Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Automóveis

Fechar
PUBLICIDADE

NO FORNO

Nova geração do Gol chega neste ano maior, mais refinada e com motor turbo

Para retomar a liderança, a quarta geração do Volkswagen tem lançamento previsto para agosto. Golf servirá de inspiração

 | Projeção Pablo Gonzalez/ Ali Studio
Projeção Pablo Gonzalez/ Ali Studio
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

A próxima atualização do Gol será tão grande como aquela de 2008, quando o hatch seguiu da segunda para a terceira geração (popularmente conhecida como “G5”).

Agora, o modelo que foi o carro mais vendido do país por duas décadas e meia será novamente renovado.

A previsão da Volkswagen era lançá-lo apenas no início do ano que vem, mas o baixo nível de vendas em 2016 antecipou sua estreia, marcada para agosto.

LEIA TAMBÉM: Novo Gol dará origem a crossover compacto inédito da Volkswagen

A mudança mais profunda é estrutural: o Gol – que será tratado como G7 pelo Marketing da Volkswagen – passará a ser feito sobre a plataforma MQB A0, uma espécie de base simplificada do Audi A3 e do VW Golf.

Na prática, logo de cara, ela aumentará a distância entre-eixos do hatch, o que se traduz em mais espaço para as pernas dos ocupantes de trás.

Sobre a mesma plataforma serão feitos o novo Voyage, que chega na virada do ano, e um futuro SUV compacto, em 2018.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2017/02/21/Automoveis/Imagens/Vivo/novogol2.jpg

Projeção Pablo Gonzalez/ Ali Studio

Novo Gol é quase um Polo

Visualmente, o Gol se aproximará do Polo europeu. Mas não será igual. “Terá personalidade própria e ao gosto do consumidor brasileiro”, antecipa uma fonte da marca.

Entre esses “gostos” do brasileiro, está a terceira janela posicionada na coluna traseira. Será um desenho mais alongado e refinado, com alguns pontos de semelhança inclusive com o atual Golf.

Destaque para as lanternas traseiras, que crescem de tamanho, tal qual no hatch médio da marca.

LEIA TAMBÉM: Confira os 20 carros flex mais gastões do Brasil

Internamente o acabamento do novo Gol será mais simples em relação ao do Polo europeu, marcado para ser revelado em março, no Salão de Genebra.

Nas versões topo de linha, haverá diferentes tipos de texturas e materiais e recursos como iluminação ambiente, com pequenas lâmpadas instaladas na base do painel, no teto e sob os puxadores das portas. A ideia é transmitir refinamento.

Motor Turbo e a volta do GTi

Ter uma plataforma construída com maior uso de aços de alta resistência permitirá ao futuro Gol manter-se leve mesmo com a alteração de dimensões, na faixa de 1 tonelada.

Hoje com 3,90 metros, o novo hatch da VW saltará para aproximadamente 4 metros. O entre-eixos esticará para 2,55 metros.

Quanto aos motores, o novo Gol manterá o atual 1.0 de três cilindros. A novidade dentro do cofre será a versão sobrealimentada desse propulsor, já presente no up! TSI e no Golf. Entre eles, um 1.6 16V, de 120 cv. O câmbio deve ser automático de seis marchas, nesse caso.

Em relação aos preços, vão começar próximos a R$ 45 mil e bater em R$ 70 mil nas configurações mais caras.

E é sobre o propulsor turbo que deverá ser montada a tão sonhada versão GTI, vedete da marca no último Salão do Automóvel de São Paulo. O modelo apareceu sob a forma de conceito e deve marcar a transição entre as gerações.

LEIA TAMBÉM: Releitura do Gol GT vai virar série especial para dar adeus a atual geração do hatch

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Automóveis

PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais