Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
caboclo rodrigo oliveira
| Foto: Karina Nunes

O Brasil coloca seu pezinho na gastronomia internacional com toda força que temos por aqui, vamos além das churrascarias. Falo do Caboco, restaurante do chefs e parceiros Rodrigo Oliveira e Victor Vasconcellos, ao lado do restaurateur Bill Chait, em Los Angeles. Abertura prevista para o dia 8 de setembro.

Será um “restaurante brasileiro moderno”, como definem, no Arts District, em Los Angeles. Primeiro projeto da dupla fora do Brasil. A inspiração do Caboco virá de “diversas culturas e regiões do Brasil e da rica abundância de produtos da Califórnia para explorar uma nova expressão culinária”, contam.

Tudo começou em 2017, em uma ida aLos Angeles, Rodrigo e Victor pensaram que a cidade poderia ser o primeiro destino fora do Brasil que eles abririam um restaurante. “A cidade parecia tão familiar, mesmo nunca tendo visitado antes. Acredito que pode ter sido as similaridades com São Paulo, a simpática e calorosa recepção que recebemos de todos ou até mesmo os ‘post cards’ que vemos tantas vezes em filmes. E aí, tinha a comida”, Rodrigo lembra.

Mas veio a pandemia e tudo parou. Na última vez que escrevi sobre chefs brasileiros atuando fora do país, e não faz muito tempo, a informação era de que o projeto do Caboco estava parado, na verdade, guardavam segredo. As conversas de Rodrigo Oliveira com o influente Bill Chait, que é casado com a potiguar Clija, e está à frente do grupo SIII LA, começaram há três anos. Finalmente, a data foi marcada, a notícia saiu e nós comemoramos. É muito bom divulgar nossa cultura e talentos.

O Caboco é como sonharam e chega na hora de “celebrar a vida, a diversidade e a cooperação”, comemoram. No menu entram os clássicos do chef Rodrigo Oliveira que continuará no Mocotó e no Balaio IMS, ambos em São Paulo. É o chef executivo que desenhou o restaurante com Victor, que mora há quatro anos na cidade e tocará o dia a dia do Caboco. A mandioca será estrela e darão um jeito de manter os dadinhos de tapioca e a mocofava, entre outros pratos adaptados com ingredientes locais. As frutas amazônicas aparecerão na cozinha e no bar sob o comando de Marcus Ragas (The Chestnut Club) com caipirinhas e cachaças artesanais. Grafites e uma foto de Sérgio Coimbra estão na decoração.

Leio no blog do Arnaldo Lorençato que o nome surgiu como uma provocação. "Um restaurante que é brasileiro - a nossa essência".

Restaurante Caboco, por Rodrigo Oliveira e Victor Vasconcellos

1850 Industrial Street – Los Angeles - EUA

 

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]