pois ao terminar meu sentimento é de lástima por ter perdido tempo com ser sem valores morais suficientemente fortes. Que lástima!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • T

    Thiago Silva

    ± 9 dias

    Esse pessoal que joga aos ventos a frase "se você não comenta, você é contra a minha posição" anda levando muito a sério o modus operandi da luta de classes criado por Marx e enfiado guela abaixo na educação brasileira, via Paulo freire.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Manuel J O Guerra

    ± 9 dias

    Tem alguém muito desequilibrado que entro na onda do ajusticiamento pelas próprias mãos e não deveria.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Ricardo Amaral

    ± 9 dias

    Finíssima ironia...muito bom !!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Daniel M

    ± 9 dias

    A esquerda, cega pelo poder, consegue apoiar até o STF hoje em dia, estranho né?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • V

    VIVIANE MAC

    ± 9 dias

    Perfeito texto, mas os loucos não podem deixar de ser defendidos por serem loucos...., O teu isentão anjo branco poderá te levar ao inferno ao te eximir das batalhas que não te atingem, mas que formam a angústia dos indefesos, e o teu execrável anjo vermelho lhe importuna para te mostrar o quanto de errado está em não se importar.... o pior dos silêncios é o dos bons, independente da loucura...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • I

    IvoHM

    ± 9 dias

    Lá vem o isentão, cheio de razão, te enrolar, te enrolar, te enrolar... Tentando descolar dos bolsominions, nem olavete ele perdoa não. Fingiu desprezar, Socialista Morena, te enrolar, te enrolar, te enrolar... Ruivinha a esquerdada do isentão, é um problema. Ruivinha a esquerdada do isentão, é um problema.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Admar Luiz

    ± 9 dias

    Cara, pelo que eu entendi do seu texto, "pipocaste", meu caro. Sabe o significado de "pipocar"? Quem jogou o joga futebol sabe. Vc devia sim falar dessas prisões ilegais e arbitrárias. Devia falar sim da ditadura dos togados. Putz, detesto gente covarde. Imaginem se os presos e os investigados fossem da turma vermelhinha, hein Bolzonoff?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Luisa

    ± 9 dias

    Caramba, você anda inspirado! Um texto melhor que o outro!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • H

    Hugo Dalla Zanna

    ± 9 dias

    Parabéns. Aula de como comentar algo sem comentários.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Rafael S de Medeiros

    ± 9 dias

    Excelente!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.