i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Ricardo Amorim

Foto de perfil de Ricardo Amorim
Ver perfil
Vozes

Pandeconomics: a economia da pandemia e nossas escolhas

  • Ricardo AmorimPor Ricardo Amorim
  • 12/06/2020 19:00
Economia da pandemia
Na prática, até que uma vacina esteja disponível, só há 3 alternativas, todas com custos ou riscos elevados.| Foto: Mladen Antonov/AFP

Pesquisa realizada pela Universidade Federal de Pelotas estimou que o verdadeiro número de pessoas que já foram infectadas pelo coronavírus no Brasil é pouco mais de 7 vezes maior do que o total de casos confirmados. Portanto, a letalidade real do vírus no país até aqui foi de 1/7 da letalidade medida, isto é 1%.

2,94 milhões de pessoas (1,4% dos brasileiros) já teriam anticorpos e, em tese, estariam imunizadas. Especialistas estimam que entre 50% e 80% da população teriam de ter anticorpos para se atingir a imunidade de rebanho, quando a transmissão da doença é controlada pela própria dificuldade do vírus em encontrar novos indivíduos para infectar.

Mesmo considerando-se a estimativa inferior para imunidade de rebanho (50%), mais 102 milhões de brasileiros ainda teriam de ser infectados até isso acontecer. Infelizmente, isso significaria que, mantida a letalidade observada até aqui, ao menos mais um milhão de pessoas teriam de morrer de coronavírus no país até atingirmos a imunidade de rebanho.

Até que uma vacina ou tratamento completamente eficaz esteja disponível, as alternativas para limitar a transmissão são cuidados de higiene, testes, monitoramento e medidas de distanciamento físico. O grande desafio é equilibrar a necessidade de salvar vidas com a necessidade de salvar empregos - e, por consequência, também vidas - e ainda preservar nossas liberdades individuais.

Na prática, até que uma vacina esteja disponível, só há 3 alternativas, todas com custos ou riscos elevados:

1) para proteger a economia e os empregos, relaxa-se o distanciamento, com risco real de termos mais de um milhão de mortos por coronavírus no país;

2) para proteger a vida, reduzindo o número de mortos e mantendo nossa privacidade, mantemos algum grau de distanciamento social até uma vacina estar disponível em grande escala, o que não deve acontecer antes do ano que vem, causando um colapso da economia;

3) para salvar vidas e a economia, abrimos mão de privacidade, permitindo que autoridades de Saúde tenham acesso a nossos dados de celular e até gastos de cartão de crédito para monitorar infectados e pessoas que tiveram contato com eles, como fazem países asiáticos que tiveram mais sucesso em controlar a pandemia . O risco é que estes dados venham a ser usados para outros fins. Além disso, precisaríamos ser capazes de testar a população em massa, o que até agora não aconteceu.

Na prática, ao longo do tempo, acredito que teremos de optar por um misto das três opções, com concessões de cada um dos lados. Não tenho dúvidas de que, como sociedade, venceremos essa batalha, mas para minimizar os elevadíssimos custos para saúde, economia e privacidade, precisamos de análises sérias, desapaixonadas, realistas e construtivas de todas as opções e os custos e riscos de cada uma delas.

6 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 6 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • D

    Destemido

    ± 21 horas

    O novo normal é o normal que querem nos fazer engolir. Essa história de mortandade astronômica, modelos que geram milhões de mortos,.... tudo blá-blá-blá. O vírus está aí circulando e assim como outros vai matar algumas pessoas, infelizmente, mas querem fazer dele um serial killer de massa. Vamos seguir nossas rotinas com cuidado e parar com isso essa mediocridade de Fiquem em casa.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Admar Luiz

    ± 21 horas

    Um milhões de mortos? Menos. menos Amorim. No mais concordo com o teu raciocínio. Racionalidade e bom senso. Eis o que nos levará ao paraíso. Mas, sem dúvida, o vírus só irá embora quando a maioria da população estiver exposta ou imunizada. O resto é conversa mole da esquerda caviar, que no conforto$$ dos seus lares, não está nem aí para o desemprego e, obvio, para quem gera os empregos. O tal do empresário, né?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Manfred Schmid

    ± 22 horas

    Gostava mais do economista Ricardo Amorim antes de adotar o politicamente correto. Continua inteligente, mas abafa seus impetos se preocupando com a visão dos outros e ficar bonitinho para os jornalistas comunistas. Pena.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    DANIEL MENKE DOETZER

    ± 23 horas

    E se voluntários se contagiassem propositalmente e ordenadamente assistidos por médicos pouco a pouco? Cada um assumirá o risco e será isolado por 14 dias ou mais em casa ou hospital controlados por rastreadores no celular...é uma medida equilibrada e com risco calculado... eu penso nisso todos os dias...se eu mesmo arriscaria minha saúde em troca do bem comum. O risco para certas faixas etárias é pequeno. E com certeza as crianças serão contaminadas na volta as aulas, estamos prontos para colocar nossos filhos novamente nas escolas? Na prática isso vai acontecer, mas se controle nem consciência das pessoas.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    carlos

    ± 24 horas

    E o débil mental agora manda invadir hospitais.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    Sidney Castanho Scholtão

    ± 24 horas

    A mais simples e pura realidade. Análise desapegada de paixões políticas ou interesses escusos.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]