Smart City Session mostra que o Brasil já tira do papel as soluções inteligentes
| Foto: Smart City Session

A pandemia de Covid-19 adicionou o imprevisível ao grande desafio anual que nos propusemos desde 2018, de realizar no Brasil o maior debate nacional sobre como construir cidades inteligentes, a partir de uma nova mentalidade, voltada para a tecnologia a serviço das pessoas e de sua felicidade. Faltavam apenas duas semanas para o Smart City Expo Curitiba, em março, quando tivemos que adiá-lo para 2021, em nome da segurança das dez mil pessoas que esperávamos. Pensamos logo em como preencher o vazio que ele deixou em um debate nacional que ainda está ganhando tração e não pode esfriar.

O Smart City Session nasceu dessa angústia. E foi a melhor aposta que o iCities poderia ter feito para encerrar esse ano tão desafiador jogando luzes sobre a crise e gerando esperança para os novos tempos que virão, animados pelas vacinas que vencerão o novo coronavírus. Nos dias 8 e 9 de dezembro, fizemos uma maratona de 20 horas de palestras e rodadas de discussão, reunindo 110 speakers de dez países e mobilizando mais de 12 mil participantes do Brasil e do exterior.

Tudo de forma online, com absoluta segurança. E muito importante: vibração e entusiasmo de todos os envolvidos nessa jornada - a Fira Barcelona, nossa equipe da produção, os parceiros institucionais - como Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), o Sebrae Paraná e o Gazz Conecta, nossos palestrantes convidados e o público que nos acompanhou. Todas as manifestações, as centenas de mensagens, as perguntas, os comentários mostram que o país está sedento por informação sobre smart cities.

Dois momentos foram especialmente importantes para o ecossistema de cidades inteligentes e inovação. O Smart City Session foi o palco do lançamento nacional da Carta Brasileira de Cidades Inteligentes e do Smart City Distrito Report 2020.

A Carta Brasileira é pauta prioritária do governo federal, que une esforços dos Ministérios do Desenvolvimento Regional (MDR), da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e das Comunicações (MCOM), em parceria com a embaixada da Alemanha no Brasil Alemanha no Brasil, através da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH.

"As cidades precisam se apropriar de novas tecnologias, e a Carta vem para auxiliar nesse processo de digitalização. São benefícios importantes para uma oferta de serviços públicos de excelência e que vão dar mais qualidade de vida para a população”, destacou o ministro Rogério Marinho, do MDR, ao lançar oficialmente o documento, primeiro marco legal para o desenvolvimento sustentável de soluções inteligentes para os municípios brasileiros..

Já o Smart City Distrito Report 2020, que tem o apoio do iCities, foi apresentado por Gustavo Comeli, head de corporate success da empresa de inovação aberta Distrito. O estudo mapeia 166 startups ativas ligadas à essa área, separando-as em oito categorias que compõem um detalhado panorama sobre esse mercado. A pesquisa aponta que a principal categoria, representando quase um terço do total, é a de mobilidade (32,5%) — que integra startups como 99 e Tembici. Em seguida, seguem-se as categorias de infraestrutura urbana (12%) e soluções ecológicas (10,8%).

Outros grandes momentos fizeram do Smart City Session 2020 uma experiência inesquecível e absolutamente relevante. Entre eles ainda podemos citar as apresentações de Renato de Castro, especialista brasileiro com experiência internacional em soluções urbanas, e de Ricky Ribeiro, um expoente em pesquisas sobre mobilidade que une conhecimento técnico à própria história pessoal de superação, para mostrar que o mundo pode ser melhor. Ambos nos ensinam que sentados sobre as dificuldades não alcançamos nada. Temos que nos manter em movimento, produzindo e distribuindo conhecimento.

Em três salas plenárias virtuais, dezenas de especialistas se debruçaram sobre quatro áreas estratégicas relacionadas ao cenário das cidades e soluções pós-pandemia: Felicidade e Bem Estar; Legado da Pandemia; Resiliência do Espaço Urbano; e Governança e Economia. O evento foi gratuito e transmitido também pelo GazzConecta.

Durante dois dias mergulhamos nas nossas aflições como cidadãos, como empresas, como instituições de ensino e pesquisa, como governantes, líderes, como sociedade!

Saímos mais fortalecidos e prontos para fazer tudo de novo, com mais vigor e entusiasmo no Smart City Expo Curitiba 2021. Desde já, fica o convite para que venham conosco.

*Beto Marcelino é sócio fundador e diretor de relações governamentais do iCities, empresa de soluções para cidades inteligentes que organiza a edição brasileira do maior evento de cidades inteligentes do mundo, o Smart City Expo Curitiba, entre outras iniciativas de fomento ao ecossistema de smart cities no Brasil.

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]