Blogs

Fechar
PUBLICIDADE

Caixa Zero

Enviado por Rogerio Waldrigues Galindo, 16/03/16 8:42:29 PM

“Estou assustado com a República de Curitiba”, diz Lula em telefonema interceptado

Ligações do ex-presidente Lula foram interceptadas pela Polícia Federal (Foto: Alan Marques/Folhapress)

Ligações do ex-presidente Lula foram interceptadas pela Polícia Federal (Foto: Alan Marques/Folhapress)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, em conversa telefônica interceptada pela Polícia Federal e vazada na noite desta quarta-feira (16), que está “assustado com a República de Curitiba”, em referência às investigações da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba.

As interceptações telefônicas foram autorizadas pelo juiz federal Sergio Moro. Ele levantou o sigilo do procedimento no final da tarde desta quarta-feira (16).

LEIA MAIS: Conversa interceptada mostra Dilma dando posse “secreta” a Lula para “caso de necessidade”; ouça

No diálogo com a presidente Dilma Rousseff, Lula diz que instituições estão acovardadas e parlamentares estão se sentindo ameaçados com o andamento da operação. “Nós temos uma Suprema Corte totalmente acovardada, temos um Superior Tribunal de Justiça totalmente acovardado e um Parlamento totalmente acovardado”, disse.

“Temos um presidente da Câmara [Eduardo Cunha] fodido, um presidente do Senado [Renan Calheiros] fodido, não sei quantos parlamentares ameaçados e fica todo mundo no compasso de que vai acontecer um milagre e todo mundo vai se salvar”, continuou, antes de dizer: “Sinceramente, eu estou assustado com a República de Curitiba.”

 

LEIA MAIS: Divulgação de áudio de Lula faz deputados gritarem “renúncia”. Sessão foi encerrada

“Esse delegado tem que ser afastado para não falar merda”
Em outra ligação interceptada pela Polícia Federal, Lula comenta com o senador Lindberg Farias (PT) sobre uma declaração de um delegado da PF que pediu autonomia para a corporação apesar da troca no Ministério da Justiça.

“Você viu o delegado da Polícia Federal ontem dizendo que quer autonomia, que a troca de ministro é interferência política… Olha, esse delegado tem que tomar no cu. Esse delegado tem que ser afastado para não falar merda”, disse o ex-presidente.

O ex-presidente se refere ao delegado da PF e diretor regional da Associação dos Delegados em São Paulo Edson Garutti, que em entrevista disse que sucessor de José Eduardo Cardozo não deve chegar pensando em controlar as investigações da Lava Jato.

“Todo mundo quer autonomia, quem está precisando de autonomia nesse país é a Dilma”, disse Lula, irritado. “Tem o Tribunal de Contas em cima dela, tem o Ministério Público em cima dela, tem a Polícia Federal em cima dela, todo mundo em cima da coitada”, completou.

Envolvimento de Aécio
No telefonema, o ex-presidente ainda fala sobre um possível envolvimento do nome do senador Aécio Neves (PSDB) nas investigações, a partir do acordo de colaboração premiada feito por executivos da Andrade Gutierrez.

“Se a Polícia Federal e o Ministério Público, nessa delação da Andrade Gutierrez não aparecer o PSDB nem o Aécio, qualquer brasileiro pode dizer que a delação é uma farsa, uma mentira”, diz o presidente.

Este é um espaço público de debate de idéias. A Gazeta do Povo não se responsabiliza pelos artigos e comentários aqui colocados pelos autores e usuários do blog. O conteúdo das mensagens é de única e exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.
Buscar no blog
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais