Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Desperdício de alimentos no Brasil passa de 7 bilhões ao ano
| Foto:

Fui laçada por essa informação que veio da Gastromotiva, a ONG que usa o alimento como ferramenta de transformação social.

Eles me escolheram, junto com outros profissionais, para “uma missão muito importante: ajudar a Gastromotiva a quebrar a Wast.age/S.A. e combater o desperdício de alimentos”. Eu divido com vocês a responsabilidade.

A Wast.age/S.A. éuma empresa fictícia. A estratégia é chamar a atenção para um problema gigantesco que é o desperdício de alimentos no país.

Se fosse real, contam, a empresa possuiria um faturamento de mais de R$ 7 bilhões ao ano, o que representa os números do desperdício no Brasil só no setor de supermercados. É o resultado da pesquisa do Departamento de Economia e Pesquisa da Associação Brasileira de Supermercados (Abras) e o valor pode chegar a R$ 97 bilhões levando em consideração todo o continente.

Gastromotiva

Os dados mostram que uma família de três pessoas desperdiça 10kg de alimentos por mês, que poderiam ser usados para fazer mais 30 refeições. É muita coisa.

Assim como o pessoal da Gastromotiva, acredito no poder do coletivo para transformar essa realidade. Por isso a convocação aqui.

Mudança de hábito

O que podemos fazer? Primeiro pensar sobre o problema, depois começar a mudar hábitos, economizar, ensinar, divulgar, doar. Os produtos da ONG podem ser adquiridos e assim você também ajuda a desenvolver projetos que oferecem oportunidades de trabalho, geração de renda e realizar o sonho de muitos jovens de estudar gastronomia. Informe-se no site gastromotiva.org

Junto com o desafio recebi um pedaço do pão miche, um clássico pão francês rústico da The Slow Bakery, com a caponata de banana, produzida pela chef Suelen Silva, da Gastromotiva. A receita foi preparada utilizando toda a fruta, portanto, desperdício zero. Comi sem culpa, um deleite.

“Hoje, a atuação da Gastromotiva vai do combate ao desperdício de alimentos ao empreendedorismo social. Todos os cursos, projetos e ações têm esse recorte”, explicam os voluntários.

Atuação

Entre os eixos de formação da ONG estão o trabalho para uma nova consciência alimentar por meio da educação nutricional, do aproveitamento integral dos alimentos e a transformação dos excedentes em refeições para milhares de pessoas em situação de vulnerabilidade.

Outra notícia boa é que a Gastromotiva compartilha suas melhores práticas com outros projetos que queiram promover os mesmos valores em suas comunidades locais, conectando pessoas do mundo todo para atuar em prol da transformação social.

Em Curitiba

A Gastromotiva chegou em Curitiba em 2016 por meio da união de cozinheiros e apoio da Universidade Positivo. Recentemente, a iniciativa está hospedada na UniCuritiba e já formou 221 alunos.

A ideia de ensinar pessoas em situação de exclusão social e econômica a encontrarem sentido para viver e ajudar a escreverem outras histórias me fascinou. O fato de o criador da Gastromotiva, David Hertz, ser curitibano pesou, precisamos valorizar os nossos talentos e empreendedores.

Conseguimos sensibilizar muita gente aqui. O braço da ONG em Curitiba continua forte, presente sempre em ações de educação importantes para o resgate da cidadania, contribuindo para um mundo mais justo.

Deixo o link com todas as informações de como doar : https://gastromotiva.org/doe/  E aqui uma das receitas que recebi deles: o bolo de banana vegano.

Bolo de banana vegano

Gastromotiva
Tempo de preparo30 minutos
Rendimento35 pedaços
Preparofácil

Ingredientes

  • 360g de açúcar mascavo
  • 360ml de leite vegetal
  • 240g de farinha de trigo branca
  • 240g de farinha de trigo integral
  • 240g de banana prata inteira com casca
  • 30ml de vinagre branco
  • 4g de sal
  • 1,5g de canela em pó
  • 30g de fermento químico

Unte uma forma com óleo e farinha de trigo e ligue o forno a 180. no modo seco.Dilua o açúcar no leite. Bata as bananas inteiras no liquidificador, acrescentando o leite até dissolver. Acrescente o óleo e o vinagre na mistura de leite e reserve. Misture as duas farinhas, o sal e a canela e peneire sobre a mistura líquida. Misture o fermento delicadamente.

  1. Assar por cerca de 25 a 30 minutos.
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]